segunda-feira, 23 de maio de 2016

Fausto Mota e Rui Oliveira travados por difícil Way Point


A muito exigente navegação do Merzouga Rally, competição de Todo-o-Terreno que se está a disputar em Marrocos, obrigou a equipa CRN Competition a perder um tempo considerável na primeira etapa deste rali que faz parte do calendário das Dakar Series.

Aos comandos das Yamaha WR 450 inscritas pela CRN Competition tanto Fausto Mota como Rui Oliveira perderam mais de uma hora para encontrar um dos Way Points iniciais da prova. Terminaram contudo a corrida sem as penalizações que ainda não foram atribuídas aos pilotos que apesar de terem sido mais rápidos, não cumpriram o percurso com todos os pontos obrigatórios de passagem.

“O dia não começou bem porque falhámos um Way Point logo no início. Quando dei por ela voltei atrás e com isso eu e o Rui Oliveira perdemos quase uma hora. Já sabia que ia custar a entrar na prova. Não estamos habituados a este tipo de terreno mas, a partir do Km 70, já viemos muito bem. Pelo que percebi houve muitos pilotos a falharem Way Points. Eu optei por fazer tudo certo porque venho para aqui com o objectivo de aprender para o Dakar e a partir do meio da espacial já estava totalmente entrosado. Amanhã vai seguramente ser melhor” salientou Fausto Mota à chegada ao Bivouac.

A etapa que amanhã se disputa, a segunda desta edição de 2016 do Merzouga Rally terá 341 quilómetros e dois troço cronometrado. O primeiro com apenas 31 e o segundo com 150 quilómetros.

A2 Comunicação

Sem comentários: