domingo, 16 de fevereiro de 2014

CNE 2014 - Enduro de Góis - Gonçalo Reis começa melhor


Nada menos de 197 pilotos marcaram presença em Góis – um número francamente auspicioso no arranque da nova temporada - dos quais 35 integrados nas categorias principais, Elite e Open, que cumpriram quatro voltas ao percurso, enfrentando três troços cronometrados em cada passagem. O trajecto sofreu algumas alterações devido ao estado do terreno, como seja na “Enduro Test”, ficando com uma extensão na ordem dos 40 Km.

Hoje o Sol brilhou na região mas a chuva caída nos últimos tempos deixou o terreno encharcado e enlameado, tornando a prova bastante exigente em termos físicos e técnicos. O Góis Moto Clube geriu bem esse condicionalismo e introduziu alterações em sectores mais degradados, minimizando o volume de abandonos.

Na classe Elite 2 e em termos absolutos, Gonçalo Reis instalou-se no comando desde a primeira “especial”, e na segunda metade da prova reagiu bem à tentativa de aproximação de Luís Correia. O piloto do Magoito venceu, com 17s de vantagem sobre o ribatejano. Já Diogo Ventura ocupava o 3.º posto quando teve de abandonar na terceira volta com a corrente partida, herdando a posição o francês Fabien Planet.

Quanto à Elite 1, Joaquim Rodrigues foi o mais rápido em oito troços, amealhando vantagem que compensou o tempo perdido nas quatro passagens pela “Extreme”. Tudo somado, Rodrigues conseguiu garantir o triunfo, apenas com 1,6s sobre o suíço Jonathan Rossé, apesar deste apenas ser o mais veloz em duas “especiais”. Por seu turno, Hélder Rodrigues marcou presença para ser 3.º classificado, diante de Fábio Pereira.

Na Open 2, Filipe Sampaio regressou ao Enduro para alcançar uma vitória “tirada a ferros” sobre Diogo Valença. Sampaio começou melhor, após duas voltas tinha 13,2s sobre aquele adversário, mas na “Enduro Test” da terceira passagem cedeu 27s. Depois, aplicou-se a fundo na recuperação, e só garantiu o triunfo no último troço, apenas por escassos 53 milésimos de segundo sobre Valença. No 3.º lugar ficou Fernando Sousa, diante de Nuno Cação.

No que respeita à Open 1, inicialmente assistiu-se a animado duelo entre José Manuel Borges e Jorge Leite. Após duas voltas, Borges estava na frente com 6,5s de avanço, mas na terceira passagem pela “Cross Test” registou contratempos e acabou por desistir. Só então Jorge Leite ficou à vontade para ganhar, com 1m02s de vantagem sobre Bernardo Megre. Carlos Pedrosa completou o pódio desta classe, seguido de Ricardo Santos.

Passando à categoria Verdes, na classe 1 o vencedor foi João Araújo, seguido por João Lourenço, enquanto na 2 ganhou André Almeida, diante de Alexandre Guia. Entre os Veteranos, o ganhador do dia foi António Oliveira, bem destacado de Sandro Carolino, enquanto nos Super-Veteranos António Silva levou a melhor, à frente de Paulo Miranda. Nesta prova só alinharam duas senhoras, e a as penalizações foram determinantes para o ordenamento final. Flávia Rolo ganhou, mesmo penalizando 10minutos, pois Rita Vieira averbou 26 minutos de penalização.

Resultados:
(Clique na tabela para ampliar)

Campeonato:
(Clique na tabela para ampliar)

Texto e tabelas: FMP (http://www.fmotoportugal.pt)
Foto: Arquivo (FB Gonçalo Reis)

Sem comentários: