quarta-feira, 2 de outubro de 2013

ISDE 2013 - 3º dia - Portugal mantém posição


Este terceiro dia trouxe um novo percurso com 226 Km de extensão, com a selecção portuguesa a manter uma toada regular ao longo da etapa. 

Luís Oliveira foi o melhor lusitano em termos individuais, obtendo o 8.º lugar da jornada na categoria Júnior e também na classe E1, enquanto no acumulado da prova fecha o “top 10” da E1. “Senti-me bem e encontrei um bom ritmo. O nosso objectivo passa por manter a regularidade e não cair,” afirmou o piloto de Belas. 

Já Diogo Ventura perdeu algum tempo por ter caído numa “especial”, e ainda teve de reparar o selector de velocidades. Apesar disso, foi 13.º na categoria Júnior, sendo agora o 16.º classificado na classe E2. “Continuo bastante confiante, apesar de um azar na quarta “especial”. Mas amanhã é outro dia, com especiais novas e vou voltar à luta”. 

José Manuel Borges continua a evoluir satisfatoriamente nesta sua estreia nos ISDE. Desta vez alcançou o 38.º lugar do dia entre os Juniores, admitindo que sentiu “alguns problemas, mas penso que tenha sido um dia regular. A luta continua, e amanhã com novas especiais ao estilo de motocross, talvez possamos subir na classificação.” 

Quase recuperado da lesão num pulso, o outro estreante nesta prova, Jorge Leite, voltou à carga, apesar da dificuldade – partilhada com Borges – em progredir no terreno, devido à necessidade de ultrapassar pilotos mais lentos. “Hoje as coisas melhoraram bastante e já consegui encontrar ritmo. Tive apenas alguma dificuldade em dobrar pilotos devido ao muito pó”, declarou Leite, 40.º da etapa nas hostes Juniores. 

Em termos de classe E1, Leite e Borges ocupam agora os 34.º e 38.º lugares, respectivamente. 

Amanhã, os concorrentes a esta 88.ª edição dos ISDE enfrentam um novo percurso com 219 Km, que irá também ser utilizado no quinto dia de prova - duas etapas essenciais para o esclarecimento das classificações, colectivas e individuais. Tal como acontece desde o início da prova, a França lidera os Troféus Mundial e Júnior, no primeiro caso com apreciável vantagem sobre os imediatos perseguidores, Estado Unidos e Austrália. 

Troféu Júnior – Classificação: 1.º França, 7h46m48,50s; 2.º Itália, a 1.53,54; 3.º Grã-Bretanha, a 4.40,70; 4.º Estados Unidos, a 8.58,05; 5.º Suécia, a 12.05,45; 6.º Austrália, a 12.38,06; 7.º Portugal, a 17.17,50; 8.º Chile, a 18.57,98; etc. 

Texto e fotos: FMP

Sem comentários: