quinta-feira, 21 de abril de 2016

FMP - Circular Enduro

Ex.mos Pilotos,
Como sabem, a terceira prova do Nacional de Enduro de 2016 estava incluída na ronda do mundial da especialidade. Esta era uma “luta” que eu vinha a travar com a FIM e o Promotor do Mundial de Enduro há dois ou três anos, pois achava que os nossos pilotos mereciam estar integrados na jornada mundialista, com os seguintes benefícios:
- Possibilidade de competir ao lado dos melhores do mundo;
- Poder avaliar as diferenças de andamentos e preparações das motos;
- Experimentar especiais mais compridas e técnicas;
- Progredir num percurso mais técnico e difícil, mesmo com as 6 alternativas preparadas para o Nacional;
- Permitir que a um custo do Nacional, os pilotos pudessem participar numa prova internacional, tanto ao nível de inscrição como de licença e seguro desportivo;
- Dar a possibilidade a que o comum do Endurista estivesse integrado no “circo” mundial.

Gouveia teve um fim-de-semana de verdadeiro Enduro, o que dificultou de sobremaneira o trabalho de todos. De facto, com as condições meteorológicas adversas que tivemos nas últimas semanas, precauções redobradas foram tomadas… mas nunca tinha visto um percurso se degradar tão rápido num dia de corrida, opinião partilhada pelo Track Inspector da FIM – Maurizio Micheluz.
A reacção no sábado tinha que ser rápida e adequada pois havia mais uma jornada no Domingo. A decisão de reduzir a prova a duas voltas para o Mundial e uma para o Nacional foi a mais correcta: acautelou não só a segurança dos pilotos e permitiu a “reconstrução” de percurso e especiais para que o segundo dia se desenrolasse sem problemas, e assim aconteceu.
A Comissão de Enduro da FMP reuniu com os pilotos Nacionais e, em conjunto, decidiram não realizar o segundo dia do Campeonato Nacional. Ficámos assim com um dia homologado para as classes participantes (excepto ELITE) e com menos um dia na classificação para as restantes.
Após alguns contactos, a Comissão conseguiu a solução para esse dia em falta: a prova da LOUSÃ passará de um dia para dois dias de competição. Todos os pilotos participantes em Gouveia pagarão apenas um dia de prova na Lousã (55,00€), mas terão uma jornada dupla pontuável para os respectivos Campeonatos e Troféus.
Espero que esta solução seja do agrado de todos, apresentando os meus parabéns àqueles que conseguiram acabar a volta, principalmente aos nossos mundialistas André Martins e Tomás Clemente que na Classe Youth concluíram por completo o segundo dia de prova.
Reitero os meus agradecimentos a todos os Clubes, Instituições e pessoas que colaboraram na organização deste Mundial de Enduro, realçando em particular o Natureza Acer de Ourém, os Usprigozus Clube TT de Vilarandelo, o Góis Moto Clube, Actib – Àgueda, Escuderia Castelo Branco, o Grupo de Tábua, Corpo de Escuteiros, as Corporações de Bombeiros de Gouveia, Melo, Folgosinho, Vila Nova de Tazem e Câmara Municipal de Gouveia. Um bem haja a todos.

Pedro Mariano
(Presidente Comissão)

Sem comentários: