quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Paulo Gonçalves abandona em Marrocos por precaução


Depois da avaria na etapa anterior, piloto português retomou hoje a corrida mas uma dor no joelho direito originou uma paragem forçada.
Paulo Gonçalves, que ontem, na terceira etapa do Rali OiLibya de Marrocos, prova final do Campeonato do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno de 2016, viu ficar por terra as hipóteses de lutar pela vitória final da prova numa altura que era líder, já que uma avaria na sua Honda obrigou o piloto português a chegar rebocado à zona de assistência, abandonou hoje oficialmente a prova depois de nos quilómetros iniciais ter sentido uma dor no joelho direito.
O piloto oficial da Honda pôde retomar hoje a corrida, mas um pequeno toque com o joelho no arranque da tirada e consequentes dores levaram Gonçalves a regressar ao bivouac por precaução, sendo imediatamente acompanhado pela pelo fisioterapeuta da equipa HRC. A cerca de três meses de participar em mais um Rali Dakar, com o sonho de chegar à vitória final da maior prova de Todo-o-Terreno do mundo, Paulo Gonçalves opta agora por se focar na mítica prova que arranca a 2 de janeiro de Assunção, no Paraguai, e chega a Buenos Aires, na Argentina, duas semanas mais tarde, a 14 de janeiro.
Paulo Gonçalves: “Hoje retomei a corrida, depois do contratempo mecânico de ontem, mas um ligeiro toque que me deixou com algumas dores no joelho direito fez-me voltar para a assistência por prevenção. O Rali de Marrocos estava já condicionado, temos o grande Dakar à porta e não é altura para cometer grandes riscos. Faltam cerca de três meses para a partida, vamo-nos concentrar na grande prova para lutar uma vez mais pelo sonho.”

Conceito Media

Sem comentários: