quarta-feira, 30 de março de 2011

Arranca o Mundial de Enduro 2011!!

É já no próximo fim-de-semana que tem inicio a temporada de 2011 do Enduro World Championship.
Espanha recebe a primeira prova na localidade de Ponts, e a 8, 9 e 10 deste mês é a vez de Portugal receber a caravana em Vale de Cambra.
Mais um grande campeonato que se avizinha, com muitas lutas e espectáculo nas especiais por essa Europa fora.

Fazemos agora um apanhado dos candidatos ao título e principais participantes nas diversas classes.

Classe E1
A Finlândia apresenta este ano 3 pilotos capazes de lutar pelo título na classe E1. Grande rival de Meo no ano transacto, Eero Remes, parte como um dos favoritos. Se evoluir nas Extreme Test´s, a sua maior dificuldade, o finlandês poderá devolver o título à KTM, que foge à marca austríaca nesta classe desde 2007 (Juha Salminen).

Mas a Husqvarna não vai querer entregar o título de 2010 e para o defender conta com os dois compatriotas de Remes, que podem fazer a diferença em 2011. Matti Seistola e Juha Salminen.

Matti terminou a 2ª prova do campeonato italiano 2011 em 2º na geral, atrás de Johnny Aubert, mostrando que está em grande forma.Já Salminen dispensa apresentações. 7 títulos mundiais e a motivação necessária após a mudança de mota no final de 2010, podem levar o finlandês a destacar-se de Eriksson e Tiainen e tornar-se o piloto com mais títulos na história do enduro.

A França é a nação que pode evitar que o título siga para o país nórdico. Nicolas Deparrois continua na Kawasaki e apresenta a sua consistência como maior triunfo.
Julien Gauthier conta com o total apoio da TM para conquistar pódios e baralhar as contas.
Rodrig Thain na HM Honda, conta com a sua experiência e rapidez para desempenhar um papel importante na história da E1 em 2011.
A Sherco continua a evoluir e tem Fabien Planet como o seu piloto número um para levar a marca mais longe.
No meio de Finlandeses e Franceses, surge o italiano Thomas Oldrati. O campeão júnior em 2008 está cada vez mais rápido e talento não lhe falta para ser o futuro campeão na E1.
Lorenzo Santolino, Marc Bourgeois e o nosso Paulo Felícia são três jovens pilotos que têm pela frente mais um ano para evoluírem e aproximarem-se dos melhores da classe.

Classe E2

Tradicionalmente considerada a classe principal do EWC, a classe E2 tem no entanto menos "galos para o mesmo poleiro" do que é habitual. As saídas de Ahola, Salminen, Oldrati, Thain, Ljungreen e mesmo Tarkkala fazem-se sentir, mas ainda assim a classe não será menos interessante de se seguir, pois Johnny Aubert e Antoine Meo resolveram competir juntos novamente e irão certamente reeditar a grande luta que tiveram no ano transacto na classe E1.

Ivan Cervantes é a terceira grande estrela desta classe. Agora aos comandos da Gas Gas, "El Torito" está cada vez mais rápido e tentará dar luta aos dois franceses.
O campeão de MX3, Pierre Renet, agora oficial Husaberg, será também um piloto interessante de se seguir e vai lutar certamente pelos lugares do pódio.
O mesmo se poderá dizer de Cristobal Guerrero. O piloto espanhol passou para a KTM e já venceu a primeira prova do campeonato espanhol de enduro à frente de grandes estrelas…mas Meo e Aubert estão no campeonato italiano. Será que o espanhol tem ritmo para eles?
Simone Albergoni é outro piloto cuja rapidez é suficiente para vencer provas. Porém tem-lhe faltado aquele extra que faz os campeões. Será diferente em 2011?
Numa segunda linha temos outros excelentes pilotos que estarão regularmente no top10. São eles o nosso Gonçalo Reis, agora piloto oficial Honda HM Zanardo, Mike Hartmann, Hans Vogels, Jordan Curvalle, François Goblet, Aaron Bernardez e Andrea Fossati.

Classe E3
Knight Vs Ahola, este poderá ser o duelo do ano. Mika Ahola está invicto à quatro temporadas e tombou os grandes Cervantes, Aubert, Salminen e Antoine Meo até chegar à classe cujo título falta no seu palmarés.

Mas o Finlandês terá pela frente um gigante e é ele David Knight. O piloto da Ilha de Man é um mestre a conduzir a sua potente 530 e não será fácil de derrubar…

Porém, há mais dois pilotos que poderão intrometer-se nesta luta de titãs e eles são Christophe Nambotin e Sébastien Guillaume. Com algum azar nos últimos tempos, os dois franceses vão tentar tudo por tudo para conquistar vitórias durante o ano.
Depois temos a Husaberg, com Oriol Mena e Joakim Ljungreen, dois excelentes pilotos que estão perto de atingir aquele nível que os tornará candidatos ao título em qualquer classe em que estejam presentes.
Mais pilotos animarão esta classe, pois talento é algo que não falta no EWC. São eles Marcus Kehr, Alessandro Botturi, Alex Salvini, Fábio Mossini, Maurizio Micheluz com a sua Fantic 300, bem como os espanhóis Viladoms e Figueras.

O actual Bi-Campeão de Enduro Indoor, Tadeuz Blazusiak também estará presente nas três primeiras provas, na classe E3.

De referir ainda a presença do português Luís Oliveira na classe Youth Cup (ver notícia). O piloto irá disputar a sua primeira temporada no mundial e este ano será de aprendizagem e de evolução, mas Oliveirinha não deixará de provocar uns amargos de boca aos seus adversários quando tiver oportunidade.
Motivos mais do que válidos para irmos todos a Vale de Cambra, organizada pelo incansável pessoal do Sport Clube de Cambra, assistir ao espectáculo do mundial!

Pilotos CRN/Yamaha /Motofundador a caminho de Ponts


Os pilotos do team CRN YAMAHA MOTOFUNDADOR ja estão a caminho de Barcelona onde vão estar presentes na 1ª prova do Campeonato Mundial de Enduro. “É o inicio da etapa mais importante do grande projecto que metemos em prática esta época , vamos efectuar todo o campeonato do mundo com os objectivos bem definidos, toda a equipa e patrocinadores estão bastantes contentes com os resultados obtidos a nivel nacional , agora a nivel mundial acreditamos que podemos demonstrar a qualidade do enduro português . Temos 2 jovens pilotos que pretendemos que façam a sua evolução pois temos a noção que são dos melhores a nivel nacional." disse Pedro Nuno - Team Manager.


"Vou para este mundial bastante motivado pois no nosso campeonato as coisas estão a correr bem , todo o trabalho que tenho feito tem tido os seus resultados ,agora está na hora de lutar com os melhores do mundo .O objectivo principal é evoluir , mas em termos classificativos gostava de conseguir entrar no top 8 da classe E1 em todas as provas." disse Paulo Felicia.

Já Luis Oliveira o “rookie” da equipa confessou-nos: "A expectativa é muito grande , tenho trabalhado diariamente para este campeonato e sinto me capaz de evoluir o andamento competindo com os “prós” do enduro mundial. O meu principal objectivo é aprender e ganhar ritmo competitivo a este nivel depois em termos classificativos vou tentar provocar uns amargos de boca aos meus adversarios na classe YOUTH CUP Eles não me conhecem e eu não os conheço a eles por isso estamos todos em pé de igualdade neste momento. Quero aproveitar para agradecer a confiança depositada pelo meu team que me deu esta oportunidade e também desejar ao meu colega Paulo Felicia e ao Gonçalo Reis toda a sorte do Mundo para esta “guerra” onde vamos estar presentes."

sexta-feira, 25 de março de 2011

Team KTM / Município de Coruche - Novo desafio


(Clique na imagem para ampliar)

Não vai haver campeonato de Cross-Country em 2011

Em Setembro seis clubes tinham apresentado candidatura para organizar provas do referido Campeonato, mas recentemente apenas três deles se fizeram representar na dita reunião, número insuficiente para levar a efeito a competição. Entretanto, ficou marcada nova reunião para Outubro, com vista a dicutir regras e formato desse Campeonato para 2012. Independentemente disso, ficou em aberto a possibilidade de ser organizada, no final da presente época, uma prova mista para quads e motos, de 4 horas, existindo dois clubes interessados.

FMP

BSEC 2011 - Video - 3ª e 4ª prova



quarta-feira, 23 de março de 2011

RHC Motos na abertura do Nacional de Todo-o-terreno

O Campeonato Nacional de TT teve inicio no passado fim-de-semana em Tavira (Algarve). Esta prova, com a denominação de “Baja Carmim” esteve a cargo do Clube Automóvel do Algarve que em muito tem contribuído para o bom desenvolvimento da modalidade.

O evento, num formato de dois dias – verificações e prologo no sábado e a derradeira etapa no domingo, marcada pelo muito pó ao longo de cerca de 230 Km’s.

Em representação da RHC Motos tivemos Nelson “DJ” Vassalo e o “dakariano” João Rosa. O piloto natural de Viana do Castelo, ainda a recuperar da lesão sofrida na última edição do Dakar conseguiu um brilhante 2º lugar da classe e a 15ª posição da classificação geral. Um pequeno erro da assistência foi crucial para perder o 1º lugar: “ Tinha possibilidades de ter vencido a classe mas como o piloto que venceu saiu 3 minutos atrás de mim e não me passou, a assistência não me informou dos tempos, tendo eu rolado tranquilamente e no final vi que perdi cerca de 2min e tal para esse piloto. Ainda há muito campeonato pela frente, e na próxima prova irei atacar forte. Aproveito desde já para agradecer à RHC e à Kawasaki por esta oportunidade bem como a todos os meus patrocinadores particulares”.

Já Nelson Vassalo depois de estar afastado das Bajas acerca de dois anos fez aqui o seu regresso com uma Kawasaki KX490F. Uma mota de grande cilindrada e com a qual Nelson sentiu algumas dificuldades – bem mais habituado às 250cc 4t com que habitualmente competia. “Foi bastante complicado pois o percurso era muito enrolado e sentia potência a mais “debaixo” de mim. Realmente a Kawasaki esteve fantástica e desde já quero agradecer ao Henrique. Neste momento é uma questão de habituação e com certeza na próxima prova tudo será diferente”. O piloto terminou esta primeira prova na 6ª posição da classe TT3 e 21º posto da classificação geral.

A próxima prova da RHC Motos será já nos dias 16 e 17 de Abril na Ferraria – 2ª prova pontuável para o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

Texto: Evo-press
Fotos: Digiphoto

TEAM RR-MOTOS-SUZUKI-CEPSA-CRÉDITO AGRÍCOLA INICIA O CAMPEONATO A VENCER NA BAJA ALGARVIA…

Realizou se este fim-de-semana por terras algarvias a primeira das oito provas que fazem parte do Campeonato Nacional de Todo Terreno época 2011, a BAJA CARMIM.

Neste primeiro desafio compareceram 69 pilotos, que começaram por enfrentar no sábado um prólogo exigente com 7km.

O piloto patrocinado pelo CRÉDITO AGRÍCOLA foi o segundo mais rápido nestes primeiros kilómetros de competição, demonstrando toda a sua potencialidade da sua SUZUKI e deixando antever que estariam vários pilotos preparados para a discussão da vitória ao longo da prova.

No domingo, perante um dia solarengo e 231km de percurso ao cronómetro, Mário Patrão atacou desde cedo, tendo sempre em vista o seu objectivo, iniciar o campeonato com uma vitória, trabalhando desde logo para a revalidação do seu título. No final, após uma prova rápida e constante, o Piloto CEPSA foi coroado obtendo uma margem de 37 segundos de distância.

No final o piloto estava satisfeito com o resultado que marcou a sua estreia no Campeonato:

“Foi um bom fim-de-semana de competição. No sábado entusiasmei-me e cometi alguns excessos que me levaram a perder vários segundos. No domingo concentrei-me totalmente no meu objectivo e nos pormenores técnicos do trabalho que estava a fazer acabando por vencer. Agradeço ao muito público algarvio que me apoiou nesta primeira prova, assim como à minha equipa de assistência e amigos e claro, a todos os meus patrocinadores, dedicando-lhes, pelo seu apoio num período conturbado, a minha primeira vitória.”

TEAM RR-MOTOS-SUZUKI-CEPSA-CRÉDITO AGRÍCOLA

Team Celcrumotos com dois pilotos no pódium




(Clique nas imagens para ampliar)

terça-feira, 22 de março de 2011

BSEC - British Sprint Enduro Championship 2011


O BSEC - Campeonato Britânico de Enduro Sprint, é uma competição de enduro no Reino Unido que funciona com o seguinte formato: As provas são compostas por uma única especial que os participantes percorrem várias vezes. Os pilotos partem do paddock para uma zona de espera e daí para a partida da especial onde arrancam em intervalos de 30 segundos. Após completarem a especial têm 30 minutos até à volta seguinte.
Este campeonato surgiu em 2010 e dado o seu sucesso, o número de provas foi aumentado para 10 em 2011.
O Reino Unido continua a ter o seu campeonato nacional de enduro e apesar de legitimamente os mais puristas "torcerem o nariz" a este formato, a verdade é que poderá ser uma solução no futuro para o enduro em muitos países, caso as restrições ambientais aumentem.
O actual líder do campeonato é David Knight que venceu três das quatro provas disputadas até ao momento. Tom Sagar foi o único que conseguiu bater o piloto da ilha de Man, ao garantir a vitória na segunda ronda.






segunda-feira, 21 de março de 2011

CNTT 2011 - Baja Carmim - Resultados


(Clique na imagem para ampliar)


Mário Patrão

Foto: Arquivo

Saldo positivo na 1ª Prova do Nacional de TT


Paulo Gonçalves

O Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2011 iniciou-se nos dias 19 e 20 de Março, na Baja Carmim, organizado pelo Clube Automóvel do Algarve.

Foram efectuadas duas etapas: um Prólogo / Super Especial de 7,8 kms e um Super Sector Selectivo com um total de 231,05 kms num piso bastante seco e já com muito pó, que dificultou um pouco a vida aos pilotos.

A Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate participou nesta prova com os pilotos Paulo Gonçalves e Victor Oliveira na Classe TT3, Pedro Bianchi Prata e Luís Teixeira na Classe TT2 e Luís Ferreira na Classe TT1.

As verificações técnicas da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate decorreram no sábado entre as 8h30 e as 11h30. O Prólogo / Super Especial teve início às 15h. No domingo, dia 20, teve lugar o percurso selectivo às 8h.

A competir em todas as classes, os pilotos da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate mostraram a sua excelente performance desportiva com os resultados alcançados.

Apesar de algumas dificuldades físicas, Paulo Gonçalves, terminou a prova no 2º lugar da Classe TT3 e 5º da geral. Relativamente à prova efectuada comentou: " Tendo em conta o meu estado físico, que não está ainda a 100%, o resultado foi bastante bom. Vou continuar a treinar e a preparar-me para levar a TE511 à vitória, na próxima prova. Esse é o meu objectivo ".

O recente piloto da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate, Luís Ferreira, ficou em 1º lugar da Classe TT1 e 6º da geral. O piloto afirmou: " A prova correu bem. Fiquei em 1º lugar da minha Classe, o objectivo estruturado para esta Baja foi cumprido. Com mais treino, tenho a certeza que na próxima prova, vou aproximar-me dos lugares da frente na classificação geral. "

Luís Ferreira

Luís Teixeira atingiu, na primeira prova de TT do ano 2011, o 3º lugar da Classe TT2 e o 3º da geral. O piloto referiu: " A prova correu bem. Tive um bom ritmo desde o inicio até ao fim apesar de ter sofrido um percalço, mas consegui recuperar. A TE449 esteve sempre perfeita e eu correspondi com o meu óptimo estado físico. Agora, vou continuar a atacar para obter melhores resultados. "

Luís Teixeira

No decorrer da Assistência II, os pilotos Luís Ferreira e Luís Teixeira tiveram um contratempo que, apesar de ter sido solucionado rapidamente, retirou a ambos os pilotos tempo e consequentemente a hipótese de alcançaram uma melhor classificação. O incidente sucedido deveu-se ao derramamento de gasolina sobre o tube de escape das motos, incendiando-o em ambas. Nada que a equipa técnica da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate não esteja qualificada e pronta a resolver.
Principiante em provas Todo-o-Terreno, o novo piloto da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate, Victor Oliveira obteve o 5º lugar da Classe TT3 e o 12º da geral. O piloto de Caminha declarou: " A minha primeira prova de TT correu bem mas podia ter corrido muito melhor. Digamos que a sorte não esteve muito do meu lado mas com mais treino, na próxima prova vou obter um melhor resultado ".

Victor Oliveira

No decorrer da Assistência II, os pilotos Luís Teixeira e Luís Ferreira tiveram um contratempo que, apesar de ter sido solucionado rapidamente, retirou a ambos os pilotos tempo e consequentemente a hipótese de um melhor resultado. O incidente sucedido baseou-se no derramamento de gasolina sobre o tubo de escape das motos, incendeando-o em ambas. Nada que a equipa técnica da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate não esteja qualificada para resolver.

Devido a problemas do foro pessoal, o piloto Pedro Bianchi Prata não fez o Prólogo, assim teve que partir em último lugar para o Sector Selectivo, tendo finalizado a prova no 29º lugar da geral. O team manager da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate expressou a sua satisfação pelo resultado positivo de todos os pilotos da sua equipa: " Foi bom voltar a correr no Nacional de TT. Foi uma prova dura mas muito bem organizada. Não foi um fim-de-semana fácil para mim, pois perdi a minha avó mas estou bastante contente com os resultados alcançados pela equipa. Vai ser um campeonato com muita disputa e a Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate com pilotos nas diferentes classes vão conquistar otimos resultados. Nesta prova foi também possível tirar favoráveis conclusões acerca das motos. Foi a primeira prova em que utilizamos todas as motos nas diferentes categorias e deu para perceber que são motos muito competitivas e como tal, ajudarão os pilotos a conseguir vitórias. "

Pedro Bianchi Prata

A próxima prova da equipa da ISUZU será em Ferraria, dias 16 e 17 de Abril, também pontuável para o Campeonato Nacional de TT.

Texto: Gabinete de Imprensa Bianchi Prata - Beatriz Martins
Fotos: Gabinete de Imprensa Bianchi Prata - José Carlos Silva

quinta-feira, 17 de março de 2011

Cpto Italiano 2011 - 1ª Prova - Olbia (Sardenha)







(Clique na imagem para ampliar)

Todos os Resultados

CNE 2011 - XII Enduro Cidade de Ourém - Video



Gonçalo Reis - Rescaldo de Ourém

Tempo para se fazer o rescaldo da prova de Ourém, antes do mundial que está aí à porta. Podem ler as palavras de Gonçalo Reis em:

Fábio Pereira em Ourém

(Clique na imagem para ampliar)


Cada vez mais perto

A terceira ronda do Campeonato Nacional de Enduro disputou-se no passado fim-de-semana em Ourém, sob condições climatéricas adversas. A muita chuva que caiu nos dias anteriores à prova tornou o percurso delineado pela organização mais complicado para os pilotos e que levou à desistência de uma parte significativa do pelotão.

Gonçalo Reis entrava confiante nesta prova após uma sucessão de testes a novas soluções técnicas na sua moto que o permitem imprimir maior ritmo e atacar mais forte nas especiais.
No primeiro dia, a luta particular com Paulo Felícia manteve-se. Gonçalo Reis acabaria este dia de competição separado por escassos 8 segundos do seu adversário.
No segundo dia da prova de Ourém, o piloto da Jomotos mantinha a toada agressiva, tentando explorar ao máximo as capacidades da sua Honda CRF 450 R nas difíceis condições de piso, que exigiam grande dotes de condução para tentar obter o máximo de tracção.
No final deste dia só 38 segundos separavam Gonçalo Reis de Paulo Felícia, o que atesta a competitividade deste campeonato.

Gonçalo Reis: “ Embora ainda não esteja a 100% em termos de habituação à minha nova cilindrada, sinto que estou quase lá. A “quatro e meio” exige um estilo de pilotagem diferente com o qual ainda não estou totalmente familiarizado.
Tenho de ser mais cauteloso e controlado na abertura do acelerador e ao mesmo tempo tenho de tentar por mais potência no chão. Esta semana irei testar algumas modificações que me irão trazer alguns benefícios nas próximas rondas. Em termos de prova foi um enduro muito giro e bonito. Bastante duro e com um percurso exigente para todos. No primeiro dia falhei a vitória por escassos 8 segundos. Andamos os dois completamente no limite e às vezes temos de arriscar um pouco mais. No segundo dia a diferença para o Felícia aumentou um pouco mais, mas basta um erro para tudo se nivelar em termos de pontuações.”

Resultados Ourém (final): 1º Paulo Felícia com 1h23m, 2º Gonçalo Reis (Honda) a 46s, 3º Mário Patrão a 4m00s, 4º Luís Oliveira a 6m36s.
Assim vai o campeonato: 1º Paulo Felícia 125pts, 2º Gonçalo Reis 110pts, 3º Luís Oliveira 94pts etc.

Press Officer Gonçalo Reis

quarta-feira, 16 de março de 2011

RR-MOTOS-SUZUKI-CEPSA-CRÉDITO AGRÍCOLA no pódio

Disputou-se este fim-de-semana em Ourém o quarto e quinto dia pontuável para o campeonato nacional de enduro 2011, o qual é composto por 11 pontuações.
Com uma lista de inscritos reduzida de apenas 62 pilotos, dos quais as desistências ultrapassou os 40%, pode ver-se a dureza desta prova.
Mário Patrão apresentou-se bem melhor que nas provas anteriores, mas sente-se que o piloto da SUZUKI ainda não está a 100%, vamos esperar mais dele.
O piloto patrocinado pelo CRÉDITO AGRÍCOLA nesta prova esteve rápido mas com alguma falta de consistência, o que lhe fez vacilar em algumas das especiais desenhadas pelo clube local, mesmo com alguns contratempos naturais da competição, o experiente piloto da CEPSA saiu desta prova com o terceiro posto absoluto.

Próxima prova inicio do campeonato nacional TT, Baja Carmim Tavira 18 a 20 de Março.

RR-MOTOS-SUZUKI-CEPSA-CRÉDITO AGRÍCOLA

CNE 2011 - Videos - Elias Rodrigues













Video Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida - KIA - Ourém 2011




Domínio completo dos pilotos CRN

(Clique na imagem para ampliar)

Team CRN/Yamaha/Motofundador

Dura batalha no XII Enduro de Ourém


Paulo Felícia - Classe Absoluto

A terceira prova do Campeonato Nacional Enduro KIA 2011 realizou-se este fim-de-semana, nos dias 12 e 13 de Março em Ourém.
Com 50 kms, já com as três especiais incluídas, o percurso contou com muita lama, pedras e alguma chuva. Os pilotos tiveram, por isso, uma prova dura, onde foram obrigados a ultrapassar as várias dificuldades existentes.
No primeiro dia de prova, as Classes Absoluto, Júnior e Open perfizeram três voltas ao trajeto, enquanto duas foram percorridas pelas Classes Verdes (I e II) e Veteranos. Já no segundo e último dia de prova, foi acrescentada mais uma volta ao número de voltas do dia anterior.
Os pilotos que se destacaram no XII Enduro de Ourém foram Paulo Felícia na Classe Absoluto, Luís Oliveira na Classe Júnior, Luís Morais na Classe Open, Carlos Reis na Classe Verdes I, Luís Fernandes na Classe Verdes II e Arsénio Miranda na Classe Veteranos.

Luís Oliveira - Classe Júnior


Luís Morais - Classe Open

Carlos Reis - Classe Verdes I

Luís Fernandes - Classe Verdes II


Arsénio Miranda - Classe Veteranos

A Extreme KIA 2011, desenhada junto ao Centro de Negócios de Ourém e com 1km de extensão, recebeu larga afluência de público ao local. Os pilotos que venceram o desafio Extreme KIA 2011 no Enduro de Ourém foram Paulo Felícia, Jacobo Mendes e Carlos Reis nas Classes Absoluto, Open e Verdes respectivamente.



Paulo Felícia - Vencedor da Extreme KIA 2011 na Classe Absoluto - Enduro de Ourém



Jacobo Mendes - Vencedor da Extreme KIA 2011 na Classe Open - Enduro de Ourém


Carlos Reis - Vencedor da Extreme KIA 2011 na Classe Verdes - Enduro de Ourém

No âmbito do projecto “Um dia com a Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate”, jovens da Casa Dr. Alves – Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida acompanharam a Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate durante o primeiro dia de prova. Esta acção de cariz social, promovida pela KIA e Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate, ofereceu, novamente, um dia repleto de animação e aventura. Uma das jovens da Casa Dr. Alves, Cátia Miguens, exprimiu sua alegria, confessando que é adepta do desporto motorizado: “ Estou a achar este dia espetacular! Tenho uma grande paixão por motos desde pequena. Espero repetir!”. Por sua vez, Joana Martins, disse: “ Estou a adorar! Fiquei encantada com o Elias, é um bom piloto! Espero que ele vença esta e as outras provas. “.


Jovens da Casa Dr. Alves - Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida



A próxima prova do Campeonato Nacional de Enduro KIA 2011 será nos dias 28 e 29 de Maio, no Peso da Régua.

Texto: Gabinete de Imprensa Bianchi Prata – Beatriz Martins
Fotos: Gabinete de Imprensa Bianchi Prata – José Carlos Silva