segunda-feira, 2 de maio de 2016

Motobrioso com fim-de-semana agridoce. Vitória para Salvador Vargas e abandono de Mário Patrão


Após a vila beirã de Arganil ter recebido a jornada inaugural do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, Reguengos de Monsaraz foi palco da segunda jornada pontuável, no passado fim-de-semana. Com organização a cargo da Sociedade Artística Reguenguense, o Rali TT Reguengos de Monsaraz - Capital dos Vinhos de Portugal teve início no dia de sábado com um prólogo com aproximadamente 5 quilómetros. Já no dia de domingo e com partida do centro nevrálgico situado no Parque de Exposições e Feiras local, foram disputados dois troços cronometrados, com aproximadamente 75 e 150 quilómetros.

Salvador Vargas demonstrou um grande andamento em Reguengos, esquecendo por completo a azarada ronda inaugural. O piloto natural de Cascais – a militar na classe TT3, garantiu logo no prólogo no dia de sábado a 7ª posição da geral. Já no domingo foi subindo de ritmo, concluindo a prova reguense com uma vitória na classe – 6º geral motos. Bastante satisfeito, Vargas comentou: “Em primeiro queria desejar ao meu amigo e colega de equipa Mário Patrão, as rápidas melhoras. Em termos da prova, penso que já demonstrei um pouco do que pretendo este ano. Foi uma prova dura devido ao pó e o piso muito massacrado pelos carros, no entanto senti que fui “crescendo” ao longo do dia. Agora é continuar a trabalhar mais e melhor e estou certo que estamos no bom caminho”.

Mário Patrão não teve a sorte do seu lado, na vigésima edição de uma das provas mais antigas do todo-o-terreno nacional. Nos primeiros quilómetros da manhã de domingo (SS1), o piloto KTM sofreu queda violenta, levando mesmo à interrupção da prova. Evacuado de imediato para a unidade hospital de Évora e após exames, confirmou-se o pior – fraturas ao nível da perna direita. "As coisas não correram bem, sofri uma queda da qual resultaram algumas fracturas na perna. Serei operado o mais breve possível, para iniciar a recuperação e poder voltar à competição pensando já na próxima edição do Rali Dakar. Sabemos que estes desportos implicam riscos, nem sempre corre como queremos, mas temos de estar de cabeça erguida e lutar."


Texto: Evo-press

Fotos: TFTph Media|Fábio Teles Fernandes

Sem comentários: