terça-feira, 31 de maio de 2016

Sebastian Buhler estreia-se a vencer. Queda no prólogo impediu António Maio de correr

Uma forte queda no prólogo impediu António Maio de continuar na prova

A equipa Yamaha Racing continua 100% vitoriosa no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno de 2016. Três vitórias em três corridas disputadas. Na Baja de Loulé e com António Maio impedido de participar na corrida, depois de uma queda violenta no prólogo, coube a Sebastian Buhler chegar ao lugar mais alto do pódio.

Apenas dois dias depois de ter completado com êxito a sua primeira experiencia internacional ao classificar-se no Top 10 do Dakar Challenge no Merzouga Rally e competindo com uma Yamaha da classe TT1, reservada para as motos de menor cilindrada, Sebastian Buhler dominou e venceu a Baja de Loulé.

Com apenas 21 anos de idade o piloto da equipa Yamaha Racing está muito feliz no final da corrida: “ É um sabor especial ganhar uma corrida à geral. Já tenho feito muitos pódios mas ganhar é outra coisa. Não tem o mesmo sabor do que se estivessem cá o Maio e o Patrão que são os meus mais diretos adversários mas espero que na próxima já cá estejam os dois. É difícil competir contra as motos de maior cilindrada aqui nas bajas porque temos zonas rápidas e estou sempre em desvantagem. Felizmente que tenho uma moto magnífica e muito bem preparada que muito me ajudou a conseguir este resultado."

Frederico Fino terminou a corrida em 8º lugar da geral e 4º TT2 mas “a parte inicial da prova foi desastrosa. Aconteceu-me de tudo. Felizmente consegui da parte da tarde estar bem melhor e fiz inclusive o 5º tempo absoluto, por isso estou satisfeito”, salienta Frederico Fino que enquanto gestor da equipa “estou muito satisfeito por continuarmos a vencer e na frente do campeonato. Para a equipa o importante é ganhar. Para o Buhler é muito bom e é um prémio que ele merece. Tem feito excelentes provas com uma 250cc e por isso está de parabéns”.  

Para António Maio salienta tudo aconteceu de uma forma imprevista quando “à saída de uma curva e em plena aceleração bati num ramo com o punho direito, a mota travou bruscamente, despistei-me, não bati em nada mas fui muito tempo de rojo. Ainda tentei levar a moto até final apesar de muito danificada e de eu também ter alguns ferimentos graves mas cheguei já fora do limite de tempo“, salientou o piloto que no final da corrida se congratulou com a vitória do seu jovem companheiro de equipa. “Estou muito contente por ele. Espero que esta seja a primeira de muitas vitórias, porque estou certo de que ele vai ter um futuro brilhante pela frente”.
A equipa Yamaha Racing, que teve ainda David Ferreira a terminar na 6ª posição dos veteranos, mantém a liderança do Campeonato absoluto e da Classe TT1.

A próxima jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno regressa às serras beirãs. A Baja TT do Pinhal terá lugar a 28 e 29 de Maio percorrendo pistas da Sertã, Proença-a-Nova e Vila de Rei.

A2 Comunicação

Sem comentários: