quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

O fim do CREN..


Esta é uma daquelas notícias que ninguém quer dar..

Devida às elevadas exigências por parte da FMP, não restou outra solução à organização do CREN senão acabar com a competição.

Segundo Paulo Moreira: "Não há condições. Os valores apresentados pela Federação são muito elevados. As exigências também..Isto iria tornar-se num Nacional com outro nome.."

Infelizmente a Federação desde sempre olhou para CREN como uma ameaça ao Campeonato Nacional de Enduro, recusando-se assim a encontrar soluções junto das organizações para que o campeonato tivesse futuro. Soluções essas que teriam de passar obrigatóriamente por taxas de prova reduzidas e seguros mais realistas, por exemplo.

O que a Federação nunca percebeu é que o CREN foi ao longo destes tempos responsável pelo regresso e iniciação em competição de muitos pilotos, inclusivé senhoras. Entre estes estão aqueles mais ambiciosos que sonhavam mais tarde dar o salto para o Nacional...

Também não percebeu que as provas do CREN funcionavam como treino ao mais alto nível para os nossos melhores pilotos, alguns deles apoiados pela própria Federação..

Por último, nunca percebeu que o CREN era também uma forma de captar novas organizações, numa altura em que se fala de poucos clubes disponíveis para organizar uma prova do nacional..

Resta-nos enquanto enduristas e apaixonados pelo Enduro, agradecer a todos aqueles que lutaram para que o CREN fosse uma realidade, uma palavra de agradecimento especial a Paulo Moreira, e esperar que um dia "outros olhos" estejam na Federação...

Gonçalo Reis a postos para o CNE

(Clique na imagem para ampliar)

Hélder Rodrigues numa equipa de sonho


(Clique na imagem para ampliar)



segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Oliveira Racing Team desvenda pilotos para 2013


(Clique na imagem para ampliar)


BXEC 2013 - 1ª Prova

David Knight começou da melhor forma o campeonato Britânico de Enduro Extreme, ao vencer a primeira prova que teve lugar em Tong, frente a Jonny Walker e Danny Mccanney. Graham Jarvis terminou na 5ª posição.

Resultados:
(Clique na tabela para ampliar)

Video:

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Fábio Pereira continua de Yamaha no CNE


Fábio Pereira estará presente no Campeonato Nacional de Enduro mais uma vez defendendo as cores da Yamaha. O piloto natural do Vimeiro contará com o apoio da marca japonesa por intermédio do concessionário Yamoeste, dando assim continuidade a esta parceria que já existe desde 2008. Fábio pereira vai disputar a classe Elite 1 aos comandos de uma Yamaha YZ 250F, moto que já conhece muito bem e com a qual conquistou o Vice-Campeonato na época 2012. “Estou muito contente por continuar com a Yamaha, é uma moto excelente, bastante equilibrada, e com uma fiabilidade comprovada, e isso faz com que seja uma grande aposta para o enduro. Já é o quinto ano que tenho o apoio da Yamoeste e é realmente muito importante manter esta relação de confiança com quem acredita em nós.” Nesta altura, Fábio Pereira ainda está a reunir esforços para se poder lançar no Campeonato Europeu de Enduro. “É um dos meus objetivos para 2013 fazer o Europeu, o campeonato está cada vez mais bem cotado e acho que seria um passo importante na minha evolução como piloto.” O CNE começa já dia 3 de Fevereiro em Gondomar.
Obrigado Yamaha Motor Portugal e a Yamoeste!!

Fábio Pereira

Balanço de Bianchi Prata no final do Dakar 2013

(Clique na imagem para ampliar)

Felícia de Sherco em 2013

(Clique na imagem para ampliar)

sábado, 19 de janeiro de 2013

Dakar 2013 - 14ª Etapa - Video

Dakar 2013 - 14ª Etapa - Top Moment

Hélder Rodrigues encerra Dakar 2013 com 4º lugar


(Clique na imagem para ampliar)


Mário Patrão termina com um sexto lugar o Rali Dakar


(Clique na imagem para ampliar)


Dakar 2013 - 14ª Etapa

Ruben Faria alcançou o melhor resultado de sempre de um português no Dakar

Terminou hoje o Dakar 2013. Cyril Despres, como resultado de uma enorme regularidade (venceu apenas uma especial), conquistou a sua 5ª vitória nesta prova. Mas, grande satisfação para nós portugueses, é o fantástico 2º lugar conquistado por Ruben Faria. Este foi o melhor resultado de sempre, de um piloto português no Dakar.

Além de Faria, há mais pilotos portugueses classificados entre os mais rápidos do mundo (top 10): Hélder Rodrigues, com o regresso da Honda a esta competição, terminou em 7º da geral; e Paulo Gonçalves, apesar de alguns problemas sentidos na sua Husqvarna, ao longo do rally, terminou a prova num honroso 10º lugar.

Surpreendente foi o 6º lugar alcançado por Mário Patrão, nos 128km desta última especial. O piloto, que é um estreante nesta prova, terminou o rally no 30º lugar, mas provou que futuramente poderá chegar mais longe.

O último dos pilotos portugueses, mas também rápido (terminou um dos dias no 4º lugar), Bianchi Prata fez o 33º tempo desta última especial, tendo terminado no 57º lugar da geral.

Esta foi uma prova muito competitiva, onde vimos 6 pilotos (“Chaleco”, Barreda Bort, Casteu, Caselli, Despres e Verhoeven) de 3 marcas distintas (KTM, Husqvarna e Yamaha) a vencer etapas. No entanto, importa concluir que a KTM continua a dominar o Dakar, pois terminou com 5 pilotos, nos 5 primeiros lugares.  

Resultados da 14ª Etapa:
(Clique na tabela para ampliar)

Geral:
(Clique na tabela para ampliar)

Texto: Filipe Coelho
Foto: Ruben Faria (FB)

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Dakar 2013 - 13ª Etapa - Video

Mário Patrão a um dia de terminar o Rali Dakar


(Clique na imagem para ampliar)


Hélder Rodrigues foi 6º na penúltima etapa


(Clique na imagem para ampliar)


Dakar 2013 - 13ª Etapa

Paulo Gonçalves voltou a ser o melhor português

Com o objectivo de roubar a 2ª posição da geral ao português Ruben Faria, hoje o chileno “Chaleco” Lopez entrou ao ataque e venceu a etapa, com pouco mais de 5 minutos de vantagem para Cyril Despres, que terminou no 2º lugar. No entanto, agora que faltam só 128km cronometrados para o fim do rally, o francês ocupa a 1ª posição da geral, com uma confortável vantagem de 8min15seg para “Chaleco”, que conseguiu ocupar a 2ª posição, com um avanço de pouco mais de 6 minutos para Faria, que hoje perdeu algum tempo e terminou a etapa apenas em 15º.

Paulo Gonçalves esteve muito bem, pois terminou a etapa no 3º lugar e assim conseguiu entrar no top 10 da classificação geral (ocupa a 10ª posição). Neste momento, Portugal é o único país com três pilotos entre os 10 primeiros.

Quem também andou rápido e continua a melhorar a sua classificação, foi Hélder Rodrigues, que foi 6º na etapa e subiu ao 7º posto da geral.

Em relação aos restantes pilotos portugueses, Mário Patrão terminou a etapa em 35º, e Pedro Bianchi Prata, à hora que fazemos este relato, ainda não terminou a prova.

Amanhã termina, na capital chilena, o Dakar 2013 (14ª etapa: La Serena - Santiago), com um grande troço de ligação de 502km e uma curta especial de 128km onde, na luta pelos lugares do pódio, dificilmente haverá alterações. No entanto, há que realçar o facto de que Paulo Gonçalves está em 10º, com 2 pilotos apenas pouco mais de 3 minutos à sua frente…

Geral após a 13ª Etapa:
(Clique na imagem para ampliar)

Texto: Filipe Coelho

Bianchi Prata na 12ª Etapa do Dakar

(Clique na imagem para ampliar)

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

1ª Prova Troféu Enduro Sprint.pt


A Escola de Enduro Turres Off Road vai levar a efeito a 1º prova do troféu Enduro Sprintpt , na localidade de Carvoeira ( Torres Vedras )

Horários do Evento:

09.00 - 10.00  - Inscrições no próprio dia  (+ 5 € )  e verificações administrativas .

10.15 - 11.00 - Motas em parque fechado 

11.30  - Inicio do Evento  ( saída de 4 pilotos de minuto a minuto )

17.30 - Entrega de prémios . 


Inscrições e mais informações em:



Organização

Hélder Rodrigues de novo entre os primeiros


(Clique na imagem para ampliar)


Mário Patrão continua a surpresa do Dakar


(Clique na imagem para ampliar)


Dakar 2013 - 12ª Etapa - Videos


Dakar 2013 - 12ª Etapa



Numa etapa ganha pelo holandês Frans Verhoeven (Yamaha), a caravana regressou ao Chile e, apenas a 2 dias do final desta prova, o português Ruben Faria está na luta pela vitória, pois terminou esta etapa em 2º, quando o seu colega de equipa e super-favorito, Cyril Despres, obteve apenas o 14º lugar. Em termos de classificação geral, neste momento, o francês detém ainda pouco mais de 5 minutos de vantagem sobre o luso, que está cada vez mais isolado no 2º lugar, pois aumentou a sua vantagem, que ficou em 8 minutos de avanço, para o 3º classificado da geral (“Chaleco” Lopez), que hoje fez apenas o 7º tempo.

Mas hoje assistiu-se a uma situação que mostra que se vive um bom ambiente, no seio da equipa oficial KTM, pois o Ruben no final da etapa, ao ser entrevistado, referiu ter tido um problema, com um raio de uma roda, ao que foi ajudado pelo seu colega da equipa. Em agradecimento, quando terminou a entrevista, o português fez questão de desmontar da sua moto e ir saudar, como agradecimento, Cyril Despres.

Prova da competitividade que se está a viver neste Dakar é o facto de, na etapa de hoje, se terem classificado 5 marcas distintas de motos, nos 5 primeiros lugares: os dois primeiros foram seguidos pela Husqvarna de Joan Barreda Bort, pela Sherco de Alain Duclos e pela Honda de Hélder Rodrigues que, apesar deste 5º lugar, ainda mantém o 9º posto da classificação geral.

Quem se atrasou um pouco foi Paulo Gonçalves (16º lugar), que assim dificulta a sua entrada no top 10 da classificação geral (neste momento, ocupa o 12º lugar).

Com resultados positivos, para um estreante, está Mário Patrão, que terminou a etapa de hoje em 27º e assim, após os atrasos sofridos nos primeiros dias de prova, continua a subir na classificação geral (já está em 36º).

Resultado mais modesto obteve Bianchi Prata (51º lugar), que ocupa a 63ª posição da geral.

Amanhã realiza-se a penúltima etapa, toda em solo chileno (13ª etapa: Copiapó – La Serena), com um troço de ligação de 294km e uma longa especial de 441km, onde muito se pode decidir.

Resultados da 12ª Etapa:
(Clique na imagem para ampliar)

Geral:
(Clique na imagem para ampliar)


Texto: Filipe Coelho