terça-feira, 22 de abril de 2014

Navegação e travão hipotecam resultado de Ruben Faria


Após os problemas sentidos com o travão traseiro na sua KTM Rally 450 no primeiro dia do Sealine Rally no Qatar, Ruben Faria voltou hoje a não ter a sorte do seu lado naquela que foi o segunda etapa da prova. Um dia que se previa bastante duro, com 396 quilómetros de especial cronometrada e que foram de azar para Ruben Faria.

O piloto de Olhão voltou a sentir dificuldades com o travão traseiro da sua moto, mas foi um erro de navegação que o colocou fora da luta pela primeira posição no dia e também na própria prova, pois ao falhar alguns pontos de passagem obrigatórios Ruben Faria será certamente penalizado pela organização antes do arranque da terceira etapa.

‘Falhei uma rota e perdi-me ainda numa fase inicial da corrida. Com esse erro falhei ‘waypoints’ e fiquei sujeito a uma forte penalização. Ainda regressei à pista para continuar a especial mas mais tarde, com o travão traseiro novamente a acusar alguns problemas optei por seguir até ao final da especial pela estrada. Não fazia sentido continuar daquela forma.’

Longe dos homens da frente e sem qualquer possibilidade de poder discutir um lugar de destaque nesta sua primeira prova internacional do ano, Ruben Faria estará amanhã na partida para a terceira etapa da competição, com um objectivo bem definido, lutar pela vitória na especial.


‘Amanhã vou ser o último dos pilotos prioritários a partir e vou tentar tirar o maior proveito disso para discutir a vitória na especial. A corrida está perdida mas temos ainda muitos quilómetros pela frente, quero andar rápido e lutar pela vitória na especial ao mesmo tempo que continuaremos o nosso trabalho de desenvolvimento da moto. Hoje foi um dia para esquecer...’

Os pilotos do Sealine Rally no Qatar enfrentam amanhã a terceira etapa da prova com uma especial com 416 quilómetros de extensão.


Hype Communications

Sem comentários: