segunda-feira, 8 de maio de 2017

Góis Moto Clube em festa na Lousã


Após cerca de um mês de interregno, o Nacional  de Enduro regressou este fim-de-semana com a quarta jornada pontuável a decorrer na bonita vila da Lousã. Com mais de duas centenas de participantes, esta jornada beirã ficaria marcada pelo regresso do centro nevrálgico ao aeródromo local, bem como a mesma localização de duas das três especiais que compunham esta prova. Fruto da proximidade com a vila de Góis, a formação offroad do Moto Clube fez alinhar nesta jornada cinco pilotos: Diogo Ventura (Elite), Ricardo Carvalho (V1), Pedro Duarte (V2) e ainda Nuno Bandeira e Ricardo Rodrigues (Hobby).

Diogo Ventura apresentava-se invicto nesta jornada e uma vez mais demonstrou um grande nível. Apesar de boa réplica por parte dos mais diretos adversários, o piloto Alves Bandeira garantiu a quarta vitória consecutiva no campeonato. No final, o líder das classes E2 e Absoluto comentou: “Mais uma vitória para o Góis Moto Clube. Consegui entrar da melhor forma e garantir uma vantagem que fui gerindo ao longo da corrida. Tentei não cometer erros na extreme que era bastante técnica e fruto de todo o trabalho garanti a quarta vitória. Agradeço ao Góis Moto Clube, a todos os patrocinadores e a todos aqueles que estiveram na Lousã a apoiarem-me”.

Já Pedro Duarte ainda não conseguiu encontrar as melhores afinações para a nova mota, sentindo algumas dificuldades nesta jornada bastante exigente. Apesar de tudo, o piloto Crédito Agrícola garantiu a 7ª posição no Troféu Sherco, sendo ainda 12º entre os pilotos Verdes2. 

Ricardo Carvalho, que este ano apostou no CNTT, alinhou na classe Verdes1, no entanto foi forçado ao abandono devido a avaria mecânica. “Corrida exigente com muito calor a ajudar ao desgaste. Alinhei nesta jornada para estar junto com os meus colegas de equipa, pois a prioridade é mesmo o Todo-o-Terreno. Aproveito para dar os parabéns aos amigos do Montanha Clube pela excelente jornada que nos proporcionaram.”

Nuno Bandeira e Ricardo Rodrigues a alinharem na classe dedicada aos pilotos não-federados, também foram vítimas de avarias mecânicas, não concluindo a jornada lousanense. No final, Nuno Bandeira comentou: “Depois de muito tempo ausente, fiz este fim-de-semana o meu regresso à competição, mas infelizmente esta avaria não me deixou terminar. Uma organização excelente e parabéns para o Diogo por mais uma grande vitória”

O Nacional de Enduro prossegue agora a 4 de Junho na Régua, com a quinta jornada pontuável a cargo do Natureza Extreme. 

Texto: Evo-press
Fotos: Gonçalo Santa Cruz

Sem comentários: