terça-feira, 26 de abril de 2016

Valpaços recebe o Campeonato Nacional de Enduro no dia 8 de Maio


Programa da prova:

18 de Abril de 2016 - Abertura das inscrições

04 de Maio de 2016 - Fecho das inscrições

06 de Maio de 2016 - Publicação da lista de inscritos

07 de Maio de 2016
17:00h às 20:00h – Verificações administrativas e técnicas.

08 de Maio de 2016
     08:00h às 09:00h – Verificações administrativas e técnicas.
     09:30 – Publicação da Lista de Participantes no quadro oficial de afixação - Secretariado
     10:00h – Partida do 1.º concorrente
     18:30h – Afixação de resultados e Entrega de Prémios



Foto: One Shot Foto

IS3 Racing Team com jornada europeia em Valongo


A cidade de Valongo recebeu no passado fim-de-semana a segunda jornada pontuável para a Taça da Europa de Extreme Enduro. Com centro nevrálgico junto ao Ecocentro e Biblioteca Municipal, a etapa portuguesa contou com quase uma centena de participantes divididos entre as classes Hobby e Pro. Nesta classe destinada aos pilotos federados, estava em representação da IS3 Racing Team o jovem Fernando Sousa Jr. 

A prova foi composta por um prólogo e uma super-final no dia de sábado, tendo os pilotos enfrentado no domingo, um exigente traçado em sistema de voltas na bonita Serra de Valongo. Com um excelente andamento e o quinto melhor tempo no prólogo (segundo português), Fernando Sousa facilmente garantiu a passagem a uma super-final com os dez melhores classificados de cada classe.

Lado a lado com nomes bem conhecidos do panorama internacional e com uma manga ao estilo de SuperEnduro, o piloto natural de Valongo viria a terminar o primeiro dia de competição na oitava posição. “Tanto o prólogo como a final esta tarde correram-me bastante bem. Consegui um excelente lugar, para o arranque de amanhã!”

Já no dia de domingo e a competir em “casa”, Fernando Sousa Jr. entrou em prova um pouco nervoso e apenas conseguiu ganhar algum ritmo à passagem da segunda volta. Infelizmente dois contratempos atrasaram o piloto IS3 Racing, que concluía assim a prova na 14ª posição da categoria Pro. “Foi azar ter ficado sem o travão traseiro fruto de uma queda…tive bastante dificuldade de travagem nas descidas mais íngremes. A meio da terceira volta acabei por “afogar” a mota num ribeiro e levei bastante tempo a voltar a colocar em funcionamento…Sem estes dois problemas, as coisas poderiam ter corrido de outra forma. Quero aproveitar para dar os parabéns à organização e ao Município de Valongo pela excelente prova. Foi bom ver tantos estrangeiros com excelente nível, aqui na nossa cidade!”

Dentro de quinze dias a formação IS3 Racing Team entra novamente em competição, com mais uma jornada do Campeonato Nacional de Enduro 2016. Com organização a cargo de Usprigozus de Vilarandelo, Valpaços recebe novamente a caravana nacional.

Texto: Evo-press 
Fotos: One Shot Foto

Cpto Francês 2016 - Saint-Palais

O campeonato francês de enduro arrancou no passado fim-de-semana, com a realização da primeira prova em Saint-Palais.





Foto: Enduro France

Red Bull Minas Riders 2016 - Onboard Graham Jarvis


segunda-feira, 25 de abril de 2016

Extreme Valongo 2016 - Fotos PM-Images

Vitória espanhola na Extreme Valongo

Xavi Leon

Pelo segundo ano consecutivo a cidade de Valongo recebeu no passado fim-de-semana uma prova elegível para a Taça da Europa de Extreme Enduro. Com organização a cargo da Melicias Team, que organiza igualmente a mundialmente conhecida Extreme Lagares, a prova foi composto por um prólogo realizado junto à cidade de Valongo, com obstáculos artificiais e que não só definiu a ordem de partida para o dia seguinte mas atraiu igualmente bastante público que acompanhou a evolução dos 86 pilotos inscritos divididos entre as classes Pro e Hobby, com a primeira a atrair 18 pilotos oriundos de Portugal, Espanha e Noruega e a segunda um expressivo número de 68 pilotos preparados para enfrentar uma prova que já se sabia ser bastante exigente.


Na abertura da competição foi Dani Oliveras quem venceu o prólogo, com o ex-campeão europeu de Trial 125, agora convertido ao Extreme Enduro a conseguir uma vantagem de pouco mais de 4 segundos face ao igualmente espanhol Xavi Leon, com Diogo Vieira a ser o melhor representante nacional ao concluir o pódio na terceira posição a 11.03 segundos de Oliveras.

O prato forte da competição seria no entanto o segundo dia, para o qual a organização reservou um exigente traçado com cerca de 20 quilómetros que tinha que ser percorrido durante três horas consecutivas por todos os participantes. Zonas técnicas bastante exigentes não faltaram ao longo da jornada, que no final viu Xavi Leon conseguir a primeira posição face a Dabi Oliveiras, que perdeu a ldierança devido a um problema na sua moto em resultado de uma queda. Sergi Leon conseguiu a terceira posição na frente de Diogo Vieira, novamente o melhor representante dos lusos, que terminou na frente do norueguês Anders Johansen e Joel Vieira, o segundo representante nacional entre os dez melhores da categoria Pro em Valongo. Destaque ainda para a presença de Rita Vieira, a 18ª na classificação final, ela que juntamente com Sandra Gomez, a recém-coroada campeã do mundo de Superenduro, foram as duas únicas senhoras a enfrentar a prova na classe Pro.

Diogo Vieira

Entre o imenso pelotão Hobby o vencedor foi o espanhol Juaquin Paz, seguido por Emanuel Costa e Carlos Campos.

Classificações

PRO
1º Xavi Leon - Husqvarna com 3 voltas em 3h02m08.017s; 2º Dani Oliveiras - KTM a 5m36.338s; 3º Sergi Leon - Beta a 9m19.373s; 4º Diogo Vieira - Beta a 10m30.915s; 5º Anders Johansen - Beta a 23m46.769s; 6º Joel Vieira - KTM a 25m10.854s; 7º Alex Hidalgo - Beta a 44m13.499s; 8º Andre Larsen - KTM a 51m02.861s; 9º Joar Wiik - KTM a 1h03m54.317s; 10º Fran Rodriguez - KTM a 1m04.11.290s

HOBBY
1º Juaquin Paz com 3 voltas em 3h34m23.989s; 2º Emanuel Costa a 1m45.909s; 3º Carlos Campos a 12m05.701s; 4º Ivan Gil a 15m01.390s; 5º Luis Nuñez a 23m09.392s; 6º Albert Garcia a 29m19.676s; 7º Hugo Pinto a 30m16.648s; 8º Eduardo Garcia a 31m50.763s; 9º Tiago Sousa a 43m51.378s; 10º Marc Feixa a 46m12.044s

FMP

Nacional de TT ruma ao Alentejo

Antonio Maio

Depois de um muito participado Raid Paraíso do Todo Terreno organizado pelo Góis Moto Clube em Arganil e Góis, o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno está de regresso ao Alentejo com a Secção de Motorismo da Sociedade Artística Reguenguense a organizar mais uma edição do Rali TT Reguengos de Monsaraz, Capital dos Vinhos de Portugal que se disputa a 30 de Abril e 1 de Maio.

Depois de em 2015 ter alcançado o seu primeiro título absoluto, o piloto da Yamaha António Maio entrou em 2016 com uma vitória, iniciando mais um duelo com o seu principal opositor Mário Patrão que se estreou de KTM na classe TT3. Em Góis o jovem piloto da Yamaha, Sebastian Buhler chegou a intrometer-se na luta pela vitória, mas quedou-se pelo derradeiro lugar de pódio e pela vitória na classe TT1. Também Gustavo Gaudêncio (Honda) passou para a classe TT3. Outros pilotos a ter em conta na prova alentejana são os de David Megre e Salvador Vargas, ambos em KTM e Rui Oliveira, que passou a competir de Yamaha. Também de Yamaha estará o piloto oficial do construtor nipónico, Hélder Rodrigues, que regressa às provas nacionais depois de ter disputado as duas jornadas do Campeonato do Mundo que tiveram lugar no Médio Oriente.


O Rali TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal arranca no Sábado dia 30 com um prólogo de aproximadamente cinco quilómetros. No dia seguinte serão disputados dois troços cronometrados, respetivamente com 74 e 151 quilómetros.

Mais informações sobre a prova em www.sar-motorismo.org 

A2 Comunicação

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Hélder Rodrigues sobe ao pódio no Qatar


Hélder Rodrigues completou a sua participação no Sealine Cross Country Rally, segunda etapa do Cross Country Rallies World Championship na terceira posição absoluta subindo, com a sua Yamaha WR450F, ao pódio desta prova do Médio Oriente.

Com um total de 1633,49 km cronometrados o Sealine Cross Country Rally disputou-se em pistas muito rápidas mas também muito técnicas, com uma média final superior a 80 km/h e extremamente exigente do ponto de vista de navegação. Hélder Rodrigues completou os 350,94 quilómetros do setor seletivo realizado hoje com o terceiro melhor tempo numa etapa onde esteve bastante tempo parado para socorrer o seu companheiro de equipa Adrien Van Beveren,  um resultado que lhe permitiu confirmar o 3º lugar absoluto ao qual tinha ascendido após a etapa de ontem.

O piloto oficial da Yamaha regressa agora a Portugal estando prevista a sua participação no Rali TT Reguengos de Monsaraz (30 de Abril e 1 de Maio), para depois avançar para Marrocos onde irá disputar o Merzouga Rally (21 a 27 de Maio). Para o Campeonato do Mundo a próxima jornada será o Sardegna Rally Race de 2 a 7 de Junho.

A2 Comunicação

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Gonçalo Reis no Enduro de Gouveia


Foto: Carina Ribeiro

FMP - Circular Enduro

Ex.mos Pilotos,
Como sabem, a terceira prova do Nacional de Enduro de 2016 estava incluída na ronda do mundial da especialidade. Esta era uma “luta” que eu vinha a travar com a FIM e o Promotor do Mundial de Enduro há dois ou três anos, pois achava que os nossos pilotos mereciam estar integrados na jornada mundialista, com os seguintes benefícios:
- Possibilidade de competir ao lado dos melhores do mundo;
- Poder avaliar as diferenças de andamentos e preparações das motos;
- Experimentar especiais mais compridas e técnicas;
- Progredir num percurso mais técnico e difícil, mesmo com as 6 alternativas preparadas para o Nacional;
- Permitir que a um custo do Nacional, os pilotos pudessem participar numa prova internacional, tanto ao nível de inscrição como de licença e seguro desportivo;
- Dar a possibilidade a que o comum do Endurista estivesse integrado no “circo” mundial.

Gouveia teve um fim-de-semana de verdadeiro Enduro, o que dificultou de sobremaneira o trabalho de todos. De facto, com as condições meteorológicas adversas que tivemos nas últimas semanas, precauções redobradas foram tomadas… mas nunca tinha visto um percurso se degradar tão rápido num dia de corrida, opinião partilhada pelo Track Inspector da FIM – Maurizio Micheluz.
A reacção no sábado tinha que ser rápida e adequada pois havia mais uma jornada no Domingo. A decisão de reduzir a prova a duas voltas para o Mundial e uma para o Nacional foi a mais correcta: acautelou não só a segurança dos pilotos e permitiu a “reconstrução” de percurso e especiais para que o segundo dia se desenrolasse sem problemas, e assim aconteceu.
A Comissão de Enduro da FMP reuniu com os pilotos Nacionais e, em conjunto, decidiram não realizar o segundo dia do Campeonato Nacional. Ficámos assim com um dia homologado para as classes participantes (excepto ELITE) e com menos um dia na classificação para as restantes.
Após alguns contactos, a Comissão conseguiu a solução para esse dia em falta: a prova da LOUSÃ passará de um dia para dois dias de competição. Todos os pilotos participantes em Gouveia pagarão apenas um dia de prova na Lousã (55,00€), mas terão uma jornada dupla pontuável para os respectivos Campeonatos e Troféus.
Espero que esta solução seja do agrado de todos, apresentando os meus parabéns àqueles que conseguiram acabar a volta, principalmente aos nossos mundialistas André Martins e Tomás Clemente que na Classe Youth concluíram por completo o segundo dia de prova.
Reitero os meus agradecimentos a todos os Clubes, Instituições e pessoas que colaboraram na organização deste Mundial de Enduro, realçando em particular o Natureza Acer de Ourém, os Usprigozus Clube TT de Vilarandelo, o Góis Moto Clube, Actib – Àgueda, Escuderia Castelo Branco, o Grupo de Tábua, Corpo de Escuteiros, as Corporações de Bombeiros de Gouveia, Melo, Folgosinho, Vila Nova de Tazem e Câmara Municipal de Gouveia. Um bem haja a todos.

Pedro Mariano
(Presidente Comissão)

CNE 2016 - Gouveia debaixo de chuva


Juntamente com os pilotos do campeonato do mundo de enduro que estiveram no passado fim-de-semana em Gouveia na segunda prova do campeonato, também os pilotos do campeonato nacional de enduro estiveram junto à Serra da Estrela para aquela que foi a terceira prova do campeonato, depois de Castelo Branco e Vila de Rei.

A prova serrana seria igualmente a primeira de dois dias no calendário 2016, mas a chuva que tantas dificuldades criou aos pilotos do mundial, e muitas dores de cabeça à organização, acabou por prejudicar igualmente os pilotos do campeonato nacional que realizaram apenas um volta ao percurso no primeiro dia e já não arrancaram para o segundo dia de prova.

O estado do percurso e das especiais obrigou a que a prova fosse assim bastante mais curta que o previsto e a Elite viu igualmente a sua prova ser anulada já que os três pilotos da mesma que integram o pelotão do mundial partiam bastante mais cedo que os adversários do nacional, encontrando as especiais em melhores condições de piso, o que dava clara vantagem aos mesmos. A solução foi anular a prova para estes, de modo a fazer prevalecer a verdade desportiva.

Assim, e com apenas três especiais ás quais se juntou o tempo obtido na Super Especial de sexta-feira à noite, a classificação desta terceira prova foi efectuada com base apenas na primeira volta do primeiro dia de corrida, volta realizada sempre debaixo de chuva intensa em condições bastante exigentes.

A vitória na classe Open pertenceu pela segunda vez este ano a João Vivas, ele que tinha ganho igualmente em Castelo Branco, deixando André Mouta no segundo posto e João Hortega no degrau mais baixo do pódio.

Entre os Verdes foi Gerson Pinto o mais rápido de todas as três divisões dos mesmos, na frente de Ricardo Wilson e Márcio Barbosa. Gerson Pinto foi igualmente o vencedor na Verdes 1, Márcio Barbosa venceu em Verdes 2 e quebrou a invencibilidade de Manuel Moura, o segundo em Gouveia, com Rui Almeida a ser o melhor na Verdes 3.

Albano Mouta levou de vencida a concorrência nos Veteranos, seguido por Nuno Freitas e Filipe Abreu, ficando para André Miranda a vitória na Youth Cup, posição que ocupou igualmente Vera Dias entre as Senhoras.

Depois de uma ronda bem exigente os pilotos pensam agora na próxima prova do campeonato que os levará até Valpaços.


Classificação final

Open
1º João Vivas - Beta com 28m56.99s; 2º André Mouta - KTM a 1m56.00s; 3º João Hortega - KTM a 1m56.33s; 4º Fernando Sousa - KTM a 3m03.14s; 5º Joel Vieira - KTM a 4m10.89s

Verdes Absoluto
1º Gerson Pinto - Yamaha com 30m06.43s; 2º Ricardo Wilson - Husaberg a 24.65s; 3º Márcio Barbosa - KTM a 29.05s; 4º Manuel Moura - Yamaha a 30.31s; 5º Márcio Antunes - Sherco a 44.56s

Verdes 1
1º Gerson Pinto - Yamaha com 30m06.43s; 2º Ricardo Wilson - Husabarg a 24.65s; 3º Diogo Marques - KTM a 1m05.40s; 4º Gil Carmo - Honda a 2m09.75s; 5º André Miranda - Yamaha a 4m35.89s

Verdes 2
1º Márcio Barbosa - KTM com 30m35.48s; 2º Manuel Moura - Yamaha a 1.26s; 3º Márcio Antunes - Sherco a 15.51s; 4º Paulo Ferreira - Yamaha a 3m06.81s; 5º Marco Correira - Beta a 6m00.62s

Verdes 3 
1º Rui Almeida - MotoExtreme com 31m03.04s; 2º Jorge Ribeiro - TM a 1m10.13s; 3º Filipe Conceição - KTM a 1m10.21s; 4º Pedro Makelele - Beta a 4m05.35s; 5º Diogo Lopes - KTM a 5m07.47s

Veteranos
1º Albano Mouta - KTM com 32m02.43s; 2º Nuno Freitas - KTM a 0.80s; 3º Filipe Abreu - KTM a 3m21.34s; 4º Tony Carvalho - Beta a 6m17.20s; 5º Alcides Calçada - Honda a 8m17.93s

Youth Cup
1º André Miranda - Yamaha com 34m42.32s; 2º Vasco Salema - KTM a 1m29.39s; 3º João Pinto - Yamaha a 13m47.11s; 4º Jorge Vieira - Yamaha a 16m11.66s; 5º Tomás Clemente - KTM a 23m57.79s

Senhoras
1º Vera Dias - KTM; 2ª Bruna Antunes - KTM; 3ª Sofia Porfirio - Husqvarna

Campeonato

Open
1º João Vivas com 55 pontos; 2º João Hortega, 49; 3º André Mouta, 46; 4º Fernando Sousa Jr., 39; 5º Joel Vieira, 26

Verdes Absoluto
1º Manuel Moura, 53 pontos; 2º Gerson Pinto, 45; 3º Diogo Marques, 39; 4º Márcio Antunes, 35; 5º Márcio Barbosa, 28

Verdes 1
1º Gerson Pinto, 51 pontos; 2º Diogo Marques, 49; 3º João Nobre, 39; 4º Gil Carmo, 32; 5º Ricardo Wilson, 31

Verdes 2
1º Manuel Moura com 57 pontos; 2º Márcio Antunes, 47; 3º Márcio Barbosa, 37; 4º Filipe Saúde, 29; 5º Luis Ferreira, 28

Verdes 3
1º Filipe Conceição com 52 pontos; 2º Rui Almeida, 52; 3º Diogo Lopes, 44; 4º Jorge Ribeiro, 41; 5º Salvador Vargas, 26

Veteranos
1º Albano Mouta, 55 pontos; 2º Nuno Freitas, 51; 3º Alcides Calçada, 37; 4º Ludgero Sousa, 26; 5º Filipe Abreu, 26

Youth Cup
1º Vasco Salema, 47 pontos; 2º Tomás Clemente, 46; 3º João Pinto, 39; 4º Manuel Teixeira, 37; 5º André Miranda, 35

Senhoras
1º Rita Vieira com 40 pontos; 2º Sofia Porfirio, 41; 3º Vera Dias, 35; 4º Flávia Rolo, 34; 5º Bruna Antunes, 30

FMP

Hélder Rodrigues já está em 3º lugar


Completados que estão quatro dias do Sealine Cross Country Rally e a segunda jornada do Cross Country Rallies World Championship se está a aproximar do fim, Hélder Rodrigues subiu hoje ao terceiro lugar absoluto depois de ter sido o quarto mais rápido a completar os 354,75 quilómetros do setor seletivo realizado hoje.

O piloto oficial da Yamaha, aos comandos de uma ‪‎WR450F, gastou 4h10m38s a percorrer o traçado da especial cronometrada incluída na penúltima etapa desta prova que se está a disputar no Qatar.

A terceira posição que Hélder Rodrigues ocupa está apenas a 9m07s do segundo lugar ocupado pelo chileno Pablo Quintanilha piloto que no final da etapa de ontem liderava a prova a par de Sam Sunderland.

A derradeira etapa, que amanhã se disputa, conta com uma especial cronometrada, denominada Rawdat Rasid, com 350,94 quilómetros de extensão, perfazendo um total de 1633,49 km cronometrados desat prova do campeonato do Mundo.

A2 Comunicação

Red Bull Minas Riders 2016 - Video do 3º dia



quarta-feira, 20 de abril de 2016

Red Bull Minas Riders 2016 - Alfredo Gomez vence no Brasil


Resultados:





Foto: FB Alfredo Gomez

Comunicado Nuno Freitas - Mar de lama no Enduro de Gouveia


O Campeonato Nacional de Enduro 2016 prosseguiu em Gouveia integrado na segunda prova do Campeonato Mundial. Seria uma iniciativa excelente que permitiria aos pilotos nacionais uma experiência única onde poderiam competir ao lado dos seus ídolos e usufruir de uma prova de nível muito superior ao habitual. No entanto a meteorologia esteve uma vez mais adversa e a imensa chuva caída nos dias anteriores à prova tornaram o piso impraticável que obrigou a organização a reduzir para metade o primeiro dia e a anular o segundo. Assim, em termos competitivos este enduro ficou reduzido a três especiais cronometradas. Nuno Freitas repetiu o segundo lugar entre os Veteranos:

“Há pouco a dizer sobre esta prova pois dadas as condições encontradas fizemos uma corrida onde apenas tentamos “sobreviver” a todas as armadilhas existentes no percurso e nas especiais. Foi uma corrida onde a força e sorte prevaleceram e qualquer resultado seria possível. É irónico que ganhando mais de 30s na ET e perdendo outros tantos na CT tenha terminado no segundo lugar a apenas 0.8s do primeiro. Acabou por ser a Super-test de sexta a decidir o resultado. Espero que a chuva nos dê tréguas e tenhamos corridas mais interessantes e divertidas, pois no fundo é a diversão que procuramos.

Comunicado Nuno Freitas

IS3 Racing Team no GP Portugal - Gouveia


A terceira jornada pontuável para o Campeonato Nacional de Enduro 2016 decorreu nos passados dias 15, 16 e 17 de Abril, na bonita cidade de Gouveia. Com centro nevrálgico no parque N.ª Sr.ª dos Verdes, a prova era composta por um “verdadeiro” traçado endurista com cerca de 50 km´s e três especiais de grande exigência física. Também pontuável para o Campeonato do Mundo de Enduro, esta etapa contou com cerca de 170 participantes de várias nacionalidades.

A competição beirã teve uma vez mais início com a Super-Test bem junto ao centro da cidade, para alegria do muito público presente. Obstáculos artificiais e partidas “dois-a-dois” ao cronómetro. Fernando Sousa e Fernando Sousa Jr. garantiam a 5ª posição nas respetivas classes Veteranos e Open. Durante a noite e já no dia de sábado, a chuva caía com bastante intensidade e os pilotos com o decorrer da prova, começavam a penalizar. Não estando reunidas as condições de segurança e bom funcionamento de todo o evento, o júri de prova optou por anular parte da corrida de sábado e o dia de domingo. Com três especiais cumpridas, ficaram assim definidas as classificações:  

Fernando Sousa Jr. – Classe Open – 4º classificado
Fernando Sousa – Classe Veteranos – 8º classificado

Satisfeito com o resultado final, Fernando Sousa Jr comentou: “Apesar da anulação de uma das voltas de sábado e do dia de prova de domingo, a extensão das especiais e percurso técnico permite uma franca evolução dos pilotos. A cross-teste transformou-se num mar de lama mas a cada passagem era o delírio do público. A extreme-teste tinha um dos melhores traçados que já fiz”.

"A classe onde estou inserido, não fazia parte desta etapa e decidi alinhar na classe Veteranos. Foi sem dúvida um enduro à mundial com especiais longas e um percurso que se degradou muito devido às condições climatéricas. Apesar de algumas dificuldades fiquei satisfeito com a minha prestação e foi bom voltar e competir com os “mais novos” nesta classe tão animada”concluiu F. Sousa. 

O Campeonato Nacional de Enduro prossegue a 8 de Maio, em Valpaços com a quarta jornada pontuável.

Texto: Evo-press
Fotos: One Shot Foto

Paulo Amado e Offtrack em palco mundial


O Campeonato Nacional de Enduro prosseguiu este fim-de-semana com a jornada “mundialista” portuguesa a decorrer na cidade de Gouveia. Paulo Amado já havia marcado presença neste “palco” na edição de ano passado, no entanto este ano a prova acabaria por ser bem diferente.

A competição começou no dia de sexta-feira com a habitual Super-Test. Esta especial espetáculo contou com mais de três mil pessoas a assistirem e sem chuva a festa esteve garantida até por volta das 22 horas. Paulo Amado cumpria a sua prestação com a 10ª posição entre os pilotos da classe Veteranos.

Já no sábado a muita chuva que foi caindo ao longo dos últimos dias tornaram o percurso e especiais quase impraticáveis. Perante as condições exigentes e a dificuldade de progressão por parte de grande parte dos pilotos, a organização decidiu ainda no decorrer da volta inaugural, dar o dia por terminado para que conseguissem “reconstruir” as especiais para o segundo dia. Carimbando novamente a 10ª posição após uma volta exigente, o piloto Offtrack e toda a caravana nacional, viria a receber a informação por parte da organização, que o segundo dia de competição seria anulado.

Paula Amado comentou: “Prova duríssima e o terreno muito destruído. As especias eram enormes e estavam completamente alagadas – foi sem dúvida a prova mais dura onde marquei presença. O percurso além da habitual dificuldade exigida num campeonato do mundo, tinha inúmeras “armadilhas” e tínhamos que procurar sempre alternativas…Terminei no limite das minhas capacidades físicas. Um experiência muito importante e que ficará na memória. Não é todos os dias que temos oportunidade de marcar presença numa etapa do Mundial”. 

Após a exigente prova beirã, o Campeonato Nacional de Enduro 2016 prosseguirá em Valpaços, já no próximo dia 8 de Maio.

Texto: Evo-press
Fotos: One Shot Foto

Hélder Rodrigues foi 3º e subiu duas posições


Hélder Rodrigues foi hoje o terceiro mais rápido a completar os 355,49 quilómetros de setor seletivo da terceira etapa do Sealine Cross Country Rally, a segunda jornada do Cross Country Rallies World Championship que se está a disputar no Qatar até 22 de Abril, tendo como base a capital Doha.

Aos comandos de uma Yamaha‬ ‪‎WR450F, o piloto oficial da Yamaha gastou 4h11m28s a percorrer uma etapa que se iniciou com uma travessia de dunas, sendo depois composta de pistas rápidas e técnicas e muito exigente ao nível da navegação. 

Com este resultado Hélder Rodrigues subiu ao 4º lugar na classificação geral estando agora a 2m31s do piloto que o precede na classificação e que ocupa o derradeiro lugar do pódio.

A quarta etapa, que amanhã se disputa, conta com uma especial cronometrada, denominada Al Shabana, com 354,75 quilómetros de extensão.

A2 Comunicação

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Team Racespec presente em Gouveia GP Polisport de Portugal


Gouveia acolheu no passado fim-de-semana a segunda ronda pontuável para o Campeonato do Mundo de Enduro 2016. De destacar que a prova com centro nevrálgico no parque da Senhora dos Verdes, era também pontuável para o Campeonato Nacional da especialidade. Entre os cerca de 165 pilotos presentes, com as cores da RACESPEC|JROD|CFL|KTM estavam Tomás Clemente (classe YouthCup – Mundial), Joaquim Rodrigues Jr (Elite - Nacional) e Bruna Antunes (Senhoras – Nacional).

A competição teve início ainda no dia de sexta-feira com a já tradicional Super-Test, localizada numa zona de ampla visibilidade e com obstáculos artificiais no centro hípico da cidade de Gouveia.  Diante de mais de três mil espetadores, os pilotos KTM demonstravam um excelente andamento, destacando-se Joaquim Rodrigues Jr. com o terceiro melhor tempo entre os pilotos nacionais.

No dia de sábado Tomás Clemente enfrentaria 3 voltas (duas as classe nacionais) a um exigente traçado com aproximadamente 50 km´s, no entanto a muita chuva que caía de forma contínua tornou quase impraticáveis as especiais, tendo a organização decidido ainda no decorrer da volta de abertura anular a terceira e última volta do dia ao mesmo tempo que a todo o custo tentava manter o percurso e as especiais em condições que permitissem a continuidade da prova. “Decisão difícil, mas sem dúvida que foi a melhor opção por parte da Federação” comentou o chefe de equipa, Marcelo Lourenço. 

Com esta decisão, e após reunião entre pilotos e organização, a classe ELITE (onde milita J. Rodrigues Jr.) acabou por não ter classificação, sendo que Bruna Antunes acabaria por garantir o melhor resultado em termos de Campeonato – 2ª classificada entre as Senhoras. “Foi enduro puro e duro, com um percurso muito mais complicado que o nacional. No entanto foi positivo e mais uma grande aprendizagem. Agora é continuar a trabalhar para fazer sempre melhor” concluiu Bruna.

Tomás Clemente a militar na animada classe mundial YouthCup não teve tarefa fácil este fim-de-semana tendo apenas conseguido pontuar no dia de domingo – 8º classificado. Com este resultado o jovem aos comandos da KTM EXC125 é agora 8º classificado em termos de Campeonato. “No primeiro dia tive um pouco de dificuldade a nível do percurso pois nunca tinha tido nada do género em corridas anteriores. No segundo dia as coisas já correram melhor, não tive tanta dificuldade e andei sempre dentro dos tempos. As especiais foram ficando muito degradadas com a passagem dos vários pilotos, obrigaram-me a trabalhar mais o meu campo de visão. Com tudo isto quero agradecer a quem me esteve lá a apoiar e a torcer por mim!”

O Nacional de Enduro segue até Valpaços a 8 de Maio, para a quarta jornada pontuável. Até lá…   


Evo-press 

André Martins cumpre no Grande Prémio de Portugal - Gouveia


André Martins com jornada bastante exigente em Portugal, assume terceira posição da categoria YouthCup. Jovem aguedense demonstra bastante maturidade perante as adversidade e mostra bom andamento na jornada beirã.

A caravana mundialista regressou a Portugal, para na cidade de Gouveia e pelo segundo ano consecutivo, se disputar mais uma ronda do Campeonato do Mundo de Enduro. Com centro neválgico e especiais no bonito Parque da Senhora dos Verdes, esta etapa sob a égide da FMP era também pontuável para o Campeonato Nacional de Enduro (terceira jornada).

A acção teve início logo ao final da tarde de sexta-feira com a realização da Super-Especial desenhada no Centro Hípico de Gouveia. Muito público presente para vibrar pelos pilotos em competição. André Martins garantia a 5ª posição a pouco mais de oito segundos do líder da classe – Jean-Baptiste Nicolot (FR).

O sábado “acordou” bastante chuvoso e fruto das condições meteorológicas adversas dos últimos dias um pouco por todo país, percurso e especiais tornaram-se literalmente pântanos. A progressão dos pilotos tornou-se quase impossível, e a organização tomou por bem encurtar o número de voltas. Com duas voltas cumpridas, André Martins garantiu a 6ª posição entre os jovens pilotos YouthCup.

Com alterações feitas ao percurso/especiais, e com a chuva a cair com menos intensidade, domingo e já sem as classes nacionais (anulação de prova), os mundialistas cumpriram três voltas a um exigente traçado. Com novo 6º lugar, o jovem luso assumia assim a terceira posição em termos de Campeonato do Mundo. Visivelmente cansado mas muito satisfeito, André Martins comentou: “Foi uma corrida bastante difícil e em condições extremas. Era uma corrida em que era necessário ter uma grande leitura do terreno, caso contrário perdia-mos bastante tempo com a mota presa nos lamaçais. Senti me bastante bem, apesar de estar a correr num terreno desconhecido e estou feliz por ter conseguido pontos importantes para o campeonato. Obrigado a todos pelo apoio!”

Classificação WEC – Classe YouthCup: 1º Jean-Baptiste Nicolot (FRA) 69; 2º Valerian Debaud (FRA) 63; 3º André Martins (PRT) 42; 4º Jack Edmondson (GBR) 37; 5º Mirko Spandre (ITA) 37;…

André Martins marcará agora presença a 8 de Maio em Valpaços, para mais uma ronda do Campeonato Nacional de Enduro2016.

Texto: Evo-press
Fotos: OneShotFoto

domingo, 17 de abril de 2016

EWC 2016 - GP de Portugal - Video do 2º dia



EWC 2016 - GP de Portugal - Fotos One Shot Foto


Segundo lugar para Diogo Ventura na despedida de Gouveia


Diogo Ventura voltou hoje a repetir em Gouveia a brilhante segunda posição que tinha alcançado no dia de ontem aquando do primeiro dia daquela que foi a segunda prova do campeonato do mundo de enduro. O piloto da Gas Gas voltou a estar irrepreensível ao longo de todo o dia de corrida instalando-se na segunda posição logo nas primeiras especiais para manter essa mesma posição até ao fecho das três voltas que hoje fizeram parte do programa, que contou com nove especiais cronometradas.

O piloto da Alves Bandeira fechou de forma brilhante a sua passagem pelo GP de Portugal de Enduro, com dois segundos lugares que lhe permitiram subir ao segundo posto da classificação geral do campeonato entre os Júniores, subindo assim três posições face ao quinto posto onde ficou após os dois dias de abertura de época realizados na passada semana em Agadir, Marrocos.

“Foram dois dias fantásticos e onde me senti sempre muito bem. Hoje o percurso ficou mais fácil e as especiais também porque a chuva deu alguma trégua aos pilotos e à organização. Estive todo o dia em segundo e consegui assim estar no pódio em ambos os dias conquistando um resultado muito importante e com um sabor muito especial. A minha equipa tem trabalhado bastante para conseguirmos estes resultados e juntamente com eles tenho melhorado a minha forma desde o início do ano. Fiquei muito orgulhoso por poder presentear os portugueses com o pódio e agradeço a todos aqueles que vieram de Góis para me apoiar.”

Diogo Ventura consegue desta forma três pódios consecutivos no arranque de um campeonato do mundo onde quer estar entre os melhores no final de uma época que promete continuar a ser bastante competitiva. 

Hype Communications

Steve Holcombe venceu o segundo dia em Gouveia


Aos comandos da sua Beta Steve Holcombe foi hoje o único líder no segundo e derradeiro dia do GP de Portugal de Enduro realizado em Gouveia. Fruto do esforço feito pela organização entre o final do dia de ontem e o arranque desta segunda jornada, os pilotos encontraram novamente um percurso digno de receber os melhores pilotos do mundo, com a chuva a dar igualmente tréguas ao cair apenas de forma esporádica ao longo das três voltas que hoje todos conseguiram cumprir.

Holcombe entrou decidido na corrida e ao vencer a primeira especial do dia assumiu de imediato a liderança da classificação que não mais largou até ao final das nove especiais cronometradas que hoje os pilotos tiveram que cumprir. Especiais mais curtas para evitar as zonas mais degradadas depois do dia de ontem, mas nem por isso menos exigentes para pilotos e máquinas. Nem mesmo o 14º tempo obtido na derradeira passagem pela Cross-Test desalojou o piloto da Beta do primeiro lugar, que fechou a jornada com 6.51 segundos de vantagem face ao finlandês Eero Remes, o segundo na geral e vencedor na classe Enduro 1, tendo Holcombe ganho a Enduro 3, a categoria reservada ás motos de maior cilindrada.

O terceiro classificado no final deste segundo dia foi Nathan Watson, piloto que se estreou este ano no mundial de enduro depois de ter feito carreira nos campeonatos britânicos e mundial de motocross, batendo o igualmente estreante Taylor Robert, o único representante dos Estados-Unidos neste mundial e que por muito pouco não assinou o seu primeiro pódio em EnduroGP. A fechar o lote dos cinco primeiros ficou Phillip Mathews, o vencedor no dia de ontem que hoje não esteve feliz nas segundas passagens pelas especiais Cross e Extreme e perdeu muito tempo para a concorrência que não mais conseguiu recuperar até ao fecho da corrida. Igualmente sem sorte Mathias Bellino falhou totalmente nas primeiras passagens pelas especiais Cross e Extreme, repetindo novamente o mau momento na segunda ronda pela Enduro Test. Bellino ficou em 14º após a quarta especial do dia, recuperando até ao nono posto no encerramento desta segunda prova do campeonato 2016.

Entre os portugueses Luís Correia fechou na 15ª posição, quarto na categoria E3, sendo Luís Oliveira o 32º para ocupar a 14ª posição na classe E1. Diogo Ventura esteve de novo em grande plano para conseguir de novo a segunda posição entre os Juniores, tal como tinha feito ontem, naquele que foi o seu terceiro pódio consecutivo no campeonato.

Classificação EnduroGP
1º Steve Holcombe com 43m58.12s; 2º Eero Remes – TM a 6.51s; 3º Nathan Watson – KTM a
15.17s; 4º Taylor Robert – KTM a 25.17s; 5º Matthew Phillips – Sherco a 33.44s

Hype Communications

sábado, 16 de abril de 2016

Diogo Ventura com fantástico segundo posto em Gouveia



Uma semana depois de ter alcançado o terceiro posto no segundo dia da primeira prova do campeonato do mundo de enduro, Diogo Ventura voltou a brilhar novamente entre as estrelas da especialidade ao conseguir hoje em Gouveia a segunda posição na classe Junior. Terceiro classificado durante todo o dia o piloto de Góis subiu ao segundo posto na derradeira especial para melhorar uma posição face ao que tinha conseguido em Agadir. O primeiro dia junto à Serra da Estrela ficou marcado pela dureza extrema que os pilotos tiveram que enfrentar devido à muitas chuva e ao estado muito degradado que as especiais ficaram logo após as primeiras passagens. Com a organização a efectuar todos os esforços para que a corrida continuasse a decorrer a prova acabou por ter apenas duas voltas ao percurso para um total de seis especiais cronometradas.

“Foi um dia muito duro e com condições climatéricas bastante exigentes. Estive sempre no terceiro posto e no final consegui mesmo subir à segunda posição. Foi um resultado fantástico porque me senti sempre muito bem ao longo de toda a prova, mesmo quando as especiais se tornaram bastante pesadas e onde qualquer erro nos poderia deixar mesmo presos na lama. Foi mesmo muito bom começar desta forma e quero voltar a lutar pelo pódio no dia de amanhã.”

Hype Communications

EWC 2016 - GP de Portugal - Video do 1º dia


Matthew Phillips venceu dia de lama e chuva em Gouveia


Foi debaixo de condições muito exigentes que se realizou hoje o primeiro dia do GP de Portugal válido para o campeonato do mundo de enduro. A muita chuva que continuou a cair ao longo de toda a manhã e inicio da tarde tornou quase impraticável o percurso marcado para receber a caravana do campeonato do mundo e também do nacional da especialidade.

Perante as adversidades a organização decidiu ainda no decorrer da volta de abertura anular a terceira e última volta do dia ao mesmo tempo que a todo o custo tentava manter o percurso e as especiais em condições que permitissem a continuidade da prova, o que foi conseguido depois de muitas alterações e alternativas encontradas em quase todos quilómetros de prova.

As condições eram em alguns locais quase que dantescas mas a técnica e força de vontade permitia aos pilotos ultrapassarem as dificuldades e no final os sete primeiros mostraram o nível competitivo do campeonato ao ficarem separados por menos de 47 segundos após seis especiais realizadas e mais de meia hora em luta directa contra o cronómetro. O primeiro líder da corrida foi Alex Salvini, com o italiano a segurar a posição nas duas primeiras especiais. Mas nas duas seguintes foi Mathias Bellino quem ascendeu ao comando do pelotão, posição que perdeu na quinta especial para Seteve Holcombe. O britânico parecia estar em posição de conseguir a sua primeira vitória no campeonato do mundo, mas na derradeira passagem pela especial Extreme foi mesmo Matthew Phillips quem venceu para garantir a primeira posição final com reduzida margem face a Mathias Bellino e Holcombe, o terceiro no regresso ao parque-fechado no Parque da Senhora dos Verdes. Eero Remes foi o vencedor na Enduro1, Holcombe o melhor em Enduro3 e Phillips o vencedor na Enduro2.

Destaque ainda neste primeiro dia para a segunda posição obtida entre os Juniores para Diogo Ventura, que ganhou assim uma posição no campeonato, com Luís Correia a ser o 21º na EnduroGP e sétimo na E3, sendo Luís Oliveira o 34º na EnduroGP e 15º na Enduro1.

Os pilotos enfrentam amanhã o segundo dia de prova, com hora de arranque agendada para as 10 da manhã, estando ainda por decidir se realizam duas ou três voltas ao percurso.

Classificação EnduroGP
1º Matthew Phillips – Sherco com 33m17.37s; 2º Mathias Bellino – Husqvarna a 3.25s; 3º Steve Holcombe – Beta a 17.08s; 4º Taylor Robert – KTM a 24.42s; 5º Antoine Basset – KTM a 26.00s

Hype Communications

Enduro de Gouveia - Tempos Online


sexta-feira, 15 de abril de 2016

Enduro de Gouveia começa hoje!


Será debaixo de chuva – que continua a cair de forma ininterrupta desde a passada quarta-feira que vai começar a segunda prova do campeonato do mundo de enduro, e terceira do nacional da especialidade, com a realização da Super Especial no centro hípico de Gouveia.

Com as verificações técnicas e administrativas a decorrerem igualmente nesta sexta-feira, a Super Especial será o primeiro momento competitivo da prova onde os pilotos partindo dois a dois para um curto percurso com obstáculos artificiais ao mesmo estilo Super Enduro, irão iniciar em definitivo a ronda portuguesa do campeonato do mundo. Zonas de troncos e pedras serão mais uma vez decisivas no resultado final da Super Especial que verá o primeiro piloto deixar o Parque- Fechado ás 17 horas e 45 minutos, começando a mesma cerca das 18 horas.

Com a chuva a Super Especial irá ser certamente mais exigente para todos os pilotos, com o piso escorregadio a poder ser certamente um adversário de respeito que poderá condicionar a prova
para os mais azarados.

À chegada a Gouveia o líder do campeonato na sua categoria rainha, EnduroGP, é o francês Mathais Bellino que aos comandos da sua Husqvarna venceu o primeiro dia do campeonato. No segundo dia o vencedor foi o australiano Mathew Phillips, a primeira vitória de sempre da francesa Sherco à geral numa prova do campeonato do mundo, e é ele quem segue na segunda posição do campeonato com apenas dois pontos de diferença face a Bellino. O terceiro classificado do campeonato é o britânico Steve Holcombe, uma das boas surpresa da primeira ronda do ano naquele que é o seu ano de estreia entre as estrela do enduro mundial pois em 2015 esteve integrado no pelotão do campeonato júnior.

Com as especiais bastante encharcadas, o mesmo se passando com o percurso, os franceses e os britânicos poderão ter alguma vantagem pelo menos no primeiro dia de prova, pois são os mais habituados a este tipo de condições de terreno.

Classificação EnduroGP
1º Mathias Bellino – Husqvarna com 37 pontos; 2º Matthew Phillips – Sherco com 35; 3º Steve Holcombe – Beta com 26; 4º Johnny Aubert – Beta com 24; 5º Alex Salvini – Beta com 22.

Hype Communications

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Quando e onde ver o GP de Portugal | Gouveia 2016


Dia 15 /04/2016 - Sexta Feira
09h00 ás 18H00
Verificações Administrativas e Técnicas
Local: Parque Senhora dos Verdes – Gouveia
GPS: 40°31'41.19"N - 7°39'34.12"W

Dia 15 /04/2016 - Sexta Feira
18h30 - Especial cronometrada: Super Especial Nocturna
Local: Centro Hípico-Gouveia
Descrição: Prova cronometrada onde os concorrentes partem dois-a-dois.
GPS: 40°30'19.32"N - 7°34'48.82"W

Dia 16 /04/2016 - Sábado (Dia 1) - Dia 17 /04/2016 - Domingo (Dia 2)
09H00 - Partida primeiro concorrente
Especiais: MX; ET e XT
16H30 - Chegada Último concorrente
17h00 - Cerimónia Entrega de Prémios
Local: Parque Senhora dos Verdes
GPS: 40°31'41.19"N - 7°39'34.12"W

ZONA ESPETACULO 1 – Junto ao Parque (entre CH1 e CH2)
GPS: 40°31'26.06"N - 7°39'48.44"W
09H05 / 11h20 / 13H35 - Hora aproximada para o primeiro concorrente
Descrição: Zona de dificuldade técnica com pedra ‘trialeira simples’
Como Chegar: Sair do Paddock junto à partida da Especial Enduro

ZONA ESPETACULO 2 - CATIVELOS (entre CH1 e CH2)
GPS: 40°32'1.17"N - 7°41'53.43"W
09H10 / 11H25 / 13H40 - Hora aproximada para o primeiro concorrente
Descrição: Descida algo acentuada em pedregulhos, travessia de terreno lamacento e de seguida uma subida ligeira com alguma dificuldade técnica.
Como Chegar: Sair do Paddock e na estrada nacional Gouveia-Mangualde virar à esquerda em Cativelos em direcção a Vila Nova de Tazem e depois seguir a placa CEMITÉRIO.
Estacionar o carro e seguir a pé durante 150 metros.

ZONA ESPETACULO 3 - PONTE DAS CANTINAS (entre CH1 e CH2)
GPS: 40°32'15.73"N - 7°41'32.64"W
09H20 / 13H35 / 13H50 - Hora aproximada para o primeiro concorrente
Descrição: Subida ingreme com alguma pedra solta e travessia do rio junto a ponte romana.
Esta é uma Zona histórica com casas em pedra que estão abandonadas; “Ponte das Cantinas”
Como Chegar: Sair do Paddock e na estrada nacional Gouveia-Nelas virar à esquerda. 3km após a povoação de Cativelos estacionar a direita junto a casas velhas. Aí os concorrentes fazem a travessia da estrada.

ZONA ESPETACULO 4 – ARCOZELO (entre CH2 e CH3)
GPS: 40°32'3.76"N - 7°37'22.77"W
10H20 / 12H35 / 14H50 - Hora aproximada para o primeiro concorrente
Como Chegar: Sair do Paddock e na estrada nacional Mangualde-Gouveia virar à direita em direcção a Arcozelo e depois de passar a povoação em sentido de Nespereira, junto a uma curva à esquerda com uma casa abandonada do lado direito, estacionar. Andar 50 metros no percurso dos pilotos.
Descrição: Zona curta mas muito trializante com rochas grandes a dificultarem a progressão dos concorrentes. Dificuldade extrema.

ZONA ESPETACULO 5 - MINA (entre CH2 e CH3)
GPS: 40°31'25.16"N - 7°38'5.42"W
10H10 / 10H45 / 12H25 / 13H00 / 14H40 / 15H20 Hora aproximada para o primeiro concorrente
Como Chegar: Sair do Paddock e na estrada nacional Mangualde-Gouveia virar à direita.
Seguir a indicação de Arcozelo e a cerca de 1 km virar à direita num caminho de terra batida (não aconselhável a veículos ligeiros sem tracção total).
Descrição: Nesta Zona os concorrentes passam duas vezes quase no mesmo local. Subidas e descidas acentuadas com muitos calhaus a atrapalhar e alguma lama a dificultar a condução.
Zonas muito técnicas.


Texto: Hype Communications
Fotos: Organização

As especiais do GP de Portugal | Gouveia 2016


São sempre os locais mais procurados pelo público para acompanhar a evolução dos pilotos. Se os mais ‘puristas’ optam por acompanhar os pilotos nas zonas mais técnicas do percurso, outros preferem a velocidade e técnica de condução das estrelas do campeonato como ponto de eleição para seguir a prova.

SUPER TEST (ST)
No Centro hípico, partindo os pilotos em grupos de 2 para percorrer uma especial com cerca de 2 minutos de duração. Localizada numa zona de ampla visibilidade e com obstáculos artificiais será o primeiro grande momento desportivo desta segunda prova do Mundial de Enduro, uma especial onde nada se ganha mas onde tudo pode ser perdido.

Cross Test (CT)
No Parque Senhora dos Verdes em terreno bem pedregoso e com alguns relevos. Deverá ter uma duração de cerca de 10 minutos.

Enduro Test (ET)
No Parque Senhora dos Verdes em terreno pedregoso e com pouco declive. Deverá ter uma duração de cerca de 12 minutos.

Extreme Test (EX)
No Parque Senhora dos Verdes, toda ela natural e com grandes afloramentos rochosos. Alternativas abertas serão criadas para todas as classes, sendo que deverá ter uma duração de 3 a 4 minutos.

Excepção feita à Super Test todas as especiais são muito próximas umas das outras e bastante fáceis de acompanhar, distando no máximo 1.000 metros umas das outras.

Texto: Hype Communications
Foto: Organização

Gouveia preparada para receber Mundial de Enduro


A grande festa do Mundial de Enduro está de volta a Gouveia. Com a Serra da Estrela em pano de fundo, a cidade recebe este fim-de-semana aquela que será a segunda prova do campeonato do mundo de 2016 e aos mesmo tempo a terceira ronda do nacional da especialidade, sendo para este campeonato a primeira prova do ano com dois dias de duração.

Vindos directamente de Agadir em Marrocos onde deram início ao calendário deste novo ano, os pilotos do mundial têm pelo segundo ano consecutivo o Parque da Senhoras dos Verdes à sua espera e um percurso renovado em 40% da sua totalidade face ao que foi utilizado em 2015, quando pela primeira vez o campeonato do mundo esteve em Gouveia, para realizar aquela que foi considerada como a melhor prova da temporada.

Neste ano de 2016 toda a acção da prova volta a estar concentrada no Parque da Senhora dos Verdes, onde estarão não apenas o ‘paddock’ e o parque-fechado, mas ao redor estarão novamente desenhadas as especiais (Enduro-Test; Cross-Test e Extreme Test) numa combinação perfeita para o acompanhamento total por parte do público, pois mesmo a pé facilmente todos se poderão deslocar entre as especiais para acompanhar ao vivo o desenrolar da competição.

Fora do parque, os pilotos irão enfrentar cerca de meia centena de quilómetros, que mais uma vez poderão ser acompanhados pelo público em cinco pontos definidos pela organização como Zonas Espectáculo e por onde a caravana passará por três vezes em cada dia de prova. Zonas de trialeiras ou passagem de água serão, com toda a certeza, mais uma vez bastante marcadas pela presença do muito público esperado no sopé da Serra da Estrela.

A acção começa logo ao final da tarde de Sexta-Feira, com a realização da Super-Especial desenhada no Centro Hípico de Gouveia e durante os dias de Sábado e Domingo a prova terá sempre o seu início ás 9 horas da manhã, com a cerimónia de entrega de prémios a ser realizada ás 17 horas. Um grande fim-de-semana de enduro em perspectiva com os melhores pilotos do mundo a terem desta feita a companhia de uma mão cheia de pilotos portugueses mundialistas: Luís Oliveira na classe Enduro1; Luís Correia na Enduro3; Diogo Ventura na Juniores e os jovens Tomás Clemente e André Martins na Youth Cup.

Hype Communications