sábado, 8 de setembro de 2018

CNTT 2018 | Idanha-a-Nova - Bulher vence. Maio a 2 pontos do título


Depois de pouco mais de 115 quilómetros terem sido realizados no dia de ontem o segundo dia da Baja TT Idanha-a-Nova destinou 234,75 km (SS2) cronometrados aos pilotos, com passagem pelas regiões de Loreto, Penamacor, Zebreira, Rosmaninhal, Toulica e Monfortinho.

Sebastian Bühler veio mostrar que o facto de não estar a discutir o título não era desmotivador, numa prova que marcou o seu regresso ao campeonato nacional após ausência devido a lesão. O piloto da Yamaha WR 450 F tinha sido o mais rápido no Prólogo e SS1 disputados ontem, sexta-feira. Este Sábado manteve a toada competitiva e nunca baixou o ritmo. Andamento que lhe permitiu vencer o SS2 e confirmar a vitória, na geral e classe TT2, num evento em que liderou de princípio ao fim. O piloto da Yamaha concluiu a Baja TT Idanha-a-Nova com uma vantagem de 10m17s sobre António Maio, em Yamaha WR, que adoptou uma ritmo de gestão, a pensar nas contas do campeonato, que lidera: “Faltam-me dois pontos para ser campeão”. Mário Patrão, em KTM 500 EXC fechou o pódio, a 11m43s do vencedor, triunfando na classe TT3. Quarto classificado, Martim Ventura, em Yamaha WR, foi o melhor entre os concorrentes da classe TT1 .

“A prova correu bem, sem percalços. A moto esteve perfeita, o tempo também ajudou porque caiu chuva durante a noite por isso o terreno ficou mais mole e o pneu aguentou. Também me senti bem fisicamente, estava pronto para outra”, brincou Bühler.

A Baja TT Idanha-a-Nova voltou assim a ser um palco de excelência para os pilotos, com a Escuderia Castelo Branco a colocar novamente de pé um evento muito acarinhado por público e participantes, com a Beira Baixa como pano de fundo.

FMP

Sem comentários: