sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Mário Patrão de KTM no Dakar 2016


Mário Patrão assinou pela KTM Portugal passando a integrar um projeto de três anos com vista às participações nos Rali Dakar de 2016, 2017 e 2018. O piloto português, sete vezes Campeão Nacional de Todo-o-Terreno consecutivas, fecha assim um ciclo de oito anos com a anterior marca, a Suzuki, com a qual participou nas últimas três edições do Rali Dakar.
No plano desportivo de Mário Patrão mantém-se a participação na totalidade do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, com início já nos próximos dias 14 e 15 de março em Góis. Também algumas jornadas do “Mundial” de Ralis Todo-o-Terreno tomam posição na agenda do piloto senense em 2015.
“Estou muito satisfeito com esta mudança, a KTM traz-nos as garantias de poder ser mais competitivo numa prova como o Rali Dakar e é, sobretudo, esse o motivo deste novo acordo. A experiência dos últimos três anos com a Suzuki no Dakar foi enriquecedora mas não suficiente para poder impor as capacidades de lutarmos por mais e melhor. Chegou a hora de procurar novos horizontes e estou certo que a KTM, pelo historial vencedor que contempla, é a escolha certa. Tenho a agradecer ao importador KTM para Portugal, a Jetmar, bem como ao concessionário MotoBrioso pela oportunidade”, admitiu o piloto de Seia, que uma vez mais terá a instituição financeira Crédito Agrícola como main sponsor.
Apostado em garantir melhores condições para a aposta no Todo-o-Terreno internacional, nomeadamente na maior prova de Todo-o-Terreno do mundo, o Rali Dakar, Mário Patrão chegou a acordo com o importador para Portugal da marca dominadora das últimas quinze edições do Rali Dakar, a Jetmar.
“A Jetmar está muito contente com a contratação de Mário Patrão, desde há dois anos que temos estado em conversações e chegou o momento de avançarmos para os próximos três anos com o objetivo de sermos Campeões Nacionais de Todo-o-Terreno e também de avançar para o programa Dakar 2016, 2017 e 2018 com o Mário Patrao. Portugal tem dos melhores pilotos de TT em duas rodas do mundo, onde já existia o Ruben Faria nas fileiras da KTM, vindo agora o Mário Patrão enriquecer as nossas hostes. A KTM é uma marca que domina, entre outras disciplinas, o TT mundial, tendo vencido as últimas quinze edições do Dakar. Na edição de 2015, sete dos dez primeiros estiveram pintados de laranja”, referiu Francisco Pita, responsável pela importação da KTM para Portugal.
Também nesta contratação fica associado o concessionário da marca austríaca MotoBrioso, do Fundão, que irá juntamente com a casa-mãe apoiar o “hexa” Campeão Nacional de Todo-o-Terreno Mário Patrão. 
Conceito Media

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

No próximo domingo, todos os caminhos vão dar a Caminha!


A segunda prova do Troféu Luso-Galaico Mota de Monte 2015, realiza-se no próximo domingo, na bonita vila raiana de Caminha. Com 270 pilotos inscritos até ao momento e alguns dos mais belos percursos do país, os ingredientes estão reunidos para um grande dia de Enduro.

Esta prova será realizada em simultâneo com a Liga Galega da Mota de Campo, pelo que a considerável afluência de pilotos espanhóis será certa.

Aspecto geral da Cross Teste

A abertura do Secretariado será no Sábado às 16h e o fecho às 19h. No domingo, o horário será entre as 8h e as 9:30h.
O Parque Fechado abrirá no Domingo às 8h e encerrará às 10h.
Às 11h, parte o primeiro piloto.

Aqui ficam as coordenadas GPS para os principais locais de interesse:

(Clique para ampliar)


quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Portugal pontua para o Campeonato do Mundo de Enduro de 15 a 17 de Maio


Portugal recebe de 15 a 17 de Maio os melhores pilotos do mundo de motociclismo na vertente de Enduro, em jornada pontuável para a edição de 2015 do Campeonato do Mundo da especialidade. O Grande Prémio de Portugal, que terá lugar na cidade de Gouveia, foi hoje oficialmente apresentado, por ocasião da abertura da Feira Internacional de Turismo (BTL), certame que decorre na FIL até ao próximo dia 1 de março.

Na apresentação oficial do evento, que decorreu esta tarde no stand do Turismo Centro Portugal, marcaram presença, entre outros, Luís Tadeu Marques, Presidente da Câmara Municipal de Gouveia, Manuel Marinheiro, Presidente da Federação de Motociclismo de Portugal, Paulo Gonçalves e Mário Patrão, pilotos lusos do Rali Dakar, padrinhos do GP de Portugal de Enduro, e, ainda, Luís Correia, um dos dois pilotos portugueses participantes na totalidade do Campeonato do Mundo de Enduro em 2015.

Gouveia receberá durante três dias um extenso programa de competição por trilhos serranos com vista para o deslumbrante cenário da Serra da Estrela. A ação central da prova terá a particularidade inédita de se concentrar no Parque Senhora dos Verdes, propriedade local com cerca de 2000 hectares, dos quais 22 vedados e infraestruturados para receber público e participantes.

Em prova estarão as categorias principais do Campeonato do Mundo de Enduro - E1, E2 e E3 -, bem como os representantes das classes Juniores, Youth e ainda a sempre espetacular classe reservada a Senhoras.

O GP de Portugal de Enduro terá início no final de tarde de sexta-feira, 15 de maio, com a realização de uma “Super-Especial”. Sábado e domingo, 16 e 17 de maio, os participantes farão 4 voltas a um percurso na ordem dos 50 quilómetros, onde estarão incluídas as passagens pelas três especiais cronometradas “Enduro”, “Cross” e “Extreme”, todas elas situadas no Parque Senhora dos Verdes e com fáceis e curtos acessos ao público.

A prova portuguesa pontuável para o Campeonato do Mundo de Enduro em 2015 é uma organização da Câmara Municipal de Gouveia (CMG) em parceria com o Fozmotor.com, estando a regulação desportiva sob égide da Federação Internacional de Motociclismo e da Federação de Motociclismo de Portugal.

Paulo Gonçalves, Hélder Rodrigues e Mário Patrão apadrinham jornada portuguesa pontuável para o “Mundial” de Enduro

Paulo Gonçalves, Hélder Rodrigues e Mário Patrão apadrinham a organização do Grande Prémio de Portugal de Enduro de 15 a 17 de maio na cidade de Gouveia. Os três pilotos portugueses, agora virados para a modalidade de Todo-o-Terreno, têm no seu palmarés distinta passagem pelo Enduro, todos eles com títulos nacionais conquistados e claro destaque além-fronteiras.

Hélder Rodrigues é quem detém maior mérito na modalidade. O piloto português foi Campeão do Mundo de Enduro Júnior 125cc no ano 2000, mas antes, ainda em 1999, já se havia consagrado Vice-Campeão da Europa. Desde então, o “Estrelinha” somou grande número de participações no “Mundial” de Enduro, vencendo ainda medalhas de ouro na prova-rainha da especialidade, os ISDE (International Six Days of Enduro). Nos últimos anos Hélder Rodrigues tem sido presença assídua nos GP de Portugal de Enduro.

Também Paulo Gonçalves soma notável percurso pela modalidade de Enduro. O piloto de Esposende, que recentemente terminou no segundo lugar a edição de 2015 do imponente Rali Dakar, é detentor do maior número de títulos nacionais em diferentes vertentes de motociclismo em Portugal, alguns deles no Enduro. Em 2002, Gonçalves sagrou-se Vice-Campeão do Mundo de Enduro na classe Juniores, somando ainda no seu palmarés um total de três medalhas de ouro nos ISDE em representação da seleção de Portugal.

Piloto da “casa” no GP de Portugal de Enduro 2015, Mário Patrão será figura de cartaz para as gentes da Beira Interior. Além da pertença de cinco títulos nacionais de Enduro, Patrão soma também algumas participações no Campeonato do Mundo de Enduro e ainda a conquista de quatro medalhas de ouro e uma de prata nos “Seis Dias” de Enduro com as cores lusas.

Conceito Media

domingo, 22 de fevereiro de 2015

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Troféu Luso-Galaico 2015 - Caminha - Video de Apresentação



Troféu Luso-Galaico 2015 - 3ª prova será em Belazaima do Chão


A organização do Troféu Luso-Galaico Mota de Monte informou que o local da 3ª prova, inicialmente previsto em Gondomar, foi alterado para Belazaima do Chão. Conhecida pelas Resistências que lá tiveram lugar noutros tempos, será então esta freguesia pertencente ao Concelho de Águeda a receber o Troféu, no dia 29 de Março. 

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

EnduroPro nº 64


ND Graphic - Uma aposta vencedora


A NDGraphic surge em 2012, com a preocupação de satisfazer todo o tipo de clientes com projetos originais e criativos na área dos kit ´s gráficos. Devido às necessidades do mercado e à ambição de pilotos e equipas, Gravataça cria a marca NDGraphic com o objetivo de alargar o seu leque de clientes e assim, potencializar novos negócios através de uma atitude competitiva e profissional perante o mercado nacional.

A aposta na personalização de kit ´s gráficos para a competição, a utilização de meios tecnologicamente avançados e o acompanhamento ao cliente, são as características chave que definem a filosofia da marca e refletem os seus objetivos: Exceder as expectativas com soluções inovadoras. Ano após ano a empresa tem surpreendido com novidades – 2014 com a criação das gamas néon, sendo que ainda durante 2015 será lançado um arrojado catálogo NDGraphic.

Este ano, como embaixadores teremos Luís e António Oliveira – pilotos com credibilidade e confiança para promover e dar maior visibilidade para a marca. Com uma estreita ligação à competição, a marca possui parceria com o Troféu Luso-Galaico de Enduro e a Porto Extreme XL Lagares, apoiando ainda alguns pilotos nos Campeonatos Nacionais. De salientar que no passado fim-de-semana e no final da primeira jornada do Campeonato Nacional de Enduro realizada em Góis, NDGraphic garantiu com Luís Oliveira, António Oliveira e André Mouta, vitórias nas respetivas classes E1+Geral, Veteranos e Verdes1. Destaque ainda para Carlos Pedrosa (3º Open) e Paulo Teixeira (3º Verdes1).

Estas e outras informações: https://www.facebook.com/ND.NDGRAPHIC  

Texto: Evo-press
Fotos: OneShotFoto

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Arranque vitorioso para o Team Bianchi Prata

Rita Vieira

Começou em Góis a temporada 2015 do campeonato nacional de Enduro. Uma época em que o Team Bianchi Prata regressa ao paddock da especialidade para apoiar logisticamente os dois pilotos do Raposeira Racing Team, Diogo e Rita Vieira. No arranque do novo ano, e com novas motos, a equipa sedeada no Porto mostrou que está no campeonato para vencer, como sucedeu já aqui em Góis onde Rita Vieira, a jovem piloto que venceu a Taça do Mundo de Bajas em 2014 se estreou da melhor forma aos comandos da Honda CRF 250F ao assinar a vitória na competitiva categoria das Senhoras.

‘Estou contente por ter ganho mas estou ainda em fase de adaptação à moto. Fui uma prova muito dura mas tenho que me adaptar ainda melhor à moto e estar mais adaptada a ela na próxima corrida.’

O segundo piloto da equipa, Diogo Vieira, fez a sua estreia no enduro e sentindo igualmente alguma falta de adaptação à modalidade fechou este seu primeiro confronto na modalidade na quarta posição entre os pilotos da classe Open. Uma prestação de muito bom nível para o campeão nacional de Trial, que pela primeira vez participou numa prova de Enduro.

‘Penso que foi um início de campeonato muito bom. Senti-me cansado no decorrer da prova e é nesse aspecto que vou ter que trabalhar mais com vista à próxima corrida, mas sinto-me satisfeito e penso que era difícil pedir melhor nesta primeira prova do campeonato. Agora é treinar e ganhar mais ritmo com a moto antes da próxima corrida.’

Para Pedro Bianchi Prata este primeiro duelo do ano para os dois pilotos Honda by Bianchi Prata não podia ser melhor, com o ex-campeão nacional da especialidade a fazer um balanço positivo no final de uma prova que se revelou bastante dura.

‘Foi um dia de Enduro a sério. Muita lama e especiais muito longas que se deterioraram bastante. Estou contente com a prestação dos pilotos e das motos, que tiveram muito pouco tempo de preparação. É muito bom o quarto posto do Diogo, que nunca treinou sequer com uma moto de TT...a Rita venceu com uma curta margem mas com mais adaptação à moto acho que vais estar mais confortável já na próxima corrida. Queremos ser campeões em ambas as classes e acho que o arranque mostrou isso mesmo.’

A segunda prova do campeonato nacional de Enduro realiza-se dentro de um mês, com Castelo Branco a ser a segunda cidade a ser visitada na época 2015. Um mês de intervalo que vai permitir à equipa desenvolver e adaptar-se melhor ás máquinas da Honda estreadas este fim-de-semana com uma vitória e um quarto lugar.

Hype Communications

Team ORT em Góis


(Clique para ampliar)

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Video - O que é o Hard Enduro?

Solposto Racing Team - Arranque no pódio


Com a responsabilidade de defender o título nacional de Enduro absoluto Gonçalo Reis iniciou ontem em Góis mais uma época de campeonato nacional. O piloto da KTM sofreu como todos os seus adversários com o frio que se fez sentir, em especial na primeira das quatro voltas ao percurso com 44 quilómetros, terminando a jornada no terceiro posto da sua classe e quinta posição da classificação geral.

Um resultado que não deixou o piloto do Magoito satisfeito apesar de todos os esforços feitos em conjunto com a equipa para recuperar os preciosos segundos perdidos para os adversários ao longo de um dia que se revelou bastante exigente.

‘Não alcancei o resultado que esperava ao ser terceiro da classe e quinto da geral. Na primeira volta senti muitas dificuldades com o frio, não tinha força nas mãos, mas consegui estar em luta pelo pódio. Foi uma corrida complicada e mesmo se deixo Góis algo desapontado não é por isso que vou deixar de treinar e lutar pelas vitórias, que são o meu principal objectivo para este ano.’

Esta foi apenas a primeira prova de um campeonato que se prevê longo e muito discutido, com os pensamentos do campeão nacional a estarem já concentrados na próxima jornada a realizar no dia 8 de Março em Castelo Branco.

Hype Communications

Segundo lugar em casa para Diogo Ventura


No arranque de mais uma época de campeonato nacional de Enduro Diogo Ventura conseguiu hoje em Góis uma fantástica segunda posição na competitiva classe Elite 2. Aos comandos da sua Gas Gas o piloto natural da Vila de Góis aproveitou da melhor forma o factor casa para iniciar a época com um resultado que mostra as suas pretensões à discussão do título nacional.

O piloto da marca espanhola, que este ano estará novamente no campeonato do mundo da especialidade, foi igualmente o terceiro classificado em termos de classificação geral, assinando assim uma entrada bem positiva neste seu segundo ano a defender as cores da Gas Gas no campeonato interno.

‘Foi um bom arranque de campeonato. Estive na frente na fase inicial da prova mas acabei por perder a primeira posição devido aos ataques dos meus adversários. Foi bom estar de volta à competição depois de um longo período de paragem e senti-me muito bem. Este resultado perante aqueles que me acompanham dá-me uma motivação acrescida e mostra que terão que contar comigo no campeonato. Quero agradecer ao Góis Moto Clube a toda a vila pelo apoio que mais uma vez me deram.’

Diogo Ventura lutou de forma intensa com os seus adversários ao longo das especiais desenhadas nos 44 quilómetros do percurso definado pelo Góis Moto Clube, mas na segunda metade do dia acabou por perder cerca de 26 segundos para o seu principal adversário na classe para fechar a ronda inicial do campeonato no degrau intermédio do pódio da classe e degrau mais baixo da classificação geral.

Dentro de um mês Diogo Ventura estará novamente no arranque de uma prova campeonato nacional de Enduro, agora na cidade de Castelo Branco no dia 8 de Março.

Hype Communications

Team Bianchi Prata - Arranque vitorioso em Góis


Declarações áudio de Rita Vieira, Diogo Vieira e Pedro Bianchi Prata após a prova de Góis, elegível para o Nacional de Enduro 2015:

Rita Vieira:

Diogo Vieira:

Pedro Bianchi Prata:

domingo, 8 de fevereiro de 2015

CNE 2015 - Luís Oliveira regressa a vencer em Góis


Após um ano a competir no Brasil, Luís Oliveira regressou às competições caseiras e triunfou na primeira saída. O piloto de Belas instalou-se no comando logo no segundo troço cronometrado e sustentou a liderança até final.

Em Góis, nesta primeira ronda do Campeonato Nacional de Enduro, alinharam 170 pilotos – 21 dos quais integrados nas duas categorias principais, Elite e Open. Este Domingo foi solarengo mas frio, com as homens das classes de Campeonato a cumprirem três voltas e mais dois CH ao percurso de 44 Km, incluindo doze passagens cronometradas equitativamente repartidas por três troços.

Na categoria Elite, Luís Oliveira apoderou-se do comando logo na segunda “especial”, e a meio da prova tinha 12 segundos de vantagem sobre Diogo Ventura e Luís Correia. Depois, Oliveira manteve estável a diferença para Correia, no final cifrada em 10,3s, enquanto Ventura perdeu algum tempo e acabou em 3.º, a 37s do vencedor. Nos lugares seguintes ficaram os actuais campeões das classes 1 e 2, respectivamente Joaquim Rodrigues e Gonçalo Reis.

Já na categoria Open, Pedro Oliveira foi o mais rápido nos primeiros dois troços, mas abandonou no início da segunda volta, quando João Vivas ascendeu ao comando para dominar as operações. Vivas foi o mais rápido em 8 das 12 passagens pelos troços cronometrados e venceu de forma categórica, com 1m05s sobre David Megre e 1m15s face ao 3.º classificado, Carlos Pedrosa.

No Troféu Verdes, em termos absolutos ganhou André Mouta (classe 1), com 3,9s de vantagem sobre André Almeida (classe 2), enquanto o 3.º colocado, Pedro Barros Leite (1) ficou a 23,2s e bateu por 2,1s o 4.º colocado, Márcio Antunes (2). O melhor da classe 3 foi Miguel Costa, no 9.º posto absoluto dos “Verdes”.

Vitórias folgadas conquistaram António Oliveira nos Veteranos, pois deixou 48,8s o 2.º colocado, Nuno Freitas, e João Saraiva nos Super Veteranos, ao bater Fernando Sousa por 2m06s. Mais ainda, entre as Senhoras Rita Vieira impôs-se por 3m37s a Joana Gonçalves, com esta a penalizar 6 minutos, enquanto na Enduro Cup Rodrigo Belchior bateu Tomás Clemente por 1m31s.

O Campeonato Nacional de Enduro prossegue exactamente daqui a um mês, a 8 de Março em Castelo Branco.

ELITE
OPEN
1.ºLuís OliveiraYamaha49m18,64s1.ºJoão VivasSuzuki52m45,36s
2.ºLuís CorreiaBetaa  10,352.ºDavid MegreKTMa  1.05,19
3.ºDiogo VenturaGas Gasa  37,063.ºCarlos PedrosaYamahaa  1.15,20
4.ºJoaquim RodriguesKTMa  1.02,544.ºDiogo VieiraHondaa  2.28,05
5.ºGonçalo ReisKTMa  1.08,045.ºFernando SousaKTMa  3.40,82
6.ºFernando FerreiraYamahaa  4.41,996.ºJosé PimentaKTMa  3.57,53
7.ºRomulo BottrelHondaa  6.17,797.ºDiogo ValençaBetaa  4.33,92
8.ºBruno SantosKTMa  10.07,418.ºJoel PaivaHusqvarnaa  18.26,83

Elite 1:
1.º Luís Oliveira, 48m19,64s;
2.º Joaquim Rodrigues, a 1.02,54;
3.º Fernando Ferreira, a 4.41,99;
4.º Rómulo Bottrel, a 6.17,79.

Elite 2: 
1.º Luís Correia, 48m30,00s; 
2.º Diogo Ventura, a 26,70; 
3.º Gonçalo Reis, a 57,68; 
4.º Bruno Santos, a 9.57.06; 
5.º Luís Portela Morais (Husqvarna), a 34.46,09s.

ASSIM VAI O CAMPEONATO...
ELITE
OPEN
1.º
2.º
3.º
4.º
5.º
6.º
Luís Oliveira
Luís Correia
Diogo Ventura
Joaquim Rodrigues
Gonçalo Reis
Fernando Ferreira
Yamaha
Beta
Gas Gas
KTM
KTM
Yamaha
20
17
15
13
11
10
1.º
2.º
3.º
4.º
5.º
6.º
João Vivas
David Megre
Carlos Pedrosa
Diogo Vieira
Fernando Sousa
José Pimenta
Suzuki
KTM
Yamaha
Honda
KTM
KTM
20
17
15
13
11
10

ELITE 1
ELITE 2
1.º
2.º
3.º
4.º
5.º
Luís Oliveira
Joaquim Rodrigues
Fernando Ferreira
Romulo Bottrel
------------------------
Yamaha
KTM
Yamaha
Honda
--------
20
17
15
13
---
1.º
2.º
3.º
4.º
5.º
Luís Correia
Diogo Ventura
Gonçalo Reis
Bruno Santos
Luís P. Morais
Beta
Gas Gas
KTM
KTM
Husqvarna
20
17
15
13
11

Texto e tabelas: http://www.fmotoportugal.pt

CNE 2015 - Góis - Resultados


(Clique para ampliar)

CNE 2015 - Góis - Tempos Online



Enduro Extreme Cup 2015 - Valongo Extreme - Video de Apresentação

Solposto Racing Team - Lutar pelo título


Já instalado no paddock da primeira prova do campeonato nacional de Enduro, a realizar amanhã na vila de Góis, a equipa SolPosto Racing Team inicia a nova época desportiva com o objectivo claro de voltar a conseguir o título máximo com Gonçalo Reis. O piloto do Magoito conseguiu no passado ano o ceptro em termos absolutos e na classe Elite 2, regressando aos trilhos do campeonato com o mesmo objectivo.

‘Depois de em 2014 ter conquistado o campeonato naturalmente que tenho que pensar em repetir os mesmos resultados nesta nova época. A concorrência naturalmente que irá continuar a ser muito forte como aconteceu no ano passado, mas estou preparado para de novo lutar ao máximo pelas vitórias. Preparei-me de forma intensa neste início do ano e sinto que tenho novamente tudo o que é necessário para alcançar as vitórias em provas e o título no final do ano.’

O piloto da KTM volta a contar com o apoio da marca austríaca e de muitos dos seus patrocinadores de longa data, numa clara demonstração de confiança depositada pelos mesmos na carreira de Gonçalo Reis, que como sempre será o piloto principal da equipa.

‘É um enorme orgulho para mim poder continuar a contar com patrocinadores que estão comigo há bastante tempo. Isso mostra que o nosso trabalho tem sido bem feito e as conquistas ajudam a que queiram manter a sua ligação comigo e com a equipa. Eu posso ganhar corridas, mas o sucesso deve-se a todos aqueles que estão ligados à equipa de uma forma ou outra, incluindo naturalmente os patrocinadores.’

Gonçalo Reis inicia assim em Góis a defesa do título nacional de Enduro que voltou a conquistar em 2014, enfrentando ao longo do dia de amanhã os 44 quilómetros do percurso desenhado a Oeste da Vila de Góis. Um percurso onde estão desenhadas as três especiais cronometradas, a maior delas com 4 quilómetros e a mais curta com 900 exigentes metros tipicos das ‘Xtreme’. A zona de partidas e chegadas está localizada no Parque do Cerejal nas margens do Rio Ceira, um dos ‘ex-libris’ da vila beirã.

Hype Communications

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

CNE 2015 - Góis - Informações


O Góis Moto Clube, no próximo dia 8 de fevereiro de 2015, vai proporcionar à comitiva endurista nacional uma prova condizente com a dureza e exigência da região. 

O XXI Enduro de Góis, prova inaugural do Campeonato Nacional de Enduro de 2015 contará com uma Cross Test na Carvalhinha, uma Enduro Teste na Quinta do Baião e uma Extreme Test na Vila de Góis, junto ao Rio Ceira. A Zona de Assistência e Parque Fechado localizar-se-ão no Parque do Cerejal.

No sábado, dia 7 de fevereiro, apenas decorrerá o reconhecimento das especiais por parte dos pilotos e as verificações administrativas e técnicas, obrigatoriamente para as Classe Elite e Open, no secretariado implantado no Pavilhão Gimnodesportivo de Góis.

O público mais exigente poderá ver o evoluir os pilotos durante a prova no percurso em algumas trialeiras nas seguintes zonas: Góis (atrás do Centro Social Rocha Barros), Rabadão (pista de downhill), Laje das Travessas, Celavisa e junto na XT em Góis.


Cross Test

Situada a 4,6 km do Parque Fechado e da Zona de Assistência, esta especial cronometrada decorrerá na Carvalhinha, num terreno com pequenos relevos e uma parte na pista do crossódromo existente (4,7 Km de extensão).


Seguir em direcção a Arganil (EN 342) até à localidade de Bordeiro (3km), cortar à esquerda em curva apertada e seguir para Póvoa de Góis, Crossódromo. Após 1km cortar novamente à esquerda para Crossódromo.


Enduro Test

Situada a 700 metros do Parque Fechado e da Zona de Assistência, esta especial cronometrada decorrerá na Quinta do Baião em terreno misto e curvas bem delineadas aproveitando terreno novo sem a habitual passagem na lama que tem trazido alguns problemas aos pilotos (5 Km de extensão).


À saída de Góis, junto ao cruzamento para Coimbra, Vila Nova de Poiares.


Acesso Extreme Test

Situada a 800 metros do Parque Fechado e da Zona de Assistência, esta especial cronometrada decorrerá entre o Rio Ceira e a Rua Dr. Padre António Dinis (900m para Elite, 800m Open, 700 metros para Verdes, Veteranos e Senhoras e 600m para Super Veteranos e HOBBY), na maior parte natural aproveitando o relevo do terreno.


Junto ao Restaurante Beira Rio seguir para centro da Vila de Góis em direção às bombas de combustível.

Fonte: http://www.goismotoclube.pt/

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

King of the Motos 2015

1. Colton Haaker - 3:21:07.079
2. Cory Graffunder - 3:26:43.361
3. Max Gerston - 3:28:35.274
4. Mitch Carvolth - 4:32:27.497
5. Kale Elworthy - 4:48:22.908

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

CNE 2015 - Regresso aos trilhos em Góis


O ano passado, a prova organizada pelo Góis Moto Clube também abriu o Campeonato e teve 197 participantes. Nesta 12.ª edição espera-se igualmente um pelotão bastante nutrido, em que cinco pilotos concitam maior protagonismo.

Gonçalo Reis é o campeão absoluto em título e na classe Elite 2, coroas que irá defender perante forte concorrência. Naquela classe, Luís Correia e Diogo Ventura perfilam-se como os principais opositores do piloto do Magoito. Já na Elite 1 Joaquim Rodrigues é o actual campeão, existindo perspectivas de renhido duelo com Luís Oliveira – regressado às competições nacionais após um ano no Brasil.

O Campeonato vai decorrer em oito jornadas – todas de um dia – a última das quais com pontuação dupla, mas este ano cada piloto despreza o pior resultado para a contabilidade final.

Outras novidades consistem no facto de apenas haver uma classe Open, e três no Troféu da categoria Verde – esta também com um vencedor absoluto. A classe Veteranos passa a ter estatuto de Campeonato. Além disso, surge o “Youth Cup”, para pilotos com idade igual ou inferior a 20 anos no dia 1 de Janeiro, com motos 2T 125cc.

Nesta prova de abertura, os pilotos vão enfrentar um percurso com 44 Km de extensão, essencialmente traçado na parte Oeste do concelho de Góis, entrando ainda no de Arganil. Os pilotos das categorias Elite e Open cumprem três voltas e mais dois Controles Horários, o que permitirá uma quarta passagem pelos troços cronometrados.

