terça-feira, 24 de abril de 2018

CNE 2018 - Luis Oliveira vence na Reserva da Lousã

Luís Oliveira

Pela 22ª vez a vila da Lousã recebeu o campeonato nacional de enduro. Em ano de elevada competitividade o Montanha Clube preparou uma corrida considerada por muitos como a mais dura e exigente da temporada, com excelentes especiais e alguma lama a condimentar o evento tornando a prova ainda mais técnica e mais 'endurista'.

Sendo a quarta paragem no calendário, quinta pontuação depois da dupla ronda da Régua, a prova lousanense marcou igualmente a viragem no campeonato, pois ficam a faltar três rondas e quatro pontuações até ao final do ano.

Com centro nevrálgico no Aeródromo da Lousã, onde estava o parque-fechado e também duas das três especiais, foi este o ponto de maior aglomeração de público que facilmente acompanhava as Extreme e Cross Test, bem como o trabalho de assistência por parte de pilotos e equipas no final de cada volta aos cerca de 40 quilómetros desenhados pela experiente equipa do clube anfitrião.

Na primeira metade da jornada foi Diogo Ventura quem assumiu o comando da caravana face ao líder do campeonato, Luis Oliveira, mas na entrada para as duas voltas finais Oliveira assumiu o primeiro lugar e não mais largou essa posição apesar dos esforços de Diogo Ventura em levar a melhor sobre o rival, que venceu com pouco menos de quinze segundos de vantagem sobre o campeão em título, ficando a terceira posição nas mãos de Gonçalo Reis a quase minuto e meio do vencedor. João Vivas foi o quarto classificado na frente de Rui Gonçalves que uma semana depois de ter estado na pista do Crossódromo Internacional de Águeda para se despedir do mundial de motocross, fez a sua estreia no enduro com o quinto posto absoluto.

Luis Oliveira venceu assim pela terceira vez em cinco jornadas pontuáveis, dilatando a sua vantagem no campeonato absoluto e também na classe onde foi igualmente vencedor, tal como Diogo Vieira na E1, onde mantem a invencibilidade. Na Open foi também o cada vez mais crónico vencedor Nuno Oliveira a levar a melhor sobre a concorrência.

Diogo Vieira

Entre o pelotão dos Verdes que cumpriram três voltas ao percurso ao invés de quatro, Gonçalo Oliveira venceu em Verdes 1 e também na Youth Cup, Diogo Parente em Verdes 2 e na classificação absoluta das três classes da categoria, cabendo novamente a Nuno Cação a vitória em Verdes 3. Nos Veteranos Nuno Freitas foi novamente o melhor e nas Senhoras foi Rita Vieira quem quebrou a hegemonia de Joana Gonçalves e assinou a sua primeira vitória do ano. Na Enduro Cup, que realizou duas voltas ao percurso e respectivas especiais, vitória para Gonçalo Salgado na primeira ronda do ano onde as 50cc a dois-tempos foram melhores que as 125cc a quatro-tempos que dominam desde a primeira prova da categoria em Góis. Em Super-Veteranos vitória de Pedro Sarreira e Miguel Antunes levou mais uma vitória para casa nas Vintage.

A próxima prova do campeonato realiza-se no dia 20 de Maio na cidade Águeda.
FMP

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Segundo lugar para Diogo Ventura nos trilhos da Lousã


A vila beirã da Lousã recebeu este fim de semana a quarta prova do calendário do campeonato nacional de enduro 2018. Uma prova organizada pelo experiente e conhecedor Montanha Clube, que preparou uma jornada com centro nevrálgico no aeródromo local, onde além do parque-fechado e assistência estavam igualmente duas especiais.

Com muito público a acompanhar a prova o piloto da Alves Bandeira entrou decidido e ao ataque, para assumir a primeira posição que conservou ao longo das duas primeiras voltas com três vitórias em especiais logo no arranque da competição a permitirem margem de gestão. Mas um erro na Extreme ditou a descida ao segundo posto na entrada da segunda metade da corrida, revelando-se sem sucesso os esforços de recuperação depois de mais uma especial menos conseguida na derradeira volta, a quarta.

"Andei mais de metade da corrida na frente mas um erro na Extreme fez-me perder bastante tempo. Tentei reagir mas voltei a perder tempo na última passagem pela Enduro Test e já não consegui recuperar."

Com as cores do Góis Moto Clube na sua camisola e moto Diogo Ventura voltou assim a ser segundo classificado, um resultado que não era o desejado pelo campeão nacional em título que desta feita esteve a competir bem ao lado de casa e por isso com muito apoio dos seus seguidores.

"Quero agradecer a todos os que estiveram aqui a apoiar-me, e que foram mesmo muitos bem como destacar a fantástica organização do Montanha Clube, o mesmo se passando com os meus patrocinadores que me ajudam corrida após corrida neste campeonato."  comentou igualmente o piloto da Lousãmotos no final daquela que foi a prova que marcou a viragem de campeonato nacional enduro 2018.

Hype Communications

domingo, 22 de abril de 2018

Vitória de Mário Patrão no Morocco Desert Challenge



Campeão nacional por sete vezes Mário Patrão alcançou hoje a sua primeira grande vitória internacional ao triunfar  no Morocco Desert Challenge, uma das maiores maratonas africanas de todo-o-terreno, que se desenrolou ao longo de oito dias nos quais foram disputados 2300 quilómetros cronometrados de pistas com características muito variadas.

O piloto inscrito pelo CRÉDITO AGRICOLA KTM BAHCO que hoje venceu pela quinta vez, foi o mais rápido a percorrer os 220 quilómetros cronometrados numa etapa disputada em pistas muito rápidas, mas difíceis de encontrar através de campos e terrenos agrícolas, o que exigiu uma concentração total e uma navegação perfeita. Mário Patrão liderou o rali desde a etapa inicial e terminou a corrida verdadeiramente satisfeito.

“Foram 2300 quilómetros dificílimos, com cenários totalmente díspares. Consegui o 1º lugar na geral o que me enche de orgulho, tendo em conta o esforço que temos feito juntamente com os patrocinadores. Muita abdicação, muitas horas, mas o resultado final vale a pena! A minha KTM Rally esteve sempre muito bem e foi sempre super assistida pelo meu amigo e mecânico Carlos Damião a quem quero dar publicamente o meu muito obrigado! Agradeço também a todos os que me apoiam e ao núcleo inabalável que diariamente me acompanha”, referiu  Mário Patrão  no final da prova.

Mário Patrão regressa às competições já no próximo fim-de-semana onde, em Portugal , vai disputar o Raid TT da Ferraria terceira etapa do Campeonato Nacional onde lidera a Classe TT3.

A2 Comunicação

CNE 2018 | Lousã - Resultados


Resultados

Foto: Organização

CNE 2018 | Lousã - Tempos Online


sábado, 21 de abril de 2018

António Maio termina Merzouga Rally no Top 5


António Maio concluiu hoje a sua participação no Merzouga Rally, competição de todo-o-terreno que tem vindo a ser disputada em Marrocos desde o passado dia 15 de abril, averbando um quarto posto do Dakar Challenge, competição destinada aos pilotos que nunca participaram no Dakar e que conta com mais de meia centena de inscritos. Na derradeira especial de 50 quilómetros cronometrados, que hoje se cumpriu, totalmente disputada nas dunas, o campeão nacional de todo-o-terreno 2018 e atual lider do Campeonato, pode disfrutar de forma inédita de uma partida em linha.

Foram cinco dias da mais pura competição, marcados pela mais dura e exigente navegação que o piloto da Yamaha Fino Motor Racing cumpriu de forma exemplar ao lado de um leque de pilotos de excelência. Foram cinco as equipas de fábrica presentes, com uma lista de inscritos digna de um Dakar na qual apenas só não marcaram presença quatro ou cinco “pilotos de peso”.

Nesta jornada do Dakar Series, na qual o vencedor recebe um passaporte para a edição 2019 do Rali Dakar, António Maio teve a oportunidade de realizar um grande treino, estar junto de alguns dos melhores na modalidade, o que lhe permitiu compreender em que tem de evoluir. 

“Hoje era um dia para não comprometer resultados. Não se ganhava, mas poderia perder-se. Desta vez, ao contrário do ano passado, em que fui obrigado a desistir, foi possível experimentar uma partida com todos os pilotos ao mesmo tempo. O ano passado não tive esse prazer e foi magnífico. Foi uma prova dificil, mas excelente. Poder passar todos estes dias em cima da mota foi um ótimo treino. Ter a oportunidade de estar aqui, a competir uma vez mais em Marrocos só foi possível graças a toda uma equipa que fez um trabalho irrepreensível. Quero agardecer a todos os que vieram comigo, mas também não posso deixar de o fazer a quem ficou em Portugal. Sem eles não seria possível estar aqui. Participar numa prova internacional desta envergadura só é possível com um grande trabalho de organização e logística que se deve a quem ficou em casa para que eu pudesse aqui estar. Obrigado também aos que vieram comigo, a quem agradeço todo o esforço e dedicação diários. Tudo isto é fruto de um trabalho conjunto. Uns vieram outros ficaram. Quem sabe se um dia será possível trazer uma estrutura ainda mais completa e assim trazer também todos os elementos da equipa”, revela António Maio à chegada.

Com a alteração às classificações atribuida ao dia de ontem, em que se disputou a quarta especial, António Maio conclui o Merzouga Rally no 24º posto da classificação geral, numa prova em que Juan Barreda foi o vencedor.

O piloto da Yamaha Fino Motor Racing vai disputar, já daqui a uma semana, desta feita em território nacional, o Raid TT da Ferraria, terceira jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, que se cumpre em Gavião. 

A2 Comunicação

Mário Patrão muito perto da vitória no Morocco Desert Challenge

Mário Patrão muito perto de uma grande vitória internacional

Cumprida que foi a sétima e penúltima etapa do Morocco Desert Challenge e o português Mário Patrão está apenas a 220 quilómetros de alcançar a sua primeira grande vitória internacional . Campeão nacional por sete vezes o piloto inscrito pelo CRÉDITO AGRICOLA KTM BAHCO lidera desde a etapa inicial esta grande maratona africana. Hoje naquela que foi a segunda etapa mais longa deste Morocco Desert Challenge e que levou os concorrentes de Boudnib - Matarka, Mário Patrão gastou 5hh09m22s a completar o setor cronometrado de 410 quilómetros que percorreu pistas rápidas e técnicas das planícies de Hamada e do planalto de Rekkam.Mário Patrão muito perto de uma grande vitória internacional

“Estamos efetivamente cada vez mais perto do final, mas diz-me a experiencia que é nestas alturas que a concentração deve ser redobrada. A etapa era menos exigente do ponto de vista de navegação mas muito longa. Foram mais de cinco horas seguidas ao cronometro em cima da moto ma tudo correu bem. O Maikel partiu dois minutos atrás de mim, conseguiu alcançar-me e fomos junto até ao final. Hoje eu e a minha equipa ainda vamos trabalhar para podermos encarar o derradeiro dia sem preocupações de maior. Amanhã será ele a abrir a pista e da minha parte não tenho nada a ganhar, mas posso ter tudo a perder se cometer algum erro, pelo que irei como sempre dar o meu melhor, mas ainda mais concentrado.”, referiu  Mário Patrão  no final da etapa.

Amanhã a etapa final será um pouco menor, apenas a 220 quilómetros cronometrados percorridos em pistas muito rápidas, mas difíceis de encontrar através de campos e terrenos agrícolas, o que vai exigir uma concentração total e uma navegação perfeita.  

A2 Comunicação

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Poker de vitórias para Mário Patrão no Morocco Desert Challenge


Mário Patrão está imparável no Morocco Desert Challenge. O piloto inscrito pelo CRÉDITO AGRICOLA KTM BAHCO voltou a vencer alargando assim para quatro o número de triunfos em etapas desta grande maratona africana. Hoje na jornada que levou os concorrentes de Merzouga a Boudnibpela, gastou 4hh19m09s a completar o setor cronometrado de 306 quilómetros que começou com o cruzamento norte-sul das dunas do Erg Chebbi, seguido de outra seção de dunas em Erg Znaigui.

“Mais uma etapa que correu bem. O início foi bastante exigente no capítulo da navegação. Atravessar dois longos Ergs a abrir a pista e sem qualquer tipo de marcação foi extremamente exigente, obrigou a uma grande concentração mas foi mais um desafio fantástico. Depois entrámos em pistas técnicas e rápidas onde é sempre importante ter muita atenção ao road book, mas também saber ler muito bem o terreno. Está a ser um rali fantástico onde tanto eu como a minha KTM e a minha assistência estamos a fazer um bom trabalho. Aproveito mais esta vitória para agradecer a todos aqueles que me possibilitaram estar nesta prova”, referiu  Mário Patrão  no final da etapa.

Amanhã disputa-se a segunda etapa mais longa deste Morocco Desert Challenge. O setor cronometrado terá 410 quilómetros percorrendo pistas rápidas e técnicas das planícies de Hamada e do planalto de Rekkam.

A2 Comunicação