quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Dia difícil para Pedro Bianchi Prata


Pedro Bianchi Prata cumpriu hoje a terceira etapa do Dakar 2017  que levou os concorrentes de San Miguel de Tucuman e San Salvador de Jujuy.  Uma etapa que teve um total de 780 quilómetros com um troço cronometrado de 364 km, repartido por duas especiais, a segunda das quais disputada acima de 3400 metros de altitude.

Aos comandos de uma Honda CRF 450 Rally que tem assistência da Honda Sul América MEC Team o piloto começou mal o dia ao cair num buraco quando procurava o primeiro WayPoint da especial cronometrada.

“Foi muito complicado. Demorei mais de meia hora a sair do buraco. Fui quase está a exaustão. Quase que desmaiei. Quando parti já estava atrás de muitas motos e quads e foi muito difícil não continuar a perder tempo. Para além disso ainda se rebentou o tubo do camel bag que me deixou sem água até ao final da especial. Na neutralização entre as duas especiais consegui recuperar fisicamente mas tivemos uma ligação de arrepiar a 5000 metros de altitude com chuva, neve e lama. Na segunda especial já consegui andar melhor e recuperar algumas posições” salientou o piloto à chegada a San Salvador de Jujuy.

A quarta etapa do Rally Dakar, que amanhã se disputa, vai ter um total de 521 quilómetros entre San Salvador de Jujuy e Tupiza.  O troço cronometrado de 416 km, será todo ele disputado a uma altitude media de 3500 metros.

A2 Comunicação

Sem comentários: