segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Hélder Rodrigues forçado a abandonar



Estava em 3º quando a moto teve um problema mecânico
Piloto da Red Bull Yamaha TMN Team alvo de diversas homenagens

O Campeão do Mundo de todo-o-terreno, Hélder Rodrigues, não foi feliz na sua deslocação às pistas alentejanas, onde este fim-de-semana se disputou a 25ª edição da Baja 500 Portalegre, o evento mais importante da modalidade no plano nacional e que na comemoração das suas bodas de prata juntou mais de 500 participantes.

O piloto da Red Bull Yamaha TMN Team, aos comandos de uma Yamaha WR 450 Enduro, foi forçado a abandonar na sequência de uma avaria, quando ocupava a 3ª posição.
Estava a andar bem sem correr riscos mas a moto teve um problema e não deu para continuar, explica o piloto da Red Bull Yamaha TMN Team que acrescenta: “Agora vou concentrar-me em preparar da melhor maneira possível o Dakar que é a minha grande aposta”.


A participação do piloto na Baja 500 Portalegre encerra um movimentado mês de Outubro que começou no Rallye des Pharaons, onde conquistou o título mundial e continuou com a vitória no Rallye Oilbya Maroc. Pelo meio e depois da já noticiada mensagem de felicitações do Presidente da República, também no passado dia 12 de Outubro, foi aprovado por unanimidade de todos os partidos com assento parlamentar, um voto de saudação ao piloto. Hélder Rodrigues é entretanto um dos cinco nomeados para Atleta do Ano, numa iniciativa promovida pela Confederação do Desporto de Portugal.

A2 Comunicação

TEAM KTM/MUNICIPIO DE CORUCHE - DAVID MEGRE CAMPEÃO NACIONAL


Depois da quarta posição conquistada no prólogo da 25ª edição da Baja de Portalegre David Megre garantiu idêntico posto no final dos quase 400 quilómetros da prova desenhada no Alentejo e também o título nacional na classe TT3 no nacional de Todo-o-Terreno. Depois de dois títulos conseguido em TT1 e um título Europeu de Bajas em 2009, o piloto de Coruche junta mais um título ao seu palmarés, agora na classe reservada ás motos de maior cilindrada.

À chegada à prova alentejana, a derradeira do campeonato, David Megre não dependia apenas de si para se sagrar campeão e para o conseguir estava dependente do resultado da concorrência.
‘Sabia que não sería fácil, mas como tinha dito antes uma prova como esta pode decidir tudo e alterar mesmo o resultado final de um campeonato. Por isso vim preparado para fazer o que me competia...vencer.’

Palavras do piloto da KTM com as cores da Mercearia Vencedora, que mesmo com algumas dificuldades acabou a prova na quarta posição e com a liderança na sua classe.
‘Foi uma prova complicada especialmente na sua primeira fase. Demorei mais de uma centena de quilómetros até me encontrar com a corrida e só depois consegui realmente imprimir o meu ritmo. Na segunda metade da corrida, no percurso que os carros já tinham percorrido, as dificuldades foram igualmente grandes, mas senti-me mais confortável e mantive um ritmo forte. Estive sempre informado quanto ao posicionamento dos meus adversários e no final perdi o pódio por uma diferença mínima, mas esse não era o principal objectivo.’

Com o dever cumprido quanto à discussão do título David Megre teve depois que esperar pelo desfecho da prova do seu principal adversário, a quem terminar era suficiente para garantir o título.
´O meu principal adversário precisava apenas de terminar para ser campeão, mas acabou por não conseguir alcançar o final da prova e assim depois de algum tempo de espera acabei por me sagrar campeão nacional... sem dúvida a cereja no topo do bolo no final de uma época complicada. referiu o piloto da Caismotor junto ao Parque-Fechado da prova, satisfeito com mais um título nacional. ‘Foi o prémio justo para um ano de muito trabalho! Muito obrigado a todos os meus patrocinadores! Agora quero saborear este título e começar já a trabalhar no próximo ano. Gostava de fazer mais provas no estrangeiro...especialmente em África.’

Hype Communications

Fausto Mota com resultado de destaque – 25ª edição Baja Portalegre 500


Terminou este fim-de-semana o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2011. A derradeira jornada pontuável teve como cenário a habitual Baja Portalegre 500 que este ano ficou marcada pela sua 25ª edição. A prova rainha do TT nacional era composta por um prólogo de cerca de 5 Km’s cumpridos no dia de sexta, sendo que ontem os pilotos teriam que percorrer 450 Km’s entre os concelhos de Portalegre, Nisa, Gavião, Ponte de Sôr, Crato, Fronteira, Sousel, Alter do Chão, Arronches e Monforte.

Entre os cerca de cento e cinquenta inscritos na categoria motos encontrava-se o piloto marcuense da YAMAHA Fausto Mota. Numa prova em que o título da classe TT1 já estava atribuído ao seu mais directo adversário, o piloto RACETECH nada tinha a perder. No entanto o experiente piloto optou por entrar cauteloso terminando o prólogo de sexta-feira na 9ª posição. “Hoje não quis arriscar pois poderia deitar tudo a perder. São cerca de 5 minutos de prólogo e pouco temos para aquecer. Amanhã é que é a valer e acreditem que irei dar o meu melhor” comentou o piloto na noite de sexta.

Já no dia de ontem Fausto Mota entrou da melhor forma e foi subindo posições ao longo de toda a prova. Na fase final da Baja e com um último “pressing” ao seu mais directo adversário, conseguiu ultrapassar e subir ao lugar mais baixo do pódio. O piloto da Mota y Mendes esteve surpreendente ao longo de toda a prova e fruto disso é o 3º lugar da geral (2º classificado classe TT1) a pouco mais de 30 segundos do segundo classificado da Baja. De salientar que o piloto ficou sem travão dianteiro a partir do CP3 não conseguindo alcançar o segundo classificado. No final, Fausto visivelmente comovido comentou: “Como foi habitual ao longo do ano, custa-me bastante entrar no ritmo nos quilómetros iniciais, no entanto quando a confiança chegou comecei a forçar o ritmo e tudo saiu na perfeição. Apenas tive o problema do travão da frente e não consegui alcançar o “Oliveirinha”por pouco. Não tivemos qualquer problema com o pó e o piso estava excelente em termos de tracção. Este Portalegre foi fantástico e logicamente estou bastante feliz”.

Excelente prestação por parte do piloto Racetech / LCMotos / Mota Y Mendes, que com este resultado termina da melhor forma a época de 2011. É certo que não foi uma época perfeita pois o objectivo seria o título da classe TT1 no entanto para um piloto amador e com uma ocupação profissional bastante exigente, foi bastante positivo. Neste momento a equipa irá reflectir sob todos os aspectos menos positivos deste ano, preparando da melhor forma a próxima temporada.

Texto: Evo-press
Foto: DR

Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate azarada na 25ª Baja Vodafone Portalegre 500


A 25ª edição da Baja Portalegre 500 realizou-se nos dias 28 e 29 de Outubro. A mediática prova do TT nacional integrou motos, quads, utvs/buggys e autos num desafiante percurso.
Os pilotos da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate estiveram presentes na competição com Paulo Gonçalves e Victor Oliveira na classe TT3, Luís Teixeira na classe TT2 e Luís Ferreira na classe TT1.
A prova iniciou-se com um prólogo de 5kms no primeiro dia e um Setor Seletivo de 450kms no último dia.
A última prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2011 revelou-se muito dura para todos os pilotos da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate.
Na classe TT3, o Paulo Gonçalves, que obteve o terceiro lugar no prólogo, foi obrigado a desistir no segundo dia devido a um problema na moto. O piloto declarou: “ A prova correu muito mal. A minha moto teve um problema elétrico e não pude prosseguir. O fim de época não foi muito positivo mas estamos confiantes que para o próximo ano, tudo correrá pelo melhor.
O piloto de Caminha, Victor Oliveira, sofreu uma queda durante o SS2. No entanto, o piloto conseguiu terminar a prova, tendo alcançado o 27º da geral. O piloto analisou a prova alentejana: “ Estava tudo a correr bem mas numa zona rápida, caí e magoei-me num pé. Ainda assim, consegui terminar a prova. O resultado não foi muito bom mas consegui terminar a prova e isso é positivo.

