segunda-feira, 27 de abril de 2015

Vitória de Gomez na dureza de Valongo


Depois de ter conquistado a vitória no prólogo realizado em Ermesinde na tarde de Sábado, o espanhol Alfredo Gomez confirmou ontem em Valongo a primeira posição final na Extreme Valongo 2015. A segunda prova da nova Taça da Europa de Hard Enduro mostrou-se de acordo com os pergaminhos de dureza e dificuldade normalmente impostos pela organização do Melicias Team e no final de pouco mais de três horas e quinze minutos de competição o piloto da Husqvarna cumpriu apenas quatro voltas ao percurso, numa clara demonstração das dificuldades impostas pela organização.

Para este primeiro evento incluído na Taça da Europa a organização desenhou um percurso totalmente novo, numa zona nunca antes utilizada em competição, com cerca de dezena e meia de quilómetros que com a ajuda da muita chuva caída durante todo o fim-de-semana se mostrou verdadeiramente exigente para os 64 pilotos que foram admitidos à partida. Uma dura prova de esforço para toda a caravana que partiu de Valongo ao início da tarde ontem para enfrentar aquela que foi a segunda ronda deste novo campeonato europeu.

Com a chuva a ser novamente companhia de todos os pilotos, depois de ter igualmente agraciado o prólogo realizado no dia anterior, as dificuldades tornaram-se ainda mais extremas e desde os primeiros momentos ficou claro que a luta pela vitória estava entregue aos dois mais rápidos do dia anterior, Alfredo Gomez e Mario Roman. No final da prova seriam mesmo os dois único a conseguir cumprir um total de quatro passagens ao percurso delineado pela organização, terminando ambos separados por menos de vinte segundos. A dupla espanhola esteve mesmo numa classe à parte e a volta de diferença face aos restantes adversários confirmou essa mesma superioridade.

Mario Roman

Na terceira posição final terminou Henrique Nogueira. Apontado desde o arranque da prova como um dos potenciais pilotos com capacidade de discutir um lugar de pódio o jovem piloto da Maia empenhou-se a fundo neste segundo dia para atingir o pódio. Nogueira tinha sido um dos pilotos que não concluiram o prólogo, depois da sua moto não ter resistido à muita água do mesmo, e foi forçado a iniciar a prova na cauda do pelotão da categoria em conjunto com o pior tempo do prólogo em conjunto com mais um minuto de penalização. Mas com uma moto mais leve que a dos concorrentes e os seus reconhecidos dotes de condução o português fez uma corrida de recuperação que fechou no terceiro posto da classificação final, sendo por isso companheiro dos dois espanhóis num pódio totalmente ibérico. Henrique Nogueira foi o primeiro do lote de pilotos que cumpriu três voltas ao traçado.

Henrique Nogueira

Excelente igualmente a prestação de Paulo Russo que aos comandos da portuguesa AJP mostrou mais uma vez a resistência e fiabilidade da máquina nacional. Terminando a menos de um minuto de Henrique Nogueira foi o segundo melhor português na prova e fez aqui mais uma clara demonstração da sua eficácia aos comandos da pequena AJP para terminar na frente do espanhol José Bernabéu.

Entre os dez melhores no final da prova destaque ainda para o sétimo posto de Diogo Vieira. O campeão nacional de trial tinha sido terceiro no prólogo realizado no Sábado e fechou esta Extreme Valongo com o terceiro melhor registo entre os portugueses que mais uma vez mostraram que podem mesmo atingir os níveis de excelência dos melhores especialistas da modalidade, que começa a ganhar uma verdadeira legião de seguidores no norte de Portugal. Também entre os dez melhores terminou Bruno Freitas.

Entre os pilotos da classe Hobby a vitória foi para Emanuel Costa aos comandos de uma AJP.

Emanuel Costa

A Extreme Valongo confirmou assim a excelência de Alfredo Gomez nesta dura especialidade do enduro, confirmando igualmente o nível organizativo da Melicias Team, que organiza igualmente a mundialmente conhecida Extreme Lagares. Uma nova prova que promete continuar nos próximos anos para ser também uma clássica do Hard Enduro.

Classificação final:
1º Alfredo Gomez – Husqvarna com 4 voltas em 3h15m21.08s
2º Mario Roman – KTM com 4 voltas em 3h15m33.79s
3º Henrique Nogueira – KTM com 3 voltas em 3h07m17.93s
4º Paulo Russo – AJP com 3 voltas em 3h08m10.19s
5º José Bernabeu – Sherco com 3 voltas em 3h11m28.64s
6º Fran Rodriguez – KTM com 3 voltas em  3h14m59.36s
7º Diogo Vieira – Honda com 3 voltas em 3h22m06.49s
8º Alexander Hidalgo – Beta com 3 voltas em 3h30m49.08s
9º Anders Johansen – Beta com 3h52m21.28s
10º Bruno Freitas – KTM com 3h58m25.29s


Hype Communications

Sem comentários: