sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Vitória total Yamaha

Sebastian Buhler

António Maio iniciou da melhor forma esta sua participação na Baja TT Idanha-a-Nova ao ser o mais rápido no prólogo que se disputou hoje na Sr.ª do Almortão. O piloto da Equipa Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy gastou 5m33s a percorrer os 6860 metros de extensão da Super Especial desta quinta etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

Para além da vitória de António Maio, que está apostado em repetir o triunfo alcançado o ano passado na mesma competição, também Luís Teixeira, atual líder da classe TT3, se destacou ao conquistar o melhor tempo na classe que representa e ocupa o 3º lugar na tabela de classificação geral.

Logo atrás, em 4º lugar absoluto, está Sebastian Buhler que foi o mais rápido na classe TT1.
A equipa Yamanha teve um excelente desempenho ao vencer em todas as classes e ao colocar três pilotos nos quatro primeiros lugares.

“Desta vez optei por uma estratégia diferente da prova anterior. A intenção foi ficar em primeiro e consegui cumprir esse objectivo. Parto para a etapa de amanhã em vantagem. Ao contrário do que esperava, o pó está a ser predominante, o que me parece uma vantagem”, refere António Maio, que acrescenta a qualidade da Yamaha: “a mota contínua impecável, mantém-se eficaz, com um ótimo desempenho, pelo que não fizemos  alterações. Eu, depois de tantas lesões, sinto-me recuperado e pronto a dar o meu melhor. Estou confiante. O que interessa mesmo agora é a vitória”.

Luís Teixeira, que já tinha triunfado em casa, na prova que se decorreu em Alcoutim, e em Oleiros, Proença, Mação, quer permanecer na liderança desta competição e refere: “Estou a 2 pontos do 2º lugar da geral e o meu objetivo é continuar a subir na classificação. Hoje parti para o prólogo com tranquilidade e sem arriscar. Consegui ganhar na classe e classificar-me em 3º lugar da geral. Só posso estar motivado para dar o meu melhor e vencer amanhã”.

O mais jovem elemento da equipa Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy, Sebastian Buhler, salienta o excelente trabalho de equipa, o que “me faz manter motivado. O prólogo não podia ter corrido melhor. O piso surpreendeu, não estava molhado, mas a mota portou-se muito bem e diverti-me imenso. Agora já só penso em amanhã, em obter um bom lugar e ganhar na categoria TT1”.

Frederico Fino, chefe de equipa que, desta feita, não participa na prova beirã, destaca os 1º, 3º e 4ºs lugares conquistados pelos pilotos da Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy à geral na tarde de hoje e refere que “conseguir melhor seria difícil. Ganhámos em todas as frentes e esse era o nosso objetivo”.

Amanhã, os concorrentes irão enfrentar, a partir das 7h30m um troço com 105,40 km de extensão, cuja partida será dada na Sr.ª do Almortão, a poucos quilómetros de Idanha-a-Nova. A partir das 12h30m voltam a arrancar para um derradeiro sector selectivo, com 175,79 km, sempre com partida e chegada à Sr.ª do Almortão.

Informações sobre a prova em www.escuderiacastelobranco.pt

A2 Comunicação

Sem comentários: