sábado, 13 de setembro de 2014

Pleno da Equipa Yamaha em Idanha-a-Nova


António Maio venceu hoje a Baja TT Idanha-a-Nova, quinta etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, resultado que o mantém na luta pelo título de campeão nacional. O piloto da Equipa Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy gastou 3h33m26s a percorrer as duas passagens de 105,4 km e 175,79 km, tendo terminado a corrida com uma vantagem de 2m47s sobre o seu mais direto adversário e atual campeão nacional Mário Patrão.

A Equipa Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy esteve imparável nesta que foi a segunda prova desta temporada organizada pela Escuderia de Castelo Branco: voltou a repetir as posições que ocupou no prólogo, mas acima de tudo, repetiu o resultado histórico alcançado na Baja TT Terras de Alcoutim ao ver os seus pilotos vencer de forma absoluta e as respectivas classes.  
Luís Teixeira, atual líder da classe TT3, terminou a vencer na classe que representa e no terceiro lugar absoluto e Sebastian Buhler, que ocupou o quarto posto da classificação geral, foi o mais rápido entre os pilotos da classe TT1.

António Maio confessa que a prova não foi fácil e que a disputa pelo primeiro lugar de pódio foi renhida. “Tentei atacar logo na primeira parte, mas depois perdi-me, o que me fez perder também alguns segundos, já não consegui recuperar e acabei por terminar a primeira volta na segunda posição. Depois, na segunda passagem, ataquei desde o início. Aproveitei o facto de o traçado ser bem ao meu jeito. Não tive problemas, a não ser o facto de ter batido num muro. Nessa altura perdi novamente alguns segundos, mas voltei a atacar e agora estou super satisfeito porque estou na luta pelo título de campeão”, refere o piloto alentejano, que acrescenta: “a minha Yamanha teve perfeita e as suspensões Reiger ajudaram muito num piso que estava bastante duro. Ainda faltam duas corridas e a vitória só depende de nós.”

Para Luís Teixeira “a prova correu de feição. Estou muito satisfeito não só pelo meu resultado, mas também pela prestação de toda a equipa. Venci na minha classe, fiquei em terceiro da geral, muito perto do segundo lugar e, por isso, penso que estamos todos de parabéns. Devo agradecer a toda a equipa, mas quero salientar o magnifico trabalho que o Pinhel tem feito na mota e ainda agradecer especialmente ao nosso chefe de equipa, ao Fino”. O piloto algarvio da formação Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy refere ainda que “em Góis a luta continua, quero reforçar a vantagem que tenho e as hipóteses de ser campeão”.

O mais jovem elemento da equipa, Sebastian Buhler, revela que “de manhã correu tudo bem. À tarde tive uma pequena queda, mas sem gravidade e consegui recuperar. Agradeço bastante a toda a equipa que tem sido impecável e agora só quero continuar a dar o meu melhor nas próximas provas.”

Frederico Fino, piloto e chefe de equipa, destaca o brilhante desempenho de todos os pilotos e refere  que “o Maio teve um resultado brilhante. Depois de todas as quedas sofridas, senti o Maio muito determinado, não desistiu, foi à luta e ganhou. A nossa Yamaha também não deu problemas, o que ajudou muito. O Luís provou, uma vez mais, ser um dos melhores. Tem um andamento notável, que justifica o terceiro lugar e o primeiro da classe. Espectacular teve também o Buhler que fez uma excelente prova, com uma condução muito segura. Não podíamos estar mais satisfeitos”.

A próxima jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno disputa-se nos dias 4 e 5 de Outubro, em Góis, o Raide de Gois.

Informações sobre a prova em www.escuderiacastelobranco.pt

A2 Comunicação

Sem comentários: