segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Problema técnico estraga jornada a Bianchi Prata


Após ter conquistado a vitória no prólogo do Serres Rally na tarde de ontem, foi com natural ambição que Bianchi Prata iniciou hoje a primeira etapa da competição grega, com três especiais cronometradas na agenda para a ligação entre Sidirokastro e o Lago Kerkini. Um dia que se previa bastante duro como o piloto da Husqvarna comprovou quando sentiu problemas na sua moto no decorrer da segunda especial e que o atrasaram face à concorrência.

‘O dia foi muito longo e duro, com muitas peripécias pelo meio. Como ganhei o prólogo ontem arranquei em décimo para a primeira especial, mas com o muito pó que se fez sentir não arrisquei e fiquei em segundo a pouco mais de um minuto do vencedor. Arranquei determinado para a segunda especial, a mais longa do dia, já sendo o quarto no terreno e rapidamente comecei a juntar-me aos da frente.’

Mas a segunda especial do dia, com mais de centena e meio de quilómetros, foi totalmente oposta, com pequenos e arreliadores problemas técnicos a ditarem no final muito tempo perdido face ao grupo da frente.

‘Sensivelmente ao quilómetro 110 a moto começou a falhar, sem conseguir perceber o porquê, obrigando-me a rodar devagar até ao reabastecimento onde perdi cerca de 25 minutos para tentar resolver o problema. Aí descobri que tinha água na gasolina o que me obrigou a fazer algumas reparações e a acumular mais tempo perdido. Após ter chegado final da especial a moto foi reparada não só na questão da gasolina mas também na reparação de um pequeno fio que estava solto.’

A derradeira especial do dia foi aproveitada para tentar recuperar terreno perdido, mesmo se o resultado da jornada estava já bastante condicionado pelos contratempos anteriores.

‘Na derradeira especial entrei ao ataque e com a moto a colaborar novamente acabei por fechar o dia com uma vitória. Andei depressa neste derradeiro duelo do dia mas perdi muito tempo na geral, mais de vinte minutos. De qualquer das formas nada está perdido e amanhã vamos lutar para começar a recuperação.’

Bianchi Prata acabou desta forma por descer à sexta posição na classificação geral da prova antes da segunda etapa que levará os pilotos de Drama a Vrontou com uma especial única com 270 quilómetros. Esta será a primeira parte da etapa maratona que terminará apenas no dia seguinte em Orini. Com pouco mais de 26 minutos de atraso para o líder, Bianchi Prata quer começar a recuperar já amanhã e a longa especial do dia pode ser perfeita para iniciar essa mesma recuperação.

Hype Communications

Pódio em Navarra para Diogo Ventura


Diogo Ventura conseguiu hoje (NDR: ontem) em Larrión, Espanha, uma fantástica terceira posição na classe Enduro 3 do campeonato espanhol de enduro. Aos comandos da sua Gas Gas oficial o piloto de Góis fechou esta quarta ronda do campeonato na 10ª posição da classificação geral e no degrau mais baixo do pódio, confirmando assim a sua rapidez perante os pilotos do país vizinho, alguns deles presenças igualmente habituais no campeonato do mundo onde Diogo Ventura participa na classe júnior.

Após uma paragem de quatro meses no campeonato esta foi também a primeira prova da época espanhola com apenas um dia de duração e Diogo Ventura mostrou que esta preparado para enfrentar a derradeira prova do campeonato do mundo a realizar em França.

‘Andei muito rápido durante toda a corrida e mesmo com duas quedas fortes em especiais consegui terminar no pódio, algo que já fazia falta. Sem as quedas a classificação poderia ter sido um pouco melhor mas tenho de trabalhar para não cometer erros, que no mundial pagam-se muito caro. Mas estou satisfeito com o resultado que me motiva para o mundial dentro de duas semanas.’

Diogo Ventura prepara agora a derradeira ronda do campeonato do mundo, a realizar nos dias 13 e 14 de Setembro em Brioude, França. Na classe Júnior o piloto que venceu o campeonato europeu em 2013 procura estar entre os cinco melhores na categoria no final da sua primeira temporada a tempo inteiro no campeonato do mundo de enduro.

Hype Communications

Rita Vieira, madrinha da BAJA TT ROTA DO DOURO


A líder da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno FIM de Senhoras, Rita Vieira, vai participar na BAJA TT ROTA DO DOURO, na condição de Madrinha do evento, que integra as motos no programa.

A BAJA TT ROTA DO DOURO é uma prova que pontua para o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) e que vai integrar a título extra-campeonato, as motos com o objectivo de em 2015 a integrar o calendário oficial da Federação de Motociclismo de Portugal (FMP).

O centro nevrálgico do evento vai estar instalado na Douro Marina, em Vila Nova de Gaia, de onde os concorrentes vão partir na sexta-feira, dia 26 de Setembro para cumprirem por duas vezes os carros e uma as motos, os cinco quilómetros do prólogo que vai ser disputado  na freguesia de Sandim, também em Gaia.

No Sábado os concorrentes partem para a estrada, tendo Amarante como destino, onde se vai iniciar o primeiro Sector Selectivo. A prova segue depois pelos Concelhos de Baião, Vila Real, Vila Pouca de Aguiar, Murça, Alijó e Peso da Régua, onde se realiza o Reagrupamento da prova. Este Sector Selectivo tem uma extensão de 203,97 quilómetros, realizados na sua quase totalidade no coração do Douro Vinhateiro.

As motos apenas cumprem este primeiro sector selectivo, terminando a prova no Peso da Régua e daí seguindo em ligação para Vila Nova de Gaia, onde é previsto chegarem pelas 16.00 horas, para a cerimónia de pódium final.

Partindo do Peso da Régua, os concorrentes auto seguem para Lamego, onde se inicia o segundo Sector Selectivo. A prova segue para Cinfães, Castro de Aire, Arouca e Castelo de Paiva, onde se cumprem os 93,13 quilómetros do segundo Sector Selectivo. A partir desse momento a prova segue em ligação até Vila Nova de Gaia, onde termina.

Programa e horários

A BAJA TT ROTA DO DOURO vai ter um total de 470,82 quilómetros disputados em linha, tendo os Sectores Selectivos lugar em 13 concelhos, e quatro distritos (Porto, Vila Real, Viseu e Aveiro).

A partida vai ser dada às 13.25 horas do dia 26 de Setembro, no Cais de Gaia, sendo a partida oficial, dada às 13.30 horas no Cais de Gaia. O prólogo está agendado às 14.15 horas para as motos e às 15.30 para os automóveis. No Sábado, dia 27 a partida para as duas rodas vai ser dada às 06.30 horas às 08.00 para os automóveis. O regresso a Gaia está previsto para as 18.00 horas.

A madrinha             

Rita Vieira foi a primeira Portuguesa a vencer uma prova do Campeonato do Mundo aos comandos de uma moto de produção nacional, uma AJP PR5 250. Depois do feito conseguido em Aragon (Espanha), Rita Vieira regressou aos triunfos internacionais na Hungria, onde não só foi a melhor senhora, como venceu igualmente a categoria Júnior.

Rita Vieira confessa-se já como fã da BAJA TT ROTA DO DOURO: “Estou muito contente com o convite, pois esta é uma prova que, posso dizer, se corre à porta de minha casa. Como gaiense e como nortenha vejo com muito agrado a realização desta prova, que se vai disputar numa região lindíssima como é o Douro e num sector selectivo que é uma novidade, pelo menos para as motos. “

“Além disso vejo com agrado que a organização (The F World e GAS, n.d.r.) está ao melhor nível, com metas muito altas e certamente que vamos ter uma prova capaz de estar entre as melhores que se realizam… e não só em Portugal. Vou fazer tudo para estar presente” rematou a recente vencedora da Baja da Hungria.

Actualmente Rita Vieira lidera a Taça do Mundo, estando a escassos pontos de vencer o troféu e ser a primeira piloto portuguesa a vencer um campeonato mundial aos comandos de uma moto igualmente Portuguesa.

Evento: BAJA TT ROTA DO DOURO

Datas: 26 e 27 de Setembro de 2014

Local de partida e chegada: Vila Nova de Gaia

Texto: Média Completamente
Foto: Arquivo

domingo, 31 de Agosto de 2014

Ruben Faria em 4º na última etapa dos Sertões


Ruben Faria fechou hoje em Belo Horizonte a sua participação no Rally dos Sertões 2014. Aos comandos da sua KTM 450 Rally oficial o piloto de Olhão conseguiu na derradeira etapa da prova um brilhante quarto posto, demonstrando toda a sua reconhecida rapidez e ascendendo mesmo ao oitavo posto final na classificação geral da prova, posição que nem mesmo uma penalização de 13 minutos retirou ao algarvio.

Hoje os pilotos cumpriram um derradeiro sector selectivo com pouco menos de 126 quilómetros, derradeira especial onde Faria assinou o quarto posto a cerca de 3 minutos e minutos e meio do piloto mais rápido, fechando o rally em oitavo (seria sexto sem os 13 minutos de penalização).

‘Foi uma excelente forma de fechar o rally. Hoje saí mais atrasado que em dias anteriores depois da posição menos positiva de ontem e ataquei desde o início. Rapidamente passei outros pilotos e imprimi um ritmo forte mas sem exagerar. Tal como na Sardenha fecho de forma positiva esta prova e foi pena os 13 minutos de penalização, pois seria o sexto classificado. Globalmente faço um balanço positivo da prova, no ano passado abandonei devido a uma queda e este ano consegui chegar ao final o que é sempre muito bom. Agora é tempo de começar a pensar no Rally de Marrocos, a última prova do campeonato do mundo, onde me sinto mais à vontade que nas pistas estreitas aqui do Brasil.’

Ruben Faria cumpre assim a totalidade dos seus objectivos neste Rally dos Sertões 2014, quinta prova do campeonato do mundo que foi ganha pelo colega de equipa do algarvio, o espanhol Marc Coma. A derradeira prova do campeonato realiza-se em Marrocos entre os dias 3 e 9 de Outubro.

Hype Communications

sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

AMA Endurocross 2014 - Atlanta

1.Taddy Blazusiak-KTM
2.Cody Webb-Beta
3.Colton Haaker-Honda
4.Taylor Robert-KTM
5.Geoff Aaron-KTM
6.Kyle Redmond-KTM
7.Max Gerstson-Beta
8.Ty Tremaine-KTM
9.Wally Palmer-Christini
10.Bobby Prochnau-KTM

Dia complicado para Ruben Faria


Não foi fácil o penúltimo dia do Rally dos Sertões para Ruben Faria. Na segunda metade da etapa-maratona o piloto de Olhão não teve um dia fácil e acabou mesmo por descer na classificação geral, ocupando agora o nono posto quando falta apenas mais uma etapa para terminar este Rally dos Sertões 2014. Com o sexto lugar na sua posse esta manhã no arranque para os 179 quilómetros da especial que começou e acabou em Diamantina, Faria acabou por não conseguir melhor que o 10º posto no dia, caindo três posições na tabela classificativa.

‘Não foi nada fácil este penúltimo dia de prova. A especial era muito rápida e mais uma vez chegar aos adversários era muito complicado com o pó que se levanta. Arrisquei um pouco na fase inicial mas como fizemos etapa maratona cedo percebi que não tinha o pneu traseiro nas melhores condições por estar já um pouco desgastado. Após duas saídas de pista optei por baixar o meu ritmo e nessa fase saí novamente de pista e fiquei preso num buraco. Nada de grave se fosse um dia mais longo, mas numa especial curta o tempo perdido no final acabou por me fazer baixar na classificação. Foi pena...mas as corridas são mesmo assim.’

Ruben Faria espelhava a desilusão no final desta jornada, restando apenas uma etapa para fechar a prova a recuperação será quase impossível em condições normais, mas Ruben Faria não perde a esperança de pelo menos recuperar até Belo Horizonte algum do tempo que hoje perdeu.

‘A minha moto tem estado impecável e conto com ela para amanhã. O resultado está quase feito mas ainda posso ser oitavo. É isso que vou procurar atingir amanhã na chegada a Belo Horizonte.’

Amanhã os pilotos presentes no Rally dos Sertões enfrentam a derradeira etapa da prova, com partida de Diamantina e chegada a Belo Horizonte. Serão 337 quilómetros para percorrer, dos quais 126 serão cronometrados.

Hype Communications