domingo, 17 de maio de 2015

GP de Portugal 2015 fecha com dia de calor e lutas intensas pelas melhores posições

 

Com o calor a marcar novamente este segundo dia de competição nos trilhos de Gouveia, a derradeira jornada do GP de Portugal 2015 voltou a mostrar a rapidez e resistência dos melhores pilotos de enduro a nível mundial. Com muito público a acorrer ás zonas das especiais e aos locais de mais espectacularidade no percurso, os quase trinta graus centígrados de temperatura e a ausência de vento foram adversários para pilotos e máquinas, com reflexos na classificação final devido a abandonos por motivos físicos ou técnicos.

Enduro 1
Depois de se ter lesionado no joelho esquerdo na sexta-feira o francês Christophe Nambotin melhorou o segundo lugar de ontem para conseguir bater hoje o finlandês Eero Remes por mais de 50 segundos. Com vitórias em nove das onze especiais o piloto da KTM cilindrou a concorrência e deixou Portugal com a mesma vantagem de 10 pontos em termos de campeonato face ao rival da TM.

Christophe Nambotin

Remes não conseguiu hoje superiorizar-se ao gaulês mas ganhou novamente vantagem face a Daniel McCanney, hoje o terceiro classificado. Remes ainda venceu duas especiais e fechou o dia com mais de um minuto de vantagem face a McCanney, ainda terceiro no campeonato agora com 25 pontos de atraso face a Remes. O mundial parece em definitivo ser um duelo entre Nambotin e Remes.

Enduro 2
Após ter sido batido por Alex Salvini no primeiro dia hoje foi Antoine Meo a levar de vencida a prova na classe Enduro 2. Mais uma vez foram curtas as diferenças no final das 11 especiais e no final deste quente dia o francês da KTM conseguiu a vitória em quatro especiais para vencer com pouco mais de 11 segundos face a Pierre Alexander Renet, hoje o segundo depois de ser o terceiro no dia de ontem. Alex Salvini não repetiu a vitória do primeiro dia e fechou hoje o pódio em Gouveia depois de conquistar também ele a vitória em quatro especiais.

Antoine Meo

Em termos de campeonato Meo está na frente com 117 pontos, na frente de Renet, que hoje subiu ao segundo lugar do campeonato por troca com Salvini.

Enduro 3
O australiano Matthew Phillips foi o único piloto das categorias maiores do campeonato a conseguir bisar a vitória neste GP de Portugal Gouveia 2015. Aos comandos da sua KTM o campeão do mundo fez da sua regularidade em especiais a aposta do dia e foi com menos de dois segundos que voltou a vencer para recuperar pontos importantes para o líder do campeonato, Matthias Bellino que hoje não foi além da quarta posição. Matti Seistola foi o segundo depois de vencer mais de metade das especiais do dia, mas uma especial em que não fez melhor que o oitavo tempo condicionou a prova do finlandês da Sherco que nessa mesma especial perdeu cerca de 15 segundos para o rival.

Matthew Phillips

Aigar Leok voltou a fechar o pódio para se manter confortável no quarto posto de um campeonato ainda liderado por Bellino mas agora com apenas quatro pontos de vantagem para Seistola, sendo Phillips o terceiro da classificação geral. Luís Correia foi hoje o sexto classificado, ocupando idêntica posição no campeonato do mundo.

Enduro Júnior
Giacomo Redondi não repetiu a façanha de vencer neste segundo dia e debaixo do calor de Gouveia neste segundo dia foi Steve Holcombe a assinar a sua primeira vitória no campeonato para bater Jamie McCanney e Giacomo Redondi. Um pódio com os meus protagonistas mas com posições alteradas em Holcombe e Redondi, com o inglês a vencer em sete das onze especiais para conquistar a vitória com menos de sete segundos face a McCanney.

Steve Holcombe

Diogo Ventura e Luís Oliveira lutaram por um lugar entre os cinco primeiros, com Oliveira a perder todas as possibilidades de o conseguir quando foi forçado ao abandono bem perto do final da prova ficando Diogo Ventura com o quinto posto no fecho do seu pior fim-de-semana de campeonato até ao momento.

Luís Oliveira

McCanney conserva a liderança do campeonato face a Redondi e Battig, com Diogo Ventura a ser o quarto a apenas três pontos do degrau mais baixo do pódio.

Entre os pilotos da Taça Juventude venceu neste segundo dia Mikael Persson, com Laia Sanz a repetir a vitória do primeiro dia entre as Senhoras.

Laia Sanz

Na classe Open, destinada aos pilotos portugueses, foi Fernando Ferreira quem venceu na frente de João Lourenço e Diogo Valença.

No final destes dois dias de competição foram muitas as vozes de pilotos e responsáveis de equipas a destacar a excelente organização deste GP de Portugal Gouveia 2015, um evento que recebeu cerca de 15.000 espectadores ao longo dos dois dias.


Hype Communications

Sem comentários: