segunda-feira, 23 de janeiro de 2006

Arranque do Campeonato Nacional de 2006


Tem início no próximo fim de semana, dias 28 e 29, na cidade de Góis, mais uma edição do Campeonato Nacional de Enduro. A prova de um dia, marca o início de um campeonato que se espera emotivo, competitivo e com bastantes participantes, havendo novidades em termos de regulamentação, nomeadamente na distância e tempo máximo permitido por volta e nas classes.
As provas deverão realizar-se num percurso de 70 km feito em 3 passagens. O tempo máximo por volta deverá rondar a 1h45, sendo o tempo total por dia de competição superior a cinco horas e inferior a sete horas e meia, incluindo os vinte minutos do ultimo controlo horário, baseado em tempos B.

Em relação às classes, elas serão as seguintes:

ELITE:
Classe E1(125 cc + 250 cc-4T)
Classe E2(+ 175 cc-2t + 300 cc-4t)

NACIONAL:
Classe NACIONAL I(125 cc C/ 250 cc-4T)
Classe NACIONAL II(superior a 175 cc-2T)
Classe NACIONAL III(superior a 300 cc-4T)

VERDES:
Classe 125/250-4T(125-2T C/ 250-4T)
Classe 250-2T(superior a 175 cc-2T)
Classe 450-4T(superior a 300 cc-4T)

Promoção : (todas)

Basicamente a classe Elite será destinada aos melhores pilotos, que tendo em conta o número previsto de pilotos, serão todos os pilotos ex-intitulados “Consagrados” que estarão divididos nas duas classes E1 e E2. Os pilotos terão de fazer a totalidade do percurso definido pelas organizações e será obrigatória a utilização de pneus ecológicos atrás.
A classe Nacional terá alternativas ao percurso delineado, incluindo a Extreme, a qual os pilotos percorrerão parcialmente, na eventualidade de esta apresentar uma dificuldade excessiva. Espero bem que sim pois a diferença entre as classes Elite e Nacional tem que se fazer sentir nesta especial e em pelo menos uma ou duas zonas do percurso.
Com esta nova regulamentação deixa de existir o Campeonato Absoluto.

Em termos de pilotos e equipas também existem algumas novidades sendo a principal obviamente, a passagem do Campeão Absoluto e da Classe Enduro 2 em 2005 Helder Rodrigues, para a formação Bianchi Prata Competições. O Helder fará o campeonato aos comandos de uma YZ 450F, tendo sido contratado após a saída do Mario Patrão que resolveu criar a sua própria equipa, participando em 2006 aos comandos de uma RMZ450.
Acrescente-se como motivo de interesse extra para a prova de Góis, a participação do piloto oficial da Sherco, Joan Pedrero, que vem a Portugal treinar. O piloto espanhol estará aos comando de uma Sherco 4.5i colocando ainda a possibilidade de regressar caso lhe agrade o campeonato. Esperemos que sim, pois uma solução para aumentar o número de inscritos e a competitividade do Campeonato Nacional é precisamente apostar na qualidade das provas em termos de percurso e de organização, de maneira a atrair mais pilotos da vizinha Espanha.

Força MotoClubes, apostem na qualidade das vossas provas, pois todos nós temos a ganhar com isso.

Boas curvas,

Nuno Coelho (nunoandrecoelho@gmail.com)

Calendário do Campeonato Nacional de Enduro 2006


28 e 29 de Janeiro – Góis (1 dia)
18 e 19 de Fevereiro – Marco (2dias)
10 a 13 de Março – Açores (1dia)
20 e 21 de Maio – Vale de Cambra (2dias)
24 e 25 de Junho – Oliveira do Hospital (2dias)
8 e 9 de Julho – Figueira da Foz (2dias)

O campeonato será composto por 6 provas, num total de 10 resultados. No final será eliminado o pior resultado para a classificação final..
Pena é que o Motoclube de Viana não tenha apresentado a sua candidatura, pois assim teriamos mais uma prova no norte, ainda por cima mítica e de grande tradição. Após se terem candidatado à organização dos 6 dias, infelizmente sem sucesso, espero que pelo menos para o ano os homens de Viana do Castelo tentem colocar a sua prova no calendário do Campeonato de Enduro de 2007. Fica a deixa...

Boas curvas,

Nuno Coelho (nunoandrecoelho@gmail.com)