segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Selecção ISDE 2015 apresentada


Com o objectivo claro de estar entre as melhores equipas no final da competição, a Federação de Motociclismo de Portugal apresentou a Selecção Nacional de Enduro que vai enfrentar a edição 2015 dos International Six Days Enduro em Kosice na Eslováquia.

Na sua 90ª edição a prova é o mais antigo evento desportivo da Federação Internacional de Motociclismo e 23 selecções confirmadas irá pela quinta vez realizar-se em solo eslovaco entre os dias 7 e 12 de Setembro. Seis dias de competição em que os seis pilotos lusos enfrentarão mais 1200 quilómetros de prova ao longo de oito horas diárias aos comandos das suas máquinas.

A equipa nacional será composta por Luís Correia, Diogo Ventura e Luís Oliveira – pilotos que participam igualmente em 2015 no campeonato do mundo de enduro – e aos quais se juntam Gonçalo Reis, Joaquim Rodrigues e João Lourenço.

Os dois mais jovens são Luís Oliveira e Diogo Ventura, com 22 anos de idade, sendo o mais velho Joaquim Rodrigues, com 33 anos, que juntamente com João Lourenço faz a sua estreia na mais importante prova do enduro mundial.

Os restantes têm já experiência na prova – que passou mesmo por Portugal em 1999 e 2009 – sendo Gonçalo Reis aquele que mais participações contabiliza, pois estará pela sexta vez no evento.

A selecção nacional – composta por um total de duas dezenas de elementos - viajou já para Kosice, onde está instalada, preparando o arranque da competição e cumprindo as necessárias formalidades inerentes à prova como sejam as verificações técnicas e documentais antes do arranque da competição. Com expectativas elevadas o seleccionador nacional, Pedro Mariano, procura na Eslováquia discutir um dos lugares cimeiros da competição.

Além da selecção nacional Portugal terá igualmente uma representação nas equipas de Clube a presença da equipa IS3 Racing composta por Fernando Sousa Júnior, Fernando Sousa e Tiago Oliveira, trio que marcou igualmente presença na apresentação oficial da equipa nacional na sede da FMP em Lisboa.


FMP

Paulo Gonçalves já está no Chile e comanda classificação após prólogo do Atacama Rally

A prova teve início hoje com um curto prólogo que definiu a ordem de partida para a primeira etapa e teve como vencedor o piloto português da equipa oficial Honda, Paulo Gonçalves, num total de 58 segundos.
“Hoje, com o prólogo, começamos a quinta prova do Campeonato do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno. É uma corrida muito importante a todos os níveis, mais um importante teste para o próximo Dakar mas também para o campeonato. Depois desta prova temos apenas mais uma jornada em Marrocos e por isso todos os pontos são importantes na luta ainda possível pelo título mundial. Temos agora cinco etapas pela frente aqui no Chile, venci o prólogo e espero manter-me na liderança com a Honda CRF450 Rally até ao último quilómetro”, comentou Paulo Gonçalves.
Amanhã, terça-feira, realiza-se a primeira de cinco etapas que no final irão somar um total aproximado a 2.000 quilómetros, em grande parte na área de Copiapó, a capital da região de Atacama. Navegação exigente, deserto, pistas de areia, dunas e até mesmo algumas notas de montanha vão pôr à prova os concorrentes nesta penúltima prova do calendário mundial.
Paulo Gonçalves chegou a esta ronda no quinto lugar do Campeonato do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno, com um total de 39 pontos, mas com duas provas ainda por disputar – além do Atacama Rally 2015 o “Mundial” terá ainda a derradeira jornada no início do mês de outubro em Marrocos – tudo está em aberto no que respeita à luta pelo título com a saída do espanhol Marc Coma.
Conceito Media

Hélder Rodrigues venceu derradeira etapa e terminou TransAnatólia no 2º lugar


Hélder Rodrigues foi o vencedor da 7ª e derradeira etapa do TransAnatólia, a longa maratona de sete dias que o piloto português tem estado a disputar na Turquia. Com este resultado o líder da equipa oficial da Yamaha confirmou o 2º lugar na classificação geral posição a que ascendeu no terceiro dia de prova. 

“Estou contente com a nossa prestação nesta corrida. Alcancei um bom 2º lugar e foi também um bom resultado para o Botturi que terminou em terceiro. O Gerard esteve sempre muito forte, principalmente no início da corrida. Tentei sempre acompanhar o ritmo, mas foi um bom resultado para mim e para a Yamaha. Foram sete dias de corrida, o que deu para testar diversas coisas e para fazer muitos quilómetros. É muito bom continuar a subir ao pódio em cada corrida que faço e não ter problemas na moto ”, comentou Hélder Rodrigues no final do rali que terminou na capital turca Ancara.

Recorde-se que, já este ano, Hélder Rodrigues venceu no regressado Rali da Tunísia e subiu ao pódio na etapa do mundial de TT, disputada na ilha italiana da Sardenha.

A2 Comunicação

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Diogo Ventura venceu em Vilarandelo e Fernando Ferreira está a dez pontos do título


A localidade de Vilarandelo perto de Valpaços recebeu no passado fim-de-semana a penúltima jornada do novo campeonato nacional de Super Enduro - Multimoto. Com a organização a cargo do Usprigozus – Grupo TT de Vilarandelo foi desenhada no campo de futebol local a pista com cerca de 400 metros de extensão que acolheu os dez concorrentes presentes na classe Prestige e a dezena e meia de pilotos da Hobby, um número mais reduzido de pilotos face ás provas anteriores, mas nem por isso com menor qualidade.

Ausências notadas foram as de João Lourenço, Gonçalo Reis e Luís Oliveira, pilotos que brilharam na ronda anterior realizada em Vila Nova de Santo André no início de Agosto, com o trio a preparar nesta altura a sua participação nos International Six Days Enduro a decorrer na Eslováquia no início de Setembro. Igualmente piloto da selecção nacional, Diogo Ventura, estreou-se no entanto no campeonato e da melhor forma, ele que encarou a prova como preparação para os ISDE.

Fruto de uma primeira experiência com pilotos da região em 2014 o clube anfitrião enfrentou da melhor as dificuldades de uma tarde de chuva que tornou ainda mais complicada a progressão dos pilotos ao longo da pista e dos seus obstáculos, com o público a acorrer em bom número apesar das condições climatéricas convidarem a outras actividades.

Desportivamente o estreante Diogo Ventura foi o grande dominador da prova ao vencer as três mangas na categoria rainha, Prestige, sendo seguido por Fernando Ferreira – o líder do campeonato – nas duas primeiras, não conseguindo este fechar o dia novamente atrás de Ventura após uma queda perto do final da derradeira manga que abriu caminho a que Diogo Vieira conseguisse a melhor prestação do dia ao concluir no segundo posto.

Na primeira corrida Ventura cruzou a linha de meta com quase sete segundos de vantagem face a Ferreira, vantagem que aumentou para mais do dobro no final das nove voltas da segunda final do dia. Na despedida de Vilarandelo Diogo Ventura venceu com mais de dez segundos de margem para Diogo Vieira, com Fernando Ferreira a ser o terceiro. Destaque ainda para uma tarde novamente azarada para João Vivas, o vencedor da primeira prova do ano, que depois de conseguir o melhor arranque na primeira corrida não conseguiu no entanto concluir a corrida, o mesmo se passando nas seguintes onde Vivas voltou a não pontuar.

Diogo Ventura foi assim o vencedor da prova, com Fernando Ferreira a aproximar-se do título nacional com a segunda posição final na frente de Joel Vieira, o terceiro classificado depois de ter sido bastante regular ao longo da jornada com dois terceiros lugares e um quarto posto final. Entre os pilotos Hobby a vitória pertenceu a David Santos, na frente de Luís Rocha e Rui Sousa.

Com o resultado desta prova em Vilarandelo Fernando Ferreira precisa apenas de conquistar dez pontos a André Mouta na derradeira prova do ano, sendo este o único que matematicamente pode retirar o primeiro lugar da classificação geral ao comandante deste Super Enduro – Multimoto 2015. Joel Vieira subiu ao terceiro lugar do campeonato com o pódio aqui conseguido e pode ainda tentar subir ao posto de vice-campeão na derradeira prova do ano que se realiza no dia 12 de Setembro em Castanheira de Pêra.

Classificação final

Prestige
1º Diogo Ventura – Gas Gas com 60 pontos; 2º Fernando Ferreira – Yamaha com 49; 3º Joel Vieira – KTM com 43; 4º André Mouta – KTM com 35; 5º Carlos Vieira – Yamaha com 31

Campeonato (após 4 provas)
1º Fernando Ferreira – Yamaha com 195 pontos; 2º André Mouta – KTM com 145; 3º Joel Vieira – KTM com 118; 4º João Lourenço – Kawasaki com 111; 5º Diogo Vieira – Honda com 90

Hobby
1º David Santos – Kawasaki com 53 pontos; 2º Luís Rocha – KTM com 52; 3º Rui Sousa – KTM com 49; 4º Rui Marinho com 39; 5º Marco Correia – Beta com 30

FMP

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

CNSE 2015 - Vilarandelo - Resultados

Diogo Ventura fez a tripla na classe Prestige e foi o grande vencedor em Vilarandelo. David Santos levou a melhor na Hobby, com 2 vitórias nas 3 finais.

Resultados Prestige:
(Clique para ampliar)

Resultados Hobby:
(Clique para ampliar)


Foto: FB Usprigozus Vilarandelo 

Hélder Rodrigues mantém 2º lugar na Turquia


Hélder Rodrigues manteve hoje o 2º lugar que ocupa no TransAnatólia a longa maratona de sete dias que o líder da equipa oficial da Yamaha está a disputar na Turquia. A etapa de hoje foi reduzida na sua quilometragem cronometrada de 130 para 110 Km. Disputada em alta montanha apresentou uma elevada dureza, muita e exigente navegação. Mais um excelente dia para o piloto luso nesta sua preparação pessoal e da equipa para o Dakar 2016.

Hélder Rodrigues tem estado regularmente entre os mais rápidos de cada dia foi quarto na etapa ganha pelo líder da prova e mantém a segunda posição quando o rali vai entrar na sua fase mais difícil com duas etapas com mais de 300 quilómetros cronometrados.

“Esta era uma etapa que exigia muita concentração. Por um lado tinha bastantes zonas de velocidade controlada e por outro muitos foras de pista a obrigarem a uma leitura muito atenta do road book. Foi um dia de montanha com percursos a lembrar o enduro e estou satisfeito. Já estamos com metade da prova disputada e está tudo a correr bem”, salientou Hélder Rodrigues.

Classificação após a 4ª etapa: 1º Gerrad Farres (KTM); 10h41m04s; 2º Hélder Rodrigues (Yamaha), 11h00m44s; 3º Paolo Ceci (KTM), 11h05m31s; 4º Alessandro Botturi (Yamaha), 11h05m58s; 5º Laia Sanz (KTM), 11h19m38s.



Mais informações sobre a prova em: www.transanatolia.com

A2 Comunicação

Video - Os 5 melhores momentos da temporada de Hard Enduro até agora..



terça-feira, 25 de agosto de 2015

Hélder Rodrigues na Turquia a preparar o Dakar


Hélder Rodrigues o líder da equipa oficial da Yamaha está na Turquia a disputar o TransAnatólia uma longa maratona de sete dias onde serão disputadas 14 especiais cronometradas. Tendo como principal objetivo a preparação pessoal e da equipa para o Dakar 2016, Hélder Rodrigues tem pautado a sua prestação por um ritmo cauteloso, particularmente na jornada inicial em que lhe coube abrir a pista tendo sido mais rápido na segunda etapa o que lhe permitiu subir duas posições.

Disputados que estão os dois primeiros dias de prova Hélder Rodrigues ocupa a segunda posição da classificação geral. Foram já cumpridas cinco especiais cronometradas com características muito diversas e em muitos casos tipo baja, o que favorece claramente as motos mais leves e detrimento das máquinas com a preparação tipo Dakar, como está a ser a opção do piloto português e de vários outros participantes.

“É um importante teste para nós. São sete dias, muitos quilómetros, especiais variadas, navegação bastante exigente, tudo isto é bom para ganhar ritmo e para testar toda a evolução desta nossa nova moto. No primeiro dia coube-me abrir a pista que foi uma dificuldade acrescida, mas no segundo dia já consegui um ritmo mais forte”, salienta Hélder Rodrigues.

Ao contrário do que estava inicialmente previsto Hélder Rodrigues já não seguirá diretamente para o Perú, onde o esperava mais uma edição do Desafio Inca, na medida em que esta prova, tal como toda a passagem do Dakar por aquele país da América do Sul, foi cancelada.

Mais informações sobre a prova em: www.transanatolia.com

A2 Comunicação

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Selecção Nacional para os ISDE 2015

Gonçalo Reis

A menos de 3 semanas do início da 90ª edição dos International Six Days of Enduro, que terão lugar na Eslováquia de 7 a 12 de Setembro, fiquem com a composição da Selecção Nacional, que estará presente apenas na FIM World Trophy (Séniores).

Começando pela classe das "quarto de litro", será Luís Oliveira o nosso representante na E1. 

Luís Oliveira

Gonçalo Reis e João Lourenço serão os pilotos de serviço na classe E2. 

João Lourenço é a grande novidade nesta Selecção Portuguesa FIM World Trophy

Nas motos de maior cilindrada, a classe E3, serão Luís Correia, Diogo Ventura e Joaquim Rodrigues que irão defender as cores lusas.

Luís Correia

Diogo Ventura

Actualmente a disputar o Campeonato Nacional de Supercross, Joaquim Rodrigues "vai a todas" e ainda bem! Estará presente na E3

Portugal também estará representado ao nível dos clubes, através do IS3 Racing Team - FMP, equipa composta por Fernando Sousa, Fernando Sousa (Pai) e Tiago Oliveira.

Lista de inscritos: Accepted Entry List (Ficheiro EXCEL para download)

Site oficial: http://www.fim-isde2015.com/


Fotos: One Shot Foto

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

EEC 2015 - Finlândia (3ª prova)

Roni Nikander aproveitou da melhor forma o "factor casa" e impôs-se à concorrência no primeiro dia. Tom Sagar venceu no domingo.

 Resultados:
(Clique para ampliar)

Video:


Foto: european-enduro.com

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Espanha receberá os ISDE em 2016


Depois de Granada em 2000, o nosso país vizinho receberá a 91ª edição dos International Six Days of Enduro em 2016, na Comunidade Foral de Navarra.

O circuito de Navarra será o centro nevrálgico da competição e a organização estará a cargo do SIP Sport Club, responsável pela Bassella Race 1.

Podem recordar os ISDE 2000 disputados em Granada na seguinte página:




Recordamos que a edição deste ano decorrerá na Eslováquia entre os dias 7 e 12 de Setembro.

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Campeões enduristas assaltam Super Enduro


A terceira prova do campeonato nacional Super Enduro – Multimoto levou a caravana de pilotos até Vila Nova de Santo André onde junto ao quartel dos bombeiros locais se realizou a ronda que marcou o final da primeira metade da época deste novo campeonato nacional.

À semelhança do que aconteceu em Leiria foram mais uma vez muitos os pilotos que marcaram presença no evento e nem mesmo um quente dia de Agosto demoveu os presentes e o público local para mais uma grande jornada de um campeonato que tem vindo a crescer em termos de popularidade desde o primeiro evento.

Naquela que foi a prova mais a sul do calendário do campeonato surgiram novos nomes na lista de inscritos preparados e aptos a lutar lado a lado com aqueles que estão no Super Enduro desde a primeira prova. Em destaque na lista de novidades saltaram de imediato os nomes de Gonçalo Reis – actual campeão nacional de enduro – Luís Oliveira, o líder do campeonato nacional nesta temporada e ainda o espanhol Lorenzo Santolino, uma presença habitual nas provas portuguesas de enduro e igualmente piloto do campeonato do mundo onde já venceu em 2015.

Uma lista de inscritos ainda mais luxuosa com estas chegadas e que deixava a tarefa do líder do campeonato, Fernando Ferreira, bastante mais complicada se o piloto de Vila Boa de Quires quisesse repetir a vitória de Leiria.

Depois dos treinos e mangas de qualificação a prova foi como sempre decidida nas três finais que se realizam em cada evento, e foram mesmo os três estreantes com maior palmarés que tomaram de assalto os lugares de pódio, com Gonçalo Reis a vencer na sua prova de estreia no campeonato antes de também ele iniciar um período de férias e repouso antes do final da época.

O piloto de Magoito venceu na primeira e terceira mangas, na frente de Luís Oliveira na corrida inicial e Lorenzo Santolino no fecho da prova. Pelo meio Luís Oliveira venceu na corrida intermédia na frente de Santolino e Reis, com este trio a trocar entre si as posições nos três primeiros lugares nas três finais. Apenas Santolino não venceu entre eles e nas contas finais foi mesmo Reis o vencedor com mais três pontos que Luís Oliveira, ficando o rápido espanhol no degrau mais baixo do pódio.

Fernando Ferreira esteve seguro na defesa da liderança do campeonato e sabendo que o trio da frente não entra nas contas do mesmo foi com três presenças no quarto posto que fechou o dia, aumentando mesmo a sua vantagem na tabela classificativa do campeonato para uns expressivos 35 pontos, pois João Lourenço, o segundo na tabela do campeonato apenas pontuou na primeira manga, sendo forçado a abandonar nas duas seguintes com uma avaria na corrida intermédia e uma queda na despedida do evento. A fechar o lote dos cinco primeiros ficou Diogo Vieira, com o campeão nacional de trial a conseguir subir ao sétimo posto do campeonato.

A próxima prova do campeonato nacional Super Enduro – Multimoto realiza-se no próximo dia 23 de Agosto em Vilarandelo, uma freguesia do concelho de Valpaços. Será a penúltima ronda do ano e Fernando Ferreira terá aí uma primeira oportunidade de resolver a questão do ceptro final.

Classificação final:
1º Gonçalo Reis, KTM com 55 pontos; 2º Luís Oliveira, Yamaha com 52; 3º Lorenzo Santolino, Sherco com 49; 4º Fernando Ferreira, Yamaha com 39; 5º Diogo Vieira, Honda com 29; 6º Joel Vieira, KTM com 29; 7º André Mouta, KTM com 28; 8º Albano Mouta, KTM com 23; 9º Tomás Clemente, KTM com 20; 10º João Lourenço, Kawasaki com 10.

Campeonato (após 3 provas):
1º Fernando Ferreira – Yamaha com 146 pontos; 2º João Lourenço – Kawasaki, 111; 3º André Mouta – KTM, 110; 4º João Vivas – Beta, 81; 5º Joel Vieira – KTM, 78.

Texto: FMP
Foto: FB Gonçalo Reis

EnduroPro Espanha nº 70