O campeão nacional de TT1, Luís Ferreira, não teve também muita sorte, terminado a Baja no 23º da geral. O piloto referiu: “ A prova estava a correr dentro dos objetivos delineados, ia em 2º da geral e 1º da classe mas ao quilómetro 30, um parafuso desapertou-se do pinhão da moto e com isso perdi uns 15minutos. Este contratempo deitou por terra os meus objetivos mas de qualquer das formas, sou campeão TT1, que me deixa bastante satisfeito!

Com a sua 2ª participação na Baja de Portalegre, o piloto algarvio, Luís Teixeira ficou no 32º da classe TT2. Tal como Victor Oliveira, Luís Teixeira sofreu uma queda, que o prejudicou. O piloto disse: “ Infelizmente, caí durante o percurso, que me fez perder muito tempo e como tal, alcancei o 32º da minha classe, o que não muito positivo.

O team manager da Equipa Bianchi Prata / BP Ultimate comentou o desempenho da sua equipa na última prova de TT e ao longo do decorrente ano: “ Foi uma pena o que aconteceu a todos os pilotos da equipa. Mas o piso seco alternado com poças de água, existentes no trajeto, condicionou o nosso objetivo. No geral, foi um bom campeonato. Toda a equipa, de pilotos e mecânicos, trabalhou para atingir boas performances, que foram muitas vezes obtidas. Estamos confiantes que em 2012, o desempenho desportivo será ainda melhor!
O Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2011 terminou com a Baja Portalegre. Esta última prova, foi um grande espetáculo do desporto motorizado off road, que atraiu muito público à zona de assistência.

Texto: Gabinete de Imprensa Bianchi Prata – Beatriz Martins
Fotos: Digiphoto

4º Passeio TT - Kimoto


No próximo dia 05 de Novembro a Kimoto irá realizar o “4ºPasseio TT”, passeio que á imagem das edições anteriores será um evento quem tem como principal finalidade estabelecer um convivio saudável entre todos os clientes e amigos da Kimoto e abrir a epóca de enduro da melhor forma com algumas paisagens, obstáculos, trilhos, etc, carecteristicas desta zona minhota.

O passeio será de dificuldade média/baixa, dependendo das condições atmosféricas, e com vários obstáculos, que no caso de não pretender efectuar terá sempre alternativas, apelamos desde já aos participantes, que em situações de alguém se encontrar atascado se entre ajudem, mantendo assim o verdadeiro espírito Todo Terreno.

O ponto de encontro será junto á Kimoto, (oportunamente serão indicados mais pormenores) onde nos concentraremos e, após um pequeno briefing e entrega dos respectivos números a cada um dos participantes se iniciará o passeio.

Preço por Participante: 25 Motas
O valor da inscrição inclui: 3 refeições (pequeno almoço, almoço volante e jantar).

Inscrições limitadas.

PROGRAMA – 5 de Novembro

08h:00 – Recepção, pequeno-almoço e distribuição dos respectivos números;

08h:30 – Saída da Kimoto em Grupos;

13h:00 – Almoço volante;

18h:30 – Chegada à Kimoto;

20h:30 – Jantar convívio(local a confirmar pela organização).

Organização

domingo, 30 de outubro de 2011

Filme - What !f

What !f é um filme que tem os melhores pilotos de enduro dos EUA como actores principais.
São 42 minutos de pura acção dos quais podem ver a maior parte aqui.
Bom domingo!







sábado, 29 de outubro de 2011

GP de Portugal de Enduro vai realizar-se em Torres Vedras


O calendário do mundial de Enduro já está definido e Portugal consta, novamente, na lista de países organizadores do campeonato. Torres Vedras foi a cidade escolhida para acolher a etapa portuguesa de 2012 e esperam-se, para esta prova, cerca de 130 concorrentes oriundos de 30 países.

A organização, que está a cargo do Clube Ecomotor, já anunciou, a mais de seis meses de distância, que a prova já está totalmente delineada e que os pilotos podem contar com um traçado muito técnico e de grande beleza (95% de trilhos) que os irá obrigar a empenharem-se bastante de modo a cumprir o percurso dentro do tempo regulamentar. A prova de Torre Vedras também vai contar para o campeonato do mundo de enduro de feminino.

Portugal já tem grande experiência no que diz respeito a provas de Enduro, mas é a primeira vez que a etapa portuguesa do mundial se realiza tão próximo de Lisboa. Para o Presidente da Federação de Motociclismo de Portugal, Dr. Jorge Viegas, esta novidade é claramente uma mais-valia: “a concretização desta prova em Torres Vedras deixa-nos muito satisfeitos porque é, sem dúvida, uma cidade com excelentes infra-estruturas e a sua proximidade da capital será muito importante para o seu sucesso. Por outro lado pretendemos levar estas provas a outras localidades do país. O Enduro é uma modalidade com grande tradição no norte de Portugal, mas nós queremos trazê-la também para o sul. Neste momento, estamos muito confiantes nos organizadores que têm demonstrado grande empenho na realização e sucesso desta prova.”

A etapa portuguesa do mundial de Enduro de 2012 vai colocar Torres Vedras em evidência no âmbito dos desportos motorizados. A prova vai ser apoiada pela Câmara Municipal de Torres Vedras que, na voz do seu edil, Dr. Carlos Miguel, já reforçou a satisfação em receber este evento: “ficamos muito honrados com a escolha de Torres Vedras para acolher uma prova do Mundial de Enduro. Estamos, também, muito contentes que toda a organização tenha sido levada a cabo por cidadãos torrienses que em muito se têm empenhado na concretização desta prova elevando, tanto no panorama nacional como internacional, o nome de Torres Vedras.”

O Presidente da Câmara de Torres Vedras referiu ainda a importância da realização deste evento que irá permitir mostrar por mundo fora a rara beleza das encostas na região oeste: “apadrinhámos esta iniciativa porque considerámos que esta prova poderia ser uma boa forma de dar a conhecer a Região Oeste e a nossa cidade. Acima de tudo queremos deixar uma boa impressão a todos os que nos visitarem por forma a que levem uma boa recordação de Torres Vedras”.

Difundido em mais de 46 países e visto em cerca de 35 milhões de lares, o campeonato mundial de Enduro assume-se como um forte impulsionador na divulgação dos locais que acolhem as suas etapas.

A etapa portuguesa do Mundial de Enduro vai realizar-se nos dias 12 e 13 de Maio.

A2 Comunicação

2º Enduro Terras de Recezinhos - Video

Team REFRIGERANTE MX PÓS VINTAGE no II LOUZAN CLASSIC ENDURO

Raul Amorim, presença assídua nas  provas da FMP de Motocross na classe Pós-Vintage, assim como em todas as edições de Enduros nesta Categoria, mais uma vez o Piloto de Paços de Brandão, irá estar presente no próximo dia 12 de Novembro na 2ª edição do LOUZAN CLASSIC ENDURO na Lousã – Coimbra.
Raul Amorim desta vez levará a sua YZ 250 de 87, ao contrário da YZ 490 86(foto) utilizada no I LOUZAN CLASSIC em 2010.

Desta vez inserido no TEAM REFRIGERANTE MX PÓS VINTAGE, juntamente com  Nuno Carvalho, que tomou o lugar de Nuno Martins, ambos de Vila Real, por impossibilidade profissional, nesta edição do LOUZAN CLASSIC ENDURO, assim como já não marcou presença no Campenato Pós-Vintage de MX em 2011.

O TEAM REFRIGERANTE MX PÓS VINTAGE, foi desenvolvido para estar presente em todos os eventos da classe Vintage-MX/Enduro em 2011/2012.

Na Lousã irá apresentar-se assim:

Classe 4
Raul Amorim       Yamaha YZ 250 1987
Nuno Carvalho     Honda CR 125 1986

"O objectivo é sempre tirar o maior partido das participações, tendo por base o divertimento, o convívio e a divulgação destas máquinas que outrora foram o último grito da tecnologia, e passados vinte e tal anos, ainda nos dão imenso prazer de conduzir, e estes eventos realçam ainda mais essas emoções."  Realçou o R. Amorim.

Nuno Carvalho troca de Lugar com Nuno Martins em 2011, pilotando a mesma CR 125 de 86.


Nuno Martins que em 2010 esteve na Lousã, desta feita no Team MX Vintage - Os Arreliados, numa CR 125 de 86
Team Refrigerante Pós-Vintage

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

EWC 2012 - GP de Portugal será em Torres Vedras!



É um exclusivo do ENDUROPORTUGAL.
A etapa portuguesa do Campeonato do Mundo de Enduro terá lugar em Torres Vedras, a 12 e 13 de Maio de 2012.
O Mundial volta assim ao centro do país, que recebeu a caravana pela última vez no GP de Fátima/Ourém em 2005.
O clube Ecomotor será o organizador do evento e está a preparar uma grande prova com muitas iniciativas para envolver o público e adeptos do enduro, entre os quais os membros do nosso fórum.
Mais novidades brevemente..


Louzan Classic Enduro 2011 - EMC Enduro Vintage Squadra Corse



Irá decorrer já no próximo dia 12 de Novembro a 2ª edição do LOUZAN CLASSIC ENDURO na bonita vila serrana da Lousã - Coimbra. Entre novos e os graúdos, a organização a cargo do experiente Montanha Clube está a contar com cerca de duas centenas de pilotos com modelos clássicos. Depois do sucesso alcançado na edição passada, este encontro irá primar pelo convívio e acima de tudo dinamização das motas que outrora venceram campeonatos de todo-o-terreno, enduro ou mesmo motocross. O centro nevrálgico do evento será o Aeródromo da Lousã, estando a direcção de prova nas “mãos” do carismático Pedro Hogan.

A EMC Enduro Vintage Squadra Corse tem desenvolvido ao longo do ano, todo um processo de preparação e manutenção das suas máquinas. Trata-se de uma equipa com um papel fundamental na boa dinamização do Enduro Vintage no nosso país, sendo que na Lousã contará com os seguintes pilotos:

Classe 1 – 50cc ≤ 1995
André Caetano
Ernesto Caetano

Classe 2 - Motos 125cc série e 80cc
Miguel Abrantes
João Vigário
Tiago Caetano
Bruno Vieira
Rodrigo Castro

Classe 3 - Livre ≤ 1980
Luís Cenoura


Ernesto Caetano, como chefe de fila desta equipa, comentou: "Mais uma vez estou bastante entusiasmado com esta iniciativa. É bom para o Enduro Clássico e uma forma saudável de vermos as "minhas meninas" em prova. Temos tido bastante trabalho mas o esforço vai valer a pena daqui a quinze dias. Iremos ser recompensados da melhor forma, com mais um grande evento".

Será certamente uma excelente oportunidade para os amantes de clássicas comparecerem na Lousã. O dia será de grande convívio, terminando com um belo jantar a relembrar episódios passados do motociclismo português. As clássicas merecem e o Enduro Vintage também, posto isto estão todos convidados!

Texto: Evo-press
Fotos: Arquivo

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

2º Enduro Terras de Recezinhos - Fotos 1



Duarte Morgado na 25ª Baja Portalegre 500


É já de 26 a 29 de Outubro que se realiza 25ª Baja Portalegre 500. A edição deste ano conta com mais de 500 pilotos inscritos, pelo que o espectáculo está garantido e mostra que a prova de TT mais antiga de Portugal está para durar.
Duarte Morgado é um dos participantes na prova e conta com o apoio do ENDUROPORTUGAL. O piloto que estará presente aos comandos de uma Husaberg, desenvolveu o projecto Baja2Tempos para estruturar a sua participação.
Podem visitar a página www.baja2tempos.com que, para além de diversos artigos sobre a sua preparação para a prova, conta também com muitas informações para quem quiser assistir.
Boa sorte Duarte!
Video - Treinos

Fausto Mota e Rui Oliveira enfrentaram 7ª edição Extreme XL Lagares


Decorreu no passado fim-de-semana na bonita localidade de Lagares a 7ª edição da Extreme XL. A mais mediática prova de Enduro extreme em solo português além de um vasto leque de estrelas internacionais da modalidade, contava com vários candidatos portugueses. Entre eles estava presente a dupla Fausto Mota e Rui Oliveira - team CRN Yamaha/Mota y Mendes.
A organização a cargo do Extreme Clube de Lagares esteve sensacional e à semelhança de anteriores edições, estava prova era composta por um prólogo – neste caso na noite de sábado, sendo que o domingo era de bastante esforço com duas voltas a um duro percurso. No prólogo a equipa nortenha esteve surpreendente e com alguma facilidade colocou-se no grupo da frente para o dia seguinte (6ª classificada classe XL).
Já no dia de domingo e com a habitual “química”adquirida na última edição do Dakar, os dois pilotos transpuseram gradualmente todos os cenários da XL Lagares terminando o dia num excelente 4º lugar da classe XL. Nota de destaque para a mota utilizada pelo piloto natural do Marco de Canaveses. Fausto Mota apresentou-se em Lagares com uma Yamaha YZ 125cc, que apesar de bastante ligeira e muito maneável, trata-se de uma mota pouco habitual neste tipo de provas extremas.
“Em conversa com o Rui decidimos marcar presença nesta sétima edição. Usei uma mota impensável para este tipo de provas mas que até gostei. Era leve e pegava nela com facilidade. Aproveitei esta prova para treinar um bocado o físico e apresentar me em Portalegre mais forte que nunca” comentou Fausto Mota.
Rui Oliveira, visivelmente feliz disse:
“ Apesar de não estar a 100% fisicamente pois não sou piloto a tempo-inteiro, senti-me bastante bem aqui em Lagares e com calma conseguimos ultrapassar todas as dificuldades. Por momentos senti um dèjá vu dos bons momentos que passamos na última edição do Dakar. O Fausto é cinco estrelas e sempre que houver um desafio eu alinho”



Fausto Mota prepara-se agora para enfrentar a última etapa do Campeonato Nacional de TT 2011. A 25ª edição da Baja Portalegre 500 decorrerá entre os dias 28 e 30 de Outubro, onde o piloto quererá certamente acabar o ano com uma vitória.


Texto: Evo-press
Fotos: Carina Pereira

sábado, 22 de outubro de 2011

2º Enduro Terras de Recezinhos


Programa

08:30 – Abertura Secretariado (Verificações administrativas, técnicas e documentais).
11:00 – Fecho Secretariado
11:00/11:30 – Colocação das motos em Parque Fechado
11:30h – Briefing
12:00h – Saída do 1º Piloto
18.00h – Fim do Enduro
18.30h – Saída da Classificação e entrega de prémios. Lanche

Mais informações em: http://endurorecezinhos.jimdo.com/

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Extreme XL Lagares 2011 - Alexandre Carvalhais

Alexandre Carvalhais é um piloto amador que tem a particularidade de apostar forte em angariar apoios para as suas participações em provas e dar-lhes a maior exposição possível.
Um exemplo a seguir por todos, mesmo que se não se tratem de pilotos de ponta e estejam envolvidos em competição a nível amador. 
A ideia de que só os melhores conseguem patrocínios pode ser falaciosa, pois no que diz respeito ao marketing, pode ser muito importante vencer, mas acima de tudo, o importante é "aparecer".



quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Cpto Italiano 2011 - Borno (Última prova)


Resultados:


(Clique nas tabelas para ampliar)

Manzi campeão nas 125 2T
Botturi campeão nas 250 2T
Belometti campeão nas 500 4T

Cpto Italiano 2011 - Fabriano (7ª prova) - Video

Paulo Miranda na Extreme XL Lagares 2011

(Clique na imagem para ampliar)

KTM Freeride 350 - A melhor arma para o Enduro Extreme?


A KTM continua a inovar e desta feita a marca austríaca criou aquela que poderá ser a moto ideal para o Enduro Extreme.
Com o motor da 350cc "amansado" (24 cvs) e alimentado a injecção, a KTM Freeride 350 deriva do protótipo da Freeride Eléctrica e apresenta um peso aproximado de 99 kg. O objectivo foi criar uma moto que vencesse todos os desafios que uma EXC vence, mas com bastante menos esforço e energia.
A KTM Freeride 350 junta-se assim à já conhecida Scorpa T-Ride 250, motos que pretendem juntar o melhor do Enduro e do Trial.
Estará disponível para comercialização na primavera de 2012 e será apresentada oficialmente já no próximo salão de Milão (EICMA).

Fonte: KTM

Extreme XL Lagares 2011 - Video Onboard de Xavi Galindo no Prólogo

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Extreme XL Lagares 2011 - Video - Os outros herois da XL

Estes são os outros heróis que contribuem para a grandeza da Extreme XL Lagares. Pilotos que mesmo com pouca experiência não têm medo de ir à luta e por isso estiveram presentes na prova motorizada mais dura de Portugal.



Extreme XL Lagares 2011 - Fotos 3


Dougie Lampkin mais forte que nunca – Extreme XL Lagares 2011


A sétima edição da Extreme XL decorreu no passado fim-de-semana na bonita localidade de Lagares – Penafiel. Num formato semelhante a anteriores edições, a mais mediática prova de hard enduro nacional era composta por um prólogo nocturno no dia de sábado e um duro traçado no domingo. As classes PRO e XL teriam de o percorrer por duas vezes, sendo que a classe AMADOR apenas cumpriria uma volta.

No decorrer da noite de sábado pudemos ver rápidos pilotos em todas as classes, sendo o espectáculo final uma “luta” directa entre os cinco melhores. Quem acabou por vencer o prémio prólogo foi o conceituado piloto espanhol da Husaberg - Xavi Galindo.

No dia de domingo, rapidamente os nomes mais mediáticos desta modalidade assumiram a frente da corrida e à passagem da primeira volta, já Doug Lampkin era líder. A pouco mais de cinco minutos colocava-se o actual Campeão do Mundo júnior de Trial – Alfredo Gómez, com Xavi Galindo na terceira posição mas já bastante afastado dos dois homens da frente. O exigente traçado delineado para esta edição fez bastantes “estragos” nas classes XL, AMADOR mas também na PRO. Destaque para o rápido germânico Andreas Lettenbichler que abandonou à passagem da segunda volta por avaria. Foram percorridas quatro freguesias do concelho (Lagares, Figueira, Sobreira e Capela) com passagens de referência pelo “Eucalipto”, Alto da Pegadinha ou os ribeiros de Couce e Pereira. Na derradeira volta, Gómez caiu partindo o travão da sua mota, deixando Lampkin isolado na frente.

O britânico chegou ao final nos Moinhos com um surpreendente tempo de três horas e quarenta minutos levando todo o publico presente ao rubro. “Já conheço bastante bem esta zona de Portugal pois já venci cá algumas provas do Mundial de Trial. Em termos de enduro é a primeira vez e logicamente estou bastante feliz. A organização está de parabéns pois empenharam-se bastante e proporcionaram-nos uma grande prova. Aproveito desde já para agradecer à Redbull e Arjones Motos (GasGas) por todo o apoio” comentou o britânico bastante satisfeito.

Xavi Galindo acabaria por subir ao lugar mais baixo do pódio a pouco mais de vinte minutos de Alfredo Gómez que ficou na segunda posição. O melhor português da classe PRO foi o actual Vice-Campeão Nacional de Enduro (Open) João Ribeiro que terminou a prova na oitava posição.

Na classe XL a habitual dupla Paulo “Russo” e Emanuel Costa dominaram de fio-a-pavio esta edição deixando os espanhóis Dani Carracedo/Jacobo Mendez (GasGas) a cinco CP´s de distância, pois não cumpriram a totalidade de prova no tempo delineado. Um pouco mais atrás e com oito CP´s de atraso ficaram Jorge Araújo/Pedro Moreira.

Na classe AMADOR os pilotos sofreram bastante havendo mesmo algumas desistências. A vitória acabou por sorrir aos locais Bruno e Filipe Moreira (Amigos do Pedal) que com uma prova bastante calculista e empenhada levaram a melhor diante dos nuestros hermanos Javier Quintas e Luís César Morais. Na terceira posição ficou a dupla Pedro Teixeira e Tiago Ferreira.


Sem duvida alguma que se tratou da melhor edição da EXTREME XL, com a presença dos melhores pilotos de hard enduro mundial e os milhares de pessoas que se deslocaram até Lagares e se dividiram por todas as zonas espectáculo. Paulo Moreira – mentor de todo o evento e ainda eufórico com o sucesso, comentou: “Para esta edição houve um empenho redobrado pois a fasquia estava alta. A presença do pelotão mundial de Extreme Enduro mudava todo o esquema, e dureza era a palavra de ordem. Foram alguns meses de preparação e em termos de números tivemos: 6.000 estacas, 12.000 metros de manga, 1.500 sinais de percurso, 90 homens, 17 controlos de passagem e um fantástico publico com aproximadamente 15.000 pessoas espalhadas por todo o percurso. Sem duvida quem são números excelentes e no futuro é nossa vontade continuar. Um agradecimento muito especial para todos os membros do Extreme Clube de Lagares, para todos os patrocinadores, para todo o publico presente e em especial para todos os participantes que fizeram desta prova uma grande festa. Obrigado a todos e viva o Enduro Extreme”.


Com todo este sucesso a oitava edição agendada já para 2012 é séria candidata a um lugar no calendário do Campeonato do Mundo de Enduro Extreme, sendo certamente esse o desejo de todos os amantes desta arrojada modalidade.

Texto: Evo-press
Fotos: ModoJ - Fotografia

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Extreme XL Lagares 2011 - Videos 2



Extreme XL Lagares 2011 - Fotos 2


Extreme XL Lagares 2011 - Video da chegada do vencedor

Extreme XL Lagares 2011 - Videos 1







Extreme XL Lagares 2011 - Fotos







António Maio vice-campeão nacional


António Maio (Yamaha/Pinhelworks/Reiger Suspensions) garantiu o segundo lugar no Nacional Absoluto de Todo-o-Terreno, ao subir mais uma vez ao pódio, na penúltima ronda do campeonato, disputada em Góis.

O piloto alentejano terminou a apenas 2m26s de Mário Patrão, o novo campeão nacional.
“Já sabíamos que era muito difícil deixar a discussão do título para Portalegre [última prova da temporada], pois, mesmo que eu vencesse, era preciso que o Mário ficasse abaixo do segundo lugar, o que era muito difícil”, frisou.
Mesmo assim, ficou satisfeito com o segundo posto, apesar de o grande objectivo ser o título. “Gostava ainda de agradecer a toda a equipa e a todos os patrocinadores, pela ajuda que me deram”, sublinhou.

Quanto a Frederico Fino (Yamaha/Pinhelworks/Reiger Suspensions), regressava aqui à competição após a violenta queda sofrida na ronda anterior.
Apesar de alguns percalços, terminou ainda dentro dos dez primeiros (foi nono), subindo ao pódio da classe TT2, em que foi terceiro.


“Foi bom. Fiz um prólogo tranquilo. Depois, de manhã, fui com um andamento em que fui melhorando aos poucos. O objectivo era voltar a andar de moto e desbloquear o medo”, frisou. Mas, da parte da tarde, o bom ritmo pagou-se caro, pois acabou por apanhar um adversário. “Fiz 40 quilómetros no pó dele. Foi impossível fazer melhor”, disse.

Mas a equipa oficial da Yamaha esteve ainda em destaque com Eduardo Guerreiro, que voltou a vencer entre a classe de Veteranos, sendo o décimo à geral. João Ferreira também voltou a ganhar, mas na Promoção. Já Miguel Navarro, no seu ano de estreia, voltou a fazer uma excelente prova.

Agora segue-se a Baja de Portalegre, no final do mês. Este ano, a prova do ACP comemora 25 anos. “Certamente que será uma grande corrida”, antevê António Maio.

Visite-nos no Facebook: http://www.facebook.com/ffino22


Yamaha/Pinhelworks/Reiger Suspensions

domingo, 16 de outubro de 2011

Doug Lampkin vence a Extreme XL Lagares 2011


O piloto britânico aos comandos de uma Gas Gas foi o grande vencedor da Extreme XL Lagares, na sua estreia na prova. Em segundo lugar ficou o espanhol Alfredo Gomez enquanto que o seu compatriota, Xavi Galindo, terminou na terceira posição.
Na classe XL, competição por equipas, os vencedores foram Paulo Russo e Emanuel Costa.
Desconhecemos até ao momento quem venceu na classe Amadores.

Foto: Emanuel Silva

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Percurso Extreme XL Lagares para Google Earth e Garmin


O membro "Valmeiral" do Fórum Enduro Portugal  teve a amabilidade de nos disponibilizar o percurso da Extreme XL Lagares em ficheiros KML para o Google Earth e GDB para Garmin.
A ele e à organização, o nosso obrigado.

Podem descarregar a pasta com os ficheiros aqui:

Tudo a postos para a Extreme XL Lagares 2011!



(Clique nas imagens para ampliar)

Programa da Prova

Sábado - 15:
19:00 - Desfile dos pilotos
20:00 - Partida para o prólogo

Domingo - 16:
12:00 - Partida para a prova

Mais informações em: http://www.extremelagares.com/