segunda-feira, 31 de março de 2014

Cpto Espanhol 2014 - Antas (1ª Prova)

Resultados (Geral - 2 dias):
(Clique para ampliar)

Videos:

Duplo pódio para MOTOBRIOSO em jornada inaugural

Fausto Mota

(Clique para ampliar)

Ruben Faria

Ruben Faria - Desportivismo acima de tudo


No arranque de mais uma temporada do campeonato nacional de todo-o-terreno Ruben Faria foi um dos pilotos que marcou presença no Raid da Ferraria. Aos comandos da KTM 350 com que estará este ano nas pistas do TT nacional o piloto do Algarve sentiu as naturais dificuldades de quem esteve tanto tempo ausente da competição e do normal ritmo de treino, pois desde o Dakar 2014 que não participava numa prova.

No final do primeiro dia a sétima posição na classificação geral espelhava a falta de ritmo competivo, mas dois troços no segundo dia de prova deixavam em aberto a possibilidade de recuperar algumas posições e acima de tudo conseguir mais ritmo competitivo, o principal objectivo do piloto de Olhão para esta primeira ronda do campeonato interno.

Mas ainda no decorrer do primeiro sector selectivo Ruben Faria encontrou um dos seus adversários caído na pista e juntamente com outros pilotos mostrou que o espirito do TT continua bem vivo em Portugal. Durante largos minutos permaneceu junto a António Maio, deixando de lado a competição e esquecendo o resultado.

‘Quando cheguei junto do António Maio ele estava inanimado, tinha caído violentamente e fiquei logo junto dele em conjunto com o Hélder Rodrigues, o Pedro Afonso e outros pilotos. Não fazia sentido abandonar um amigo e mesmo depois dele recuperar os sentidos ficámos todos junto dele até ser definitivamente transportado para o hospital. Foi um momento de aflição, mas felizmente ele está bem e isso é o mais importante.’

Ruben Faria acabou assim por perder muitos minutos para os adversários, mas no final ficaría com o sétimo posto da geral depois da organização ter corrigido os tempos aos pilotos que estiveram junto de António Maio. Uma posição que agradou ao piloto do Algarve neste arranque de época.

‘O resultado final pouco importa na realidade. É bom porque fiz muitos quilómetros de moto, mas depois do acidente do Maio foi muito complicado voltar a ganhar ritmo e a concentração necessária. O mais importante para mim foi saber que o António estava bem...o resto é secundário.’

Ruben Faria iniciou assim a sua temporada a nível interno, com o campeonato a prosseguir já nos próximos dias 25 e 26 de Abril com a realização do Rallye TT Vinhos Ervideira, novamente nas pistas do Alentejo.

Hype Comunications

Vitória em TT1 e 2º lugar à geral

Sebastian Buhler

A equipa Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy esteve em destaque no Raid TT da Ferraria, que este fim-de-semana se disputou na vila alentejana do Gavião, ao colocar Sebastian Buhler como vencedor da classe TT1, com o novo recruta da equipa a alcançar ainda um notável 2º lugar absoluto, tendo em conta que o piloto participou na prova com uma moto de apenas 250cc.

A equipa viu, todavia, a infelicidade bater de novo à porta de António Maio que sofreu uma queda aparatosa ainda na fase inicial da corrida. Socorrido numa primeira fase pelos adversários que o seguiam em pista, Hélder Rodrigues e Rúben Faria, entre muito outros, o piloto seria posteriormente transportado para o hospital onde felizmente não foram detetadas fraturas e o seu estado de saúde não inspira cuidados.

O piloto e a equipa agradecem todo o apoio recebido e enaltecem o espirito de solidariedade que foi muito para além do mero dever de circunstância. Apesar de ainda muito combalido António Maio não deixa de “enviar um muito obrigado a todos os que me apoiaram neste momento mais complicado. Foi bom sentir a enorme amizade e preocupação sincera daqueles que connosco competem”.

António Maio

O piloto de Alcoutim Luís Teixeira completou a boa prestação de Sebastian Buhler ao ser o 2º classificado da classe TT3, enquanto David Ferreira cumpriu com sucesso a sua primeira participação pela equipa. Já Frederico Fino, que permaneceu quase uma hora com António Maio até este ser evacuado, entendeu que já não se justificava nem tinha condições para prosseguir a sua participação na prova.

Para Sebastian Buhler, que está a fazer a sua primeira temporada completa na modalidade “esta vitória é muito importante. Acho que andei bem, diverti-me bastante mas também tive uma queda que felizmente não teve consequências, para além de estar um pouco dorido. Estou muito satisfeito com a equipa e da sua estrutura extremamente profissional que me proporcionou as condições para alcançar este resultado, entre outras coisas através da excelente Yamaha YZ 250F com que estou a competir e da sua notável suspensão Reiger, que faz uma enorme diferença em relação aquilo a que estava habituado”.

Também Luís Teixeira se congratulou pela entrada “neste novo projeto, onde estou muito satisfeito pela Yamaha YZ que tenho à minha disposição e pelo trabalho que nela tem sido feito pelo Fernando Pinhel. Estou certo de que ainda iremos conseguir fazer bastante melhor, mas este 2º lugar foi já um bom prémio para o nosso esforço”.

Ainda bastante abalado pela pouca sorte de António Maio, Frederico Fino destacou que “toda a equipa deseja ao António uma rápida recuperação e desejamos vê-lo o mais rapidamente possível de regresso aos treinos e às competições. Pela minha parte depois de ter estado junto do António e vê-lo partir para que a sua situação fosse avaliada no hospital não tinha condições para prosseguir em prova”.

A próxima etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, o Ervideira Rali TT disputa-se a 25 e 26 de Abril, em Reguengos de Monsaraz.

Outras informações sobre a prova e classificações em www.clubeferraria.pt

Yamaha Pinhelworks Ray Just Energy

Mário Patrão entrou a ganhar na nova temporada de Todo-o-Terreno


(Clique para ampliar)


CNTT 2014 - Ferraria - Resultados

Mário Patrão impôs-se na primeira prova do nacional de TT

(Clique para ampliar)

Foto: A2 Comunicação

quinta-feira, 27 de março de 2014

BSEC 2014 - Canada - Highlights

Troféu YAMAHA 2014 - 204 pilotos na abertura


Começou ontem em Pegões a 11ª edição do Troféu YAMAHA, mais uma vez promovido pela YAMAHA Motor de Portugal e que em 2014 terá cinco paragens. Num cenário totalmente novo, mais amplo e espectacular que a anterior pista de Pegões, a organização desenhou um percurso com 3.500 metros de extensão, bem ao gosto dos pilotos e do muito público que acompanhou uma emocionante tarde de corridas.

Após uma manhã destinada a treinos cronometrados as corridas tiveram ordem de arranque ás 14 horas, com os pilotos dos moto 4 a enfrentarem o primeiro duelo da jornada. 45 minutos de corrida, com obrigatoriedade de uma paragem para reabastecimento. O sol ‘abraçava’ de forma timida a caravana de mais de 50 moto 4 em pista, com João Vale – autor da ‘pole-position’ – a assumir a liderança desde o momento do arranque até à bandeira de xadrêz após quinze voltas realizadas ao traçado.

O jovem piloto dominou de forma perfeita a corrida, terminando na frente de Ricardo Sousa, também ele sempre segundo classificado desde o arranque da corrida. Destaque ainda para o abandono de Roberto Borrego, um dos candidatos à vitória, ainda na primeira fase da corrida e para a vitória de Pedro Teixeira nos 450.

Esta primeira prova contou igualmente com os pilotos da classe Veteranos, com Vítor Santos a assinar a vitória, cabendo a Nelson Raposo a primeira posição entre os 700 depois de ter recuperado de um arranque falhado na espectacular partida estilo ‘Le Mans’ que todos os pilotos fizeram no arranque da prova.

Na principal prova reservada ás duas rodas, que fechou de forma fantástica o programa de corridas, as oito dezenas de participantes enfrentaram uma corrida com 35 minutos de duração e também aqui não faltaram motivos de interesse e bons momentos de competição. António Maio sofreu uma queda no início da corrida – felizmente sem consequências físicas apesar o aparato da queda – e deixou a luta pela primeira posição entregue a Cristiano Fernandes e Sandro Marcos. Fernandes liderou na primeira metade da prova mas acabaria por perder o primeiro posto a favor de Sandro Marcos, terminando ambos separados por escassa margem na linha de meta. 

Sandro Marcos

Sandro Marcos assinou assim a vitória entre os pilotos Oficiais, Cristiano Fernandes nas 450 e Tomás Neves levou a melhor nas 250. Em competição estiveram igualmente os pilotos veteranos, com a vitória a sorrir a Filipe Costa.

Num vasto leque de classes em competição neste Troféu YAMAHA 2014 esta primeira prova do ano colocou ainda na lista de vencedores outros nomes, como João Guilherme (Clássicas Motocross) Rodrigo Pagaime (Clássicas Enduro); Tomás Neves (Funbike TTR 125); Tomás Clemente (Fun Moto 4); Martin Ventura (YZ 85); Afonso Fonseca (Infantis Moto); Rodrigo Alves (Infantis Moto 4); Iniciados Moto (Rodrigo Luz); Iniciados Moto 4 (João Delgado).

A próxima prova do Troféu YAMAHA 2014 realiza-se no dia 20 de Abril, em local ainda a designar.

Hype Communications

Ivo Pinto em destaque no Trofeu Luso Galaico


(Clique para ampliar)


terça-feira, 25 de março de 2014

EnduroX Australiano 2014 - Melbourne (3ª e última prova)

Após as vitórias nas duas rondas iniciais, Chris Hollis chegou à terceira e última prova do campeonato na liderança da tabela classificativa. 

Apesar de uma noite bastante atribulada, onde teve como melhor resultado o 3º lugar na segunda final, o piloto da Yamaha conquistou a vítória no Campeonato Australiano de EnduroCross 2014.

Resultados:
(Clique para ampliar)



Classificação final do campeonato:
1. Chris Hollis - 188
2. Toby Price - 182
3. Daniel Milner - 161
4. Tom McCormack - 130
5. Peter Boyle - 128
6. Mike Brown - 127

segunda-feira, 24 de março de 2014

Troféu Luso-Galaico | Liga Galega - Tui - Fotos 1




BSEC 2014 - Canada (1ª Prova)

1. Pela Renet (Husqvarna) 47:58.35; 
2. Danny McCanney (Beta) 48:11.48; 
3. Tom Sagar (KTM) 49:25.70; 
4. Daryl Bolter (KTM) 49:37.98; 
5. Jack Rowland (Husqvarna) 49:42.78; 
6. Fabien Planet (Sherco) 49:50.09; 
7. Jamie Lewis (Husqvarna) 49:50.64; 
8. Steve Holcombe (KTM) 49:52.73; 
9. Romaine Dumontier (Yamaha) 50:06.47; 
10. Lee Edmondson (Beta) 51:35.22;



Troféu Luso-Galaico | Liga Galega - Tui - Resultados



quinta-feira, 20 de março de 2014

CNE 2014 - Peso da Régua - Videos Onboard

Cpto Alemão - Uelsen (1ª Prova) - Videos

FIM Bajas World Cup – Italian Baja - Fausto Mota com abandono prematuro


Este fim-de-semana decorreu em Itália a primeira prova pontuável para a Taça do Mundo de Bajas. Afirmada por muitos como uma das mais exigentes provas do calendário todo-o-terreno mundial, devido às temperaturas baixas e as longas travessias de água, a edição deste ano da Italian Baja não foi excepção.

Fausto Mota da formação MOTOBRIOSO/KTM/TÂMEGA apresentava-se na máxima força aos comandos da bem preparada KTM SX450F mas infelizmente a sua prestação viria a ser prematura. Na tarde de sexta e com um prólogo de cerca de 9 km´s entre Cordenons e Zoppola - designado “Meduna track” e em memória de um dos fundadores da prova (Cláudio Azzaretti) - o piloto KTM garantia o 9º posto da geral, entre vários italianos bem conhecedores das zonas de prova.

Já sábado, Fausto Mota subia posições desde muito cedo e à passagem pela SS2 já ocupava uma excelente 5ª posição. Infelizmente ao sair do controle de passagem e numa curva mal assinalada, não evitou uma saída de pista. Incrédulo, o piloto comentou: “A primeira especial do dia foi muito boa e estava a sentir-me bem. Após cruzar a célula a mais de 160 km/h, havia uma curva bastante fechada e sem qualquer sinalização. Para evitar a queda acabei por saltar para um caminho a cerca de 4 metros de altura, tendo danificado a mota. Um erro por parte da organização que podia ter sido bem mais grave”.

O embate no solo foi de tal maneira violento que o piloto não mais conseguiu colocar o motor em marcha. O esforço por parte de toda a equipa foi grande, mas infelizmente não foi possível resolver o problema. “Tentamos tudo…É triste abandonar assim, mas é com os erros que aprendemos! Seguimos ainda hoje para Portugal e vamos tentar perceber o que se passou” concluiu o piloto nortenho.

A próxima prova onde a equipa irá marcar presença será o Raid TT Ferraria - Vinhos Pausa a 29 e 30 de Março. Esta será a ronda de abertura do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno e onde o piloto Fausto Mota já utilizará a potente KTM SX-F 505. Até lá...

Estas e outras novidades em: FACEBOOK OFICIAL MOTOBRIOSO RACING TEAM

Texto: Evo-press
Foto: Organização

Bianchi Prata - Altos e baixos em Itália


No início de mais uma época desportiva Pedro Bianchi Prata esteve este fim-de-semana em Itália naquela que foi a primeira prova do Campeonato Europeu de Bajas 2014 e onde mais uma vez o piloto do Porto defende o título conquistado nos dois últimos anos.

Disputada na região de Pordenone a prova foi dividida em três dias de competição, o primeiro reservado a um curto prólogo e os dois restantes com várias especiais para enfrentar numa região conhecida pelas suas pistas em rios secos que este ano se mostraram com muito mais água que habitual devido ao rigoroso inverno que afectou toda a Europa.

Aos comandos da sua Husqvarna Bianchi Prata começou a competição com um segundo posto assinado no prólogo, mas o primeiro dia de corrida revelou-se azarado e Bianchi Prata perdeu muito tempo para a concorrência devido a problemas eléctricos resultantes da muita água existente no percurso.

‘Na segunda especial do dia a moto parou devido a ter entrado água na parte eléctrica. Perdi muito tempo para colocar a moto de novo em funcionamento e no final da etapa fui ainda penalizado em mais 13 minutos por ter chegado atrasado ao controle final.’

O piloto português foi assim sétimo classificado na etapa, que definia a primeira das duas pontuação em jogo nesta ronda italiana do campeonato, mas no dia seguinte estava novamente uma pontuação em discussão e foi com esse pensamento que Bianchi Prata iniciou a fase final desta Baja Itália, mais curta que no dia de abertura.

Sem problemas técnicos a limitarem a sua prestação Bianchi Prata acabou por vencer a jornada e alcançou assim a pontuação máxima após as quatro especiais do dia.

‘Hoje foi perfeito. A moto esteve impecável e consegui imprimir um bom ritmo desde o arranque para ser sempre o mais rápido em todas as especiais. Assim venci a classe Overall do campeonato europeu e depois do azar do primeiro dia esta foi a melhor forma de fechar uma prova que se revelou diferente em ambos os dias. Foi como subir do inferno ao céu neste segundo dia.’

Sendo esta apenas a primeira prova do campeonato, nada está hipotecado para Bianchi Prata no que diz respeito à luta pelo ceptro final, que volta a ser o objectivo principal da época do piloto portuense. A próxima prova deste campeonato europeu de bajas será realizada na Roménia entre os dias 12 e 15 de Junho.

Hype Communications


Fábio Pereiro no Enduro de Peso da Régua


(Clique para ampliar)


quarta-feira, 19 de março de 2014

Enduro Sprint.pt 2014 - 1ª prova é no próximo dia 30


A primeira prova do Troféu Enduro Sprint.pt 2014 realiza-se no dia 30 de Março, junto às antigas instalações FAS, em Torres Vedras.

Este troféu é uma excelente oportunidade para quem quiser iniciar-se na competição, num modelo simples e em ambiente controlado, sendo também um excelente complemento de temporada para pilotos de outras competições.

Site do troféu com todas as informações:


segunda-feira, 17 de março de 2014

Jornada produtiva para Mário Patrão nas margens do Douro


(Clique para ampliar)


Fausto Frade em boa forma após lesão


Piloto trancosence regressou à competição este domingo na prova do CNE no Peso da Régua.

Após longa lesão, que o impediu de participar na 1ª prova do Campeonato Nacional de Enduro, Fausto Frade marcou presença no Peso da Régua onde conquistou o 5º lugar na classe Open 1.

O piloto fez uma corrida regular, prudente, sem poder arriscar muito devido à longa e forçada paragem no início deste ano. Segundo Fausto Frade, a 1ª volta “não correu muito bem” mas foi melhorando ao longo do percurso, que se revelou “bastante exigente, com especiais rápidas e lindíssimas”.

O dia foi marcado pelo calor que se fez sentir, o que dificultou a competição mas não impediu o piloto de Trancoso de conseguir um resultado animador.

Fausto Frade fez já questão de agradecer o apoio da sua equipa, dos seus patrocinadores e de todos aqueles que se deslocaram ao local para prestar o seu apoio.

faustofrade.news.

domingo, 16 de março de 2014

Diogo Ventura - Pódio junto ao Douro


Um mês depois do arranque do campeonato nacional de enduro em Góis os pilotos da especialidade realizaram hoje na Régua a segunda prova da época. Junto ás margens do Douro e entre vinhas e passagens espectaculares Diogo Ventura conseguiu uma brilhante terceira posição final naquela que foi a sua primeira pontuação do ano.

O jovem recruta da GasGas abandonou quando jogava em casa na prova inaugural e por isso apostou forte nesta segunda ronda do campeonato para conquistar os primeiros pontos do ano e preparar da melhor forma o arranque do campeonato do mundo da especialidade, onde estará com a equipa Pons.

A prova foi composta por um percurso com 46 quilómetros de extensão que os pilotos das classes principais tiveram que cumprir por quatro vezes, com três especiais cronometradas em cada uma das voltas. Um dia duro em que o sol acariciou todo o vasto pelotão e onde Diogo Ventura cumpriu os seus objectivos ao ser terceiro classificado final.

‘Foi um dia muito positivo, especialmente depois do abandono em Góis. Na primeira volta ainda passei pela segunda posição, mas com o acumular do esforço acabei por me ressentir um pouco e baixei ao terceiro posto. Quando quis atacar tive um pequeno problema com o travão da moto que fez perder mais alguns segundos e acabei por ser terceiro, o que é muito bom.’

Já com o pensamento no mundial de enduro o piloto de Góis conseguiu assim os primeiros pontos do ano e está agora no quinto posto absoluto do campeonato e quarto da classe Elite 2. As diferenças para os adversários mais próximos são curtas e o objectivo é continuar a recuperar para esses nas próximas rondas do Nacional de Enduro, que realiza a sua terceira prova da temporada no dia 19 de Abril na Lousã.

FOTO: João da Franca
Texto: Hype Communications

Triunfo categórico de Luís Correia no Enduro da Régua


(Clique para ampliar)


Luís Correia dominador na Régua


Um mês depois da ronda inaugural, o Campeonato Nacional de Enduro teve a segunda jornada em Peso da Régua, onde o volume de participantes voltou a ficar próximo das duas centenas – pois alinharam 189 pilotos – demonstrando a forte adesão de praticantes a esta modalidade. Num belo dia de Sol, o extenso pelotão enfrentou um percurso na ordem dos 46 Km, com os homens das classes principais – Elite e Open – a cumprirem quatro passagens consecutivas, com três troços especiais cronometrados por volta.

Na classificação absoluta Luís Correia não deu hipóteses à concorrência. O piloto ribatejano esteve mais rápido em onze dos doze troços cronometrados, para acabar com mais de meio-minuto de vantagem sobre Gonçalo Reis. Este discutiu a 2.ª posição com Diogo Ventura, a meio da prova estavam separados apenas por dois décimos de segundo, mas Reis esteve mais forte na segunda metade, ganhando 15 segundos ao opositor.

Joaquim Rodrigues assegurou o 4.º posto absoluto – sendo o melhor representante da classe 1 – seguido de Hélder Rodrigues, João Ribeiro e Hugo Santos. Este último é o conhecido campeão de Motocross, ainda em adaptação ao Enduro, e que averbou 1 minuto de penalização acrescido ao seu tempo.

Naturalmente, Luís Correia venceu na classe Elite 2, seguido Gonçalo Reis, Diogo Ventura, Hugo Santos e com Fernando Ferreira a fechar a tabela.

Na Elite 1, Joaquim Rodrigues também se instalou no comando desde a primeira “especial”, sendo normalmente o mais rápido – só foi superado por João Ribeiro em três passagens pela “Extreme”. Como tal, Rodrigues repetiu o triunfo já obtido na primeira prova do Campeonato, agora com Hélder Rodrigues no 2.º posto a 44,3s. João Ribeiro fechou o pódio da classe, vindo depois Mário Patrão, Fábio Pereira e Bruno Santos, este último fortemente penalizado.

Passando à categoria Open, na classe 2, Filipe Sampaio foi o mais veloz em metade dos troços e segundo colocado nos restantes, angariando boa vantagem para uma vitória segura, com 36,6s sobre o espanhol Enrique Vega, enquanto Fernando Sousa foi 3.º classificado.

Na Open 1, Jorge Leite comandou a tabela desde o troço de abertura. Mais rápido em oito “especiais”, só perdeu para Hélio Santos nas quatro passagens pela “Extreme”. A diferença final entre eles cifrou-se em 22s, favoráveis a Leite, e na 3.ª posição ficou Bernardo Megre.

No que respeita à categoria Verde, na classe 1 a diferença final foi mínima entre os dois primeiros, com João Lourenço a bater João Araújo apenas por 1,7s. Renhido foi também o confronto na classe 2, levando a melhor André Almeida, com 3,8s sobre Nuno Pereira e 4,3 face a Alexandre Guia. Nos Veteranos, António Oliveira esteve mais forte, deixando Arsénio Miranda a 56,2s. Nos Super Veteranos ganhou João Saraiva, com 55,6 relativamente a Fernando Sousa. Na classe de Senhoras alinharam três concorrentes, e Rita Vieira foi a vencedora, seguida de Flávia Rolo a 2m56s e Sofia Porfírio a 5m33s. Finalmente, os jovens do “Enduro Cup” iniciaram aqui a sua campanha, com Nuno Silva a impor-se por 6,2s a João Amado.

O Campeonato Nacional de Enduro irá prosseguir na Lousã, a 19 de Abril.

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar)

FMP