Últimas notícias

Ajustes na classificação colocam lusos em 11º


Com a organização dos ISDE a retirar a penalização aos oito pilotos que tinham falhado um controle horário no terceiro dia a classificação global da prova sofreu uma importante reviravolta que afectou naturalmente a equipa portuguesa.

Uma decisão que é ainda provisória e pode sofrer alterações antes do arranque do último dia de competição.

No derradeiro dia de percurso convencional dos International Six Days em Kosice na Eslováquia os pilotos cumpriram novamente o traçado e as especiais do dia anterior, com a equipa lusa a descer para fora dos dez primeiros com uma diferença de três minutos para um lugar entre os dez primeiros.

A entrada dos oito pilotos anteriormente penalizados reflectiu-se igualmente nas classificações individuais, mas globalmente a readmissão dos pilotos em causa – que se mantiveram em prova até ser tomada uma decisão em relação ao protesto que as equipas apresentaram depois de desclassificação no terceiro dia – colocou mesmo a formação francesa na liderança da prova, com os espanhóis a ser os terceiros atrás da Austrália. Os britânicos viram igualmente a prestação da sua equipa ser reajustada e estão no quinto posto, com Portugal a descer assim ao 11º posto com esta alteração.

Individualmente Joaquim Rodrigues está agora na 18ª posição da classe Enduro 1, com Gonçalo Reis a ocupar idêntica posição na classe Enduro 2. João Lourenço é o 53º na mesma categoria, com Diogo Ventura a ser o 55º. Na Enduro 3 Portugal continua a ter Luís Correia em elevado nível, mas hoje desceu à quarta posição depois de algum tempo perdido logo ao início do dia.

Entre os clubes a equipa IS3 está na 85ª posição, contando apenas com a representação de Fernando Sousa Jr. o 43º na sua classe (C2) depois do abandono de Fernando Sousa (pai) no dia de ontem.

Amanhã realiza-se a derradeira jornada destes ISDE 2015, agora em formato motocross e onde os pilotos portugueses podem ter uma palavra a dizer na discussão das vitórias nas mangas. Recorde-se que Joaquim Rodrigues, Diogo Ventura e Luís Correia fizeram com sucesso carreira na especialidade e o resultado dos cinco lusos ainda em competição pode ainda permitir a recuperação até ao décimo posto da classificação global.
 
 
Classificação Selecções (após 5 dias de prova)

1º França com 19h59m35.34s; 2º Austrália a 2m04.02; 3º Espanha a 11m29.57s; 4º Itália a 13m31.02s; 5º Grã-Bretanha a 20m41.40s; 6º Finlândia a 38m29.97s; 7º Alemanha a 50m37.52s; 8º Républica Checa a 53m13.10s; 9º Suécia a 1h10m46.70s; 10º Eslováquia a 1h17m31.21s; 11º Portugal a 1h20m15.02s
 
Classificação Individual Portugueses (após 4 dias de prova)

Enduro 1
18º Joaquim Rodrigues – KTM

Enduro 2
18º  Gonçalo Reis – KTM; 53º João Lourenço – Kawasaki; 55º Diogo Ventura – Gas Gas

Enduro 3
4º Luís Correia – Beta

Team IS3
C2 (Clubes)

45º Fernando Sousa Jr – KTM

FMP

Sem comentários