sábado, 21 de outubro de 2017

Momentos decisivos para o Mundial de Enduro - Voltam as 3 classes principais em 2018?

Os próximos dias serão decisivos para o futuro do Mundial de Enduro.

Depois de a KTM e HUSQVARNA terem ameaçado abandonar o EnduroGP (deixando de ter, pelo menos, uma estrutura oficial a tempo inteiro), devido à quebra de espectadores e de visibilidade do campeonato com o actual formato, o promotor está finalmente a equacionar voltar ao formato de 2016, ou seja, com as 3 classes principais E1, E2 e E3, bem como a "classificação geral", a classe EnduroGP.

Esta alteração poderá ser decisiva para que a KTM não anuncie a sua retirada, estando previsto um comunicado oficial da marca na próxima semana. Vamos ver se a mudança de posição por parte do promotor não vem demasiado tarde...

Recorde-se que já no decorrer da temporada, o campeão de EnduroGP 2016, Matthew Phillips, anunciou o abandono do mundial em 2018, pelo facto de, entre outros motivos, estar descontente com o actual formato.

A retirada de marcas como a KTM e HUSQVARNA, teria um grande impacto no mundial, diminuindo ainda mais o número de pilotos, bem como o mediatismo e competitividade do campeonato principal da modalidade de que tanto gostámos.

Foto: One Shot Foto

Sem comentários: