quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

Nova vitória de Paulo Gonçalves na quarta etapa do Rally dos Sertões


(Clique para ampliar)


Hélder Rodrigues em 3º lugar


(Clique para ampliar)


Ruben Faria seguro na sexta posição


Ruben Faria cumpriu hoje a quarta etapa do Rally dos Sertões 2014 e manteve a sexta posição da classificação geral na prova. Aos comandos da sua KTM Rally 450 oficial o piloto de Olhão cumpriu em pleno os seus objectivos naquela que foi a mais longa especial cronometrada da prova com os seus 364 quilómetros de extensão num dia em que a caravana ligou Paracatu a São Francisco num total de 585 quilómetros.

No final do longo dia o piloto algarvio foi o sétimo classificado depois de uma etapa em que mais uma vez não quis correr riscos que podem ser fatais a qualquer momento numa prova tão especial como é o Rally dos Sertões. As pistas mais sinuosas, com passagens por vedações e piso escorregadio são imagens de marca da prova e com um nível tão elevado entre os pilotos da frente tentar recuperar tempo perdido obriga assumir riscos que não interessam ao piloto nem à própria equipa. Neste quarto dia a caravana encontrou também algumas zonas com piso de areia (Jalapão mineiro) e após uma fase inicial muito rápida após a primeira centena de quilómetros as pistas ficam mais sinuosas e muito exigentes do ponto de vista da navegação.

‘Foi um dia longo, com muito pó e zonas tipicas dos Sertões que podem ser bastante traiçoeiras. Tal como ontem encontrei o meu ritmo e desenhei a minha corrida de acordo com as condições de piso, que está bastante seco e levanta bastante pó à passagem dos pilotos. No grupo da frente o andamento está muito elevado e é muito complicado recuperar, para o fazermos corremos riscos e uma travagem falhada ou uma saída de pista pode mesmo significar um ponto final na prova. Não é isso que procuro, quero estar na linha de chegada porque acima de tudo esta prova serve para preparar o Dakar. O quarto lugar está a cerca de cinco minutos, mas o principal objectivo é mesmo chegar ao final.’

Palavras de Ruben Faria no final da quarta etapa da prova e antes daquele que será o mais longo dia da competição, mesmo se a especial agendada para amanhã é mais curta que a realizada hoje. Amanhã os pilotos terão uma etapa igualmente longa, entre São Francisco e Diamantina, com um total superior aos 645 quilómetros dos quais 336 serão cronometrados.

Hype Communications

terça-feira, 26 de Agosto de 2014

Paulo Gonçalves segura o segundo lugar provisório nos Sertões


(Clique para ampliar)


Hélder Rodrigues mantém 4º lugar


(Clique para ampliar)


Dia longo em segurança para Ruben Faria


Após a segunda etapa do Rally dos Sertões ter sido encurtada em mais de metade do seu percurso original, Ruben Faria e todos os pilotos presentes na quinta prova do campeonato do mundo de Cross-Country e Rallies cumpriram hoje a primeira etapa realmente longa, com mais de 200 quilómetros de troço cronometrado na ligação entre Catalão e Paracatu, com a caravana a entrar igualmente no estado de Minas Gerais.

À semelhança do que aconteceu nos dias anteriores a especial foi tipicamente brasileira, com muita de fazenda com vedações, portões, ribeiros e bastante pó, o que dificulta sempre a progressão dos pilotos. Sendo igualmente o primeiro dia realmente longo Ruben Faria imprimiu um ritmo constante mas sem correr demasiados riscos que possam prejudicar a segunda metade deste Rally dos Sertões 2014, conseguindo no final da jornada aproximar-se mesmo do quinto classificado.

‘Foi um dia em que a opção foi mesmo reduzir os riscos. Desde o início que imprimi um ritmo rápido mas seguro para não arriscar nenhuma queda que me atrasasse ou colocasse mesmo em perigo a minha continuidade na prova. Aqui qualquer erro paga-se caro e sei disso por experiência própria – Ruben Faria abandonou a prova em 2013 devido a uma queda – por isso não quis arriscar antes das duas especiais mais longas. Mesmo assim recuperei terreno para o quinto classificado, mas numa corrida em que as diferenças são tão curtas não é fácil dada a rapidez do lote de pilotos da frente. Mas estou bem fisicamente e penso que os próximos dois dias serão decisivos para todos.’

Amanhã Ruben Faria enfrenta a quarta etapa deste Rally dos Sertões 2014, com a ligação entre Paracatu e São Francisco a ditar mais de 363 quilómetros de especial, a mais longa da prova brasileira neste ano.

Hype Communications