Últimas notícias

Husqvarna volta a dominar no TT

A segunda prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno prosseguiu o fim-de-semana passado em Ferraria, no concelho de Gavião. Uma prova caracterizada por um percurso duro de 75km, com alguma pedra e bastante pó, que contou com a prestação dos pilotos Husqvarna Paulo Gonçalves, Victor Oliveira e Rui Costa na classe TT3, Pedro Bianchi Prata e Luís Teixeira na Classe TT2, Luís Ferreira e Jorge Oliveira na Classe TT1 e Joel Vaz na Classe de Promoção.

O prólogo ditou mais uma vez a partida no domingo. Paulo Gonçalves foi o primeiro piloto da marca a sair. Aos comandos da sua Husqvarna TE511 abriu o espectáculo prendendo a atenção de todos os amantes da marca e da modalidade. Seguindo-se o colega de equipa Luís Ferreira em 5° lugar, Victor Oliveira em 12° lugar, Pedro Bianchi Prata em 18° lugar, Jorge Oliveira em 21°, Rui Costa em 27° lugar e em 32° lugar Joel Vaz.

O percurso exigente não facilitou o desempenho de nenhum dos pilotos presentes, a dificuldade em ultrapassar era muita, no entanto, a Husqvarna superou todas as expectativas com o Team Bianchi Prata BP/Ultimate vencendo as classes TT1,TT3 e Promoção.
Paulo Gonçalves fechou esta etapa vencendo a classe TT3. "Foi uma prova perfeita. Os objectivos propostos foram largamente alcançados. Venci a classe e assumi o comando, ficando no 3° da geral. Foi a primeira vitória do ano na Husqvarna TE511 e vamos continuar com todo o trabalho para continuar a vencer. - comentou o piloto de Esposende sobre o XXIV Raid TT de Ferraria.".

Na mesma classe e com uma boa prestação Victor Oliveira e Rui Costa ocuparam as posições do 5 ° e do 6° Lugar. O piloto de Caminha, Victor Oliveira reafirmou no final da prova a vontade de trabalhar mais e vencer: " A prova correu muito bem, o objectivo foi cumprido. A equipa esteve bem e a moto excelente. Vamos treinar ainda mais para que na próxima prova os resultados sejam ainda mais positivos."
O veterano Rui Costa comentou: "foi uma prova dentro do esquema habitual, com muito pó, e um terreno muito seco. Não correu muito bem, fui constantemente a arriscar, mas não deu, para melhorar, porque o pó não me permitia ultrapassar. Neste momento, vou lutar pelas classificações do Europeu de Bajas, visto que como não fiz uma das corridas deste campeonato dificilmente vou ascender aos primeiros lugares dos Veteranos."


Para quem achava que as vitórias ficavam por ali, enganou-se! O piloto Luís Ferreira terminou vencendo também, mas desta vez a classe TT1 com a sua Husqvarna TE250. O piloto Gasolife declarou relativamente à prova efectuada: "A prova correu bem! Não apanhei pó, no entanto, lutei bastante com o piloto do quarto lugar. Venci a minha classe com uma grande margem e consegui também subir um lugar na geral. Reforcei a minha classificação e vou continuar a tentar fazê-lo".

Quatro lugares abaixo posicionou-se o conhecido Jorge Oliveira – Galinha. "O prólogo correu mais ou menos, foi muito rápido. Fiquei em 8° dos veteranos e em 21° à classe. O que me deixou tranquilo para a prova. No domingo ficamos tristes devido a arrancarmos à tarde e de 30s em 30s. O pó não permitiu melhorar os resultados. O risco era grande, no entanto, ataquei sempre para melhorar os resultados. Ao ultrapassar um adversário numa ponte caí para cima do mesmo, o que fez com que perdesse todo o tempo recuperado. No entanto não desisti, voltei ao ataque, terminando em 3° lugar do Troféu de Veteranos e em 5° lugar da Classe. Acho que foi um bom resultado tendo em conta que a corrida não me correu muito bem. Agradeço aos meus patrocinadores."

Joel da Silva Vaz, foi mais um piloto a elevar a marca ao pódio, conquistando o terceiro lugar da classe Promoção. Mais um jovem piloto Husqvarna que promete brilhar aos comandos da sua TE250 nas próximas provas.
Na Classe TT2 os resultados foram fortemente disputados, todavia os resultados não foram os mais desejados. Luís Teixeira não atingiu os objectivos delineados como os seus colegas de equipa. Insatisfeito, o piloto disse: "Correu mal, péssimo mesmo. O prólogo não correu muito bem e no domingo arranquei um pouco atrasado. O terreno estava muito seco e o pó era bastante, o que tornava as ultrapassagens praticamente impossíveis. Tive um problema na moto mas foi resolvido e consegui chegar até ao final. Espero que na próxima, tudo me corra melhor."

Na mesma Classe o manager da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate, Pedro Bianchi Prata, classificou-se em 8° Lugar. " Estou muito contente! Termos conseguido vencer em duas classes, é óptimo. O Luís Teixeira teve um problema com a sua moto, ainda não descobrimos qual foi a origem mas em princípio deve ter sido água de um ribeiro a causar o problema. Mas são coisas que acontecem neste tipo de competições. Eu, parei para ajudar o Luís Teixeira, perdi algum tempo e fui ultrapassado por seis pilotos. Tive de ir até ao final com muito pó. Mas o importante é o resultado da equipa!".

Parabéns aos pilotos Husqvarna por todos os resultados e por mais uma vez elevarem a marca no pódio.


Husqvarna

Sem comentários