Últimas notícias

Troféu YAMAHA fechou ano em dia quente

Foi debaixo de intenso calor que terminou a época 2010 do Troféu YAMAHA. A localidade de Ladoeiro junto a Idanha-a-Nova acolheu a última prova, onde foram definidos os campeões de todas as categorias, com muita emoção e duelos num novo formato de corrida, agora ao melhor estilo Endurance.

À chegada à pista desenhada junto ao Hotel Idanhacaça algumas categorias estavam ainda por decidir e seríam essas as principais animadoras do derradeiro dia do Troféu YAMAHA 2010. Com o calor a receber de forma intensa toda a caravana, também o pó marcou esta derradeira jornada, apesar de todos os esforços por parte da organização em manter a pista o mais regada possível.
Para fechar a época a prova foi realizada ao melhor estilo resistência, com partidas tipo Le Mans para as categorias das suas rodas e para as principais classes dos moto 4. Com 60 minutos de duração para cada prova, num traçado mais extenso, não faltaram motivos de animação ao longo de uma tarde bastante quente, onde as classes reservadas aos mais novos e ás máquinas de menor cilindrada enfrentaram esquemas de corrida distintos, com as suas provas mais curtas e numa pista com menos perímetro.
Ao longo das quatro provas realizadas em 2010 neste Troféu YAMAHA foram mais de uma centena os pilotos que competiram lado a lado nas mais diversas classes, envolvendo motos e moto 4 nas suas mais diversas formas e cilindradas, desde as motos e moto 4 de menor cilindrada para os pilotos mais novos até ao mais robustos e potentes modelos utilitários que também aqui encontraram espaço para competir ao longo de quatro jornadas totalmente distintas entre si e que ajudaram a mostrar a polivalência dos modelos das marcas, dos seus pilotos e também dos seus clients, já que este Troféu YAMAHA se destina especialmente aos clientes da marca.
Por isso o leque de idades foi igualmente grande, desde os Infantis aos Veteranos, numa verdadeira demonstração da dimensão da família YAMAHA, que continua crescer e promete regressar em 2011 com muitas novidades não só ao nível das provas como na distribuição geográfica das mesmas.

MOTO

Cinco pontos separavam os dois primeiros nas 450 e entre os dois primeiros das 250 eram apenas seis os pontos que os separavam.
Após os treinos quem garantiu a ‘pole’ nos Oficiais foi Paulo Cardoso, que discutia aqui a vitória final com Luís Ferreira, relegando ambos Frederico Fino para o terceiro lugar na linha de partida.
João Silva mostrou o seu domínio entre as 450cc, com Telmo Marques a surgir no topo das 250 e Manuel Tomé nos Veteranos, com estes dois últimos a quererem de imediato mostrar as suas intenções no que diz respeito à vitória final no Troféu.
Após o arranque, ao melhor estilo Le Mans com os pilotos a correrem para a suas motos, foi João Silva quem assumiu vantagem, mesmo perante os Oficiais. O piloto da equipa Terra Dura segurou a liderança até à terceira passagem pela linha de meta, quando era já Luís Ferreira na frente, posição essa que não mais largou até ao final da prova, sempre na frente de Telmo Marques, o segundo classificado final e primeiro entre as 250cc. Frederico Fino foi o terceiro classificado final e segundo entre os Oficiais, ajudando assim Luís Ferreira a vencer a classificação final da classe, já que Paulo Cardoso falhou por completo o arranque e depois de ser apenas 11º na primeira volta não conseguiu recuperar o suficiente para vencer o Troféu, pois tinha que ser pelo menos segundo classificado, o que acabou por não acontecer.
Luís Ferreira venceu assim o Troféu entre os Oficiais, na frente de Paulo Cardoso.
Entre as 250 Telmo Marques repetiu a vitória conquistada no Couço, batendo Pedro Garcia e Luís Cação. Desta forma conquistou o primeiro posto final, ele que foi o único piloto na classe a conseguiu repetir vitórias.
Mais simples a tarefa de João Silva para vencer entre as 450, o único piloto a vencer todas as provas na duas rodas, que mostrou a sua autoridade ao deixar o segundo classificado, Luís Agostinho, a uma volta de distância. Sérgio Simões foi o terceiro na frente de João Paiva e Rui Abreu.
Entre os Veteranos foi Manuel Tomé a vencer, tendo o primeiro líder sido Eduardo Guerreiro. Mas Tomé cedo tomou conta das operações e deixou Guerreiro no segundo posto na frente de Paulo Martins e Jorge Cardoso.
Entre os mais pequenos foi Guilherme Cardoso quem garantiu mais uma vitória, a quarta do ano, desta feita sempre a oposição por parte de André Sérgio, o que deixou ainda mais à vontade o pequeno piloto ribatejano. Fazendo uma corrida a solo Cardoso fechou o ano com a quarta vitória neste Troféu, batendo Miguel Nunes e Bruno Valentim, que com ele estiveram no pódio final, sendo Guilherme Santos o quarto classificado final.
Luís Ferreira, João Silva, Manuel Tomé, Telmo Marques e Guilherme Cardoso são assim os vencedores 2010 no Troféu YAMAHA após quatro animadas provas todas elas diferentes entre si mas sempre marcadas por muita competição, leal mas aguerrida aos comandos de máquinas do mesmo construtor.


Hype Communications

Sem comentários