As “especiais” de Cross e Enduro têm aproximadamente 4 Km, a primeira situa-se na Carvalhinha e a de “Enduro” na Quinta do Baião, em frente à sede do Góis Moto Clube. Já a “Extreme” terá extensão variável – 900 metros para as principais categorias – e situa-se na vila, entre o rio Ceira e a Rua Dr. Padre António Dinis.

A zona de assistência e o “paddock” serão instalados no Parque do Cerejal, também local de partidas e chegadas, enquanto o secretariado funcionará no Pavilhão Gimnodesportivo de Góis. No Domingo iremos então conhecer os primeiros vencedores de 2015 neste regresso aos trilhos.

Texto: FMP

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Ivo Fernandes venceu Enduro de Valongo que ficou para a história


Valongo recebeu a primeira prova do Troféu Luso Galaico Mota de Monte 2015, que contou com 206 pilotos inscritos e um excelente dia para a prática da modalidade.
Os pilotos tinham pela frente um percurso de 42 kms com três especiais cronometradas (XT, ET e CT), por volta. 

Pela primeira vez em Portugal, um Enduro teve transmissão em directo de várias especiais, pelo que mais uma vez se fez história. Podem visualizar os videos da transmissão no seguinte link: 


Ivo Fernandes começou a temporada 2015 do Troféu Luso Galaico Mota de Monte, tal como terminou a de 2014, ou seja, a vencer.
O piloto da Sherco começou o dia com o melhor tempo na primeira especial, a Cross-Test 1, e agarrou o primeiro posto da Geral para de lá não sair mais. Bateu o segundo classificado, Henrique Nogueira, por 53,6 segundos.
Na terceira posição, ficou um regular Hélio Santos que, mesmo sem vitórias em especiais, garantiu o lugar mais baixo do pódio.
Outros pilotos estiveram em destaque, animando a luta pelos primeiros lugares, nomeadamente o espanhol Jacobo Mendez (4º), Pedro Oliveira (5º) e Romulo Bottrel do Zanol Team, todos eles da classe Pro. Para além dos dois primeiros classificados, também Mendez e Bottrel conquistaram vitórias em especiais.

O vencedor da classe Expert foi Helder Ribeiro aos comandos de uma Honda. Depois de 5 pilotos diferentes ganharem as 5 primeiras especiais, Helder Ribeiro descobriu velocidade extra para "limpar" as restantes quatro, conquistando uma vantagem de 16 segundos sobre Celso Moreira, 2º classificado. André Mouta terminou em 3º, a 27,9 segundos do vencedor.  

Na Enduro 1, Norberto Teixeira foi o mais rápido em 5 das 6 especiais que os pilotos desta classe tinham pela frente (2 voltas) e conquistou a primeira posição. No 2º posto ficou Luís Silva, a 53,5 segundos do vencedor,  enquanto que Marcelo Vieira terminou no 3º lugar, a 1 minuto e 24 segundos.

A classe Enduro 2 teve emoção até ao final da prova, com Márcio Barbosa a garantir a vitória por apenas 5,2 segundos. Gerardo Sampaio terminou na 2ª posição, sendo Nuno Matos e José Tiago Ferreira, os 3º e 4º classificados respectivamente, separados por pouco mais que um décimo de segundo e a apenas 10 do 1º classificado.

Luis Oliveira dominou os acontecimentos na Enduro 3, onde marcou o melhor tempo em 5 das 6 especiais. O piloto garantiu uma folgada vitória com mais de 1 minuto de vantagem sobre o 2º classificado.
Mas o que não faltou nesta classe foi luta pela 2ª posição, com 6 pilotos separados por 7 segundos! Pedro Makelele conseguiu o 2º lugar, com Miguel Santos na posição seguinte a apenas 6 décimos de segundo.

Nos Júniores, Paulo Esteves venceu com 10 segundos de avanço sobre Gerson Pinto. No 3º lugar terminou Leandro Pereira.

Nos Veteranos, o mais rápido foi Carlos Gouveia, enquanto que Paulo Moreno foi o vencedor da classe Veteranos Seniores. Na Promoção, o vencedor foi Bruno Almeida.

O Troféu segue agora para Caminha, onde no dia 1 de Março se disputa a próxima prova, desta feita em conjunto com a Liga Galega de Mota de Campo.


Foto: PM-